Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 20Cº / Min 16°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Uma patota diferente

Fundado em 2014, o Schnapps Pomerode, equipe de Basquete, se mantém firme, em encontros semanais.

9ecca231ec70b3ba76e5ede8802722af.JPG Foto: Bob Gonçalves / Jornal de Pomerode

Um grupo de amigos, que se reúne toda semana, em uma quadra da cidade, para praticar o esporte que mais gosta. Essa história é bastante conhecida, afinal, Pomerode possui um grande número de “patotas”, que buscam, na prática esportiva, um modo de bem estar e confraternização. Só que, aqui, o que muda é a modalidade em questão. Ao invés de se jogar Futebol ou Futsal, as terças-feiras desta turma são reservadas para o Basquete.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/29f51f06e48d9e702fd26857397d83d9.jpg

 

Estamos falando do Schnapps Pomerode, fundado em 2014 e que, desde lá, se mantém firme, em encontros semanais. “Eu e o Frank (Junk) já jogávamos Basquete e tínhamos uma turma. Quando eu voltei do Mato Grosso do Sul, em 2013, questionei como estava o nosso time. Como ele havia acabado, resolvemos reativá-lo”, diz Rafael Manske, um dos integrantes.

Ele conta que utilizou as redes sociais para tentar trazer o pessoal de volta às atividades. “Desde lá, o time não parou mais, tanto que cerca de 50 pessoas já passaram pelas atividades, entre idas e vindas. Devido aos compromissos profissionais e pessoais, há uma grande rotatividade dentro do grupo que joga. Atualmente, são 15 ‘atletas’ fixos, que pagam a mensalidade, o que custeia o aluguel da quadra. Mas a gente procura incentivar aqueles que gostam de praticar a participar de nossa patota”, enfatiza.

 

Grupo joga há, pelo menos, cinco anos (Foto: Bob Gonçalves / Jornal de Pomerode)

O grupo está aberto àqueles que gostam e que conheçam um pouco do Basquete. E que, com a prática, melhorem a sua técnica. “Procuramos pessoas que gostem, queiram aprender e, ao mesmo tempo, passar bons momentos. Alguns chegaram aqui sem nenhuma base e, hoje, já possuem alguma habilidade, tudo conquistado com o tempo. É notável ver que o nível de muitos melhorou só de jogar com a gente. E nós, por sermos mais experientes, acabamos passando dicas aos novatos”, afirma Junk. “Só que é preciso ter um condicionamento físico razoável, pois é um esporte em que se corre bastante”, complementa Manske.

Aliás, os planos da turma são de expandir o time e, quem sabe, até mesmo representar Pomerode em algumas competições. “Existe um campeonato que deverá ser realizado ainda no fim deste ano, entre equipes amadoras, da qual, pretendemos participar. Já fizemos alguns amistosos, contra Timbó e Rodeio, e estivemos em um Campeonato 3x3, realizado na cidade de Blumenau. Essas atividades servem para que aqueles que nunca tenham participado de uma competição, possam ter esse ‘gostinho’. Como eu já fui árbitro da Federação, tenho alguns contatos neste meio esportivo, por isso, pretendemos o levar o nome da equipe além dos nossos limites”, conclui Junk.

Quem estiver interessado em conhecer, a patota se reúne todas às terças-feiras, a partir das 19h, no Ginásio do Dr. Blumenau. Ou, ainda, os contatos podem ser feitos através das Redes Sociais.



Tags:
Veja também: