Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 20Cº / Min 16°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Um presente para lá de merecido

Urso Zoe, do Zoo Pomerode, recebe surpresa especial em comemoração ao seu aniversário de três anos

5c8969a8189922041260a7e2af95ca40.jpg Foto: Divulgação / Zoo Pomerode

Quem não gosta de receber aquela festa surpresa quando está a completar mais um ano de vida, não é verdade?

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/29f51f06e48d9e702fd26857397d83d9.jpg

 

No último dia 26 de julho, o urso Zoe, do Zoo Pomerode, fez três anos de vida. O animal, que nasceu no zoológico, em 2016, ganhou um bolo decorado, feito com alimentos que pertencem à dieta de Zoe e pacotes de presentes, tudo para promover o seu bem-estar animal.

O nascimento de Zoe, em 2016, foi muito especial para o Zoo Pomerode, já que seu pai foi resgatado de um circo (história que iremos falar mais adiante, nesta matéria) e, naquela ocasião, apresentava ferimentos e outros sinais de maus tratos. Ao nascer, o filhote teve seu nome escolhido através de votação popular, um crescimento com saúde e, hoje, prospera muita alegria aos visitantes do Zoo. Naquela ocasião, em novembro de 2016, o Jornal de Pomerode chegou a noticiar o fato, que foi a capa do periódico, no dia 26 de novembro.

 

(Foto: Divulgação / Zoo Pomerode)

Segundo o biólogo Cézar Santos, a surpresa de aniversário faz parte de um programa do Zoo que tem como objetivo promover o bem-estar animal. “Nós realizamos com outras espécies, também, essas atividades. Claro que, cada uma se diferencia, em virtude das características e as necessidades das espécies. Essas ações fazem parte do programa de bem-estar animal em enriquecimento ambiental, estimulando comportamentos naturais da espécie e são uma oportunidade de sensibilização do público, pois falam sobre a espécie, risco de extinção, entre outras questões”, explica o biólogo.

 

(Foto: Divulgação / Zoo Pomerode)

Além disso, Santos reforça a gratidão de poder ver o Zoe nascer com saúde e ter um crescimento saudável. “A comemoração desta data é importante e gratificante, principalmente por todo esse histórico do pai, que foi resgatado, chegou aqui cheio de traumas e teve a oportunidade de interagir com a fêmea e se reproduzir. Isso também reforça o papel do Zoo em relação à preservação da espécie”, complementa.

 

 

A história de Bob

Como dito anteriormente, na matéria, Zoe é filho de um urso que sofreu maus tratos antes de ser levado ao Zoo Pomerode, onde teve sua recuperação e começou a ter uma vida saudável e digna. Bob, como foi batizado, chegou ao Zoológico no ano de 2009, após ter sido “propriedade” de um circo, no litoral norte catarinense. Em função de uma lei que proibia os animais em circos, Bob ficou preso, cerca de um mês, em uma gaiola, dentro de um caminhão. 

Ao chegar no Zoo, apresentava alguns machucados e, como cresceu um pouco durante o período que ficou preso, o urso acabou ficando maior do que a gaiola e a equipe do Zoológico teve que cortar uma parte da jaula para que o animal pudesse sair do cativeiro. Teve que ficar um período em adaptação, separado dos outros ursos que já habitavam os recintos.

 

(Foto: Divulgação / Zoo Pomerode)

Quando foi liberado para se integrar com os outros animais, Bob se juntou a Cindy, Úrsula, Pipoca e Max. Com o tempo, o urso conseguiu se reproduzir, através de um cruzamento com Úrsula, uma das fêmeas do recinto. Com isso, em 2016, veio então, o Zoe. 

 

Recuperação e resgate de animais

Dos mais de 1.100 animais que estão espalhados pelos recintos do Zoo Pomerode, 77% foram resgatados em situação de atropelamentos, contrabando, maus tratos e outras situações em que fazem com que algumas espécies resgatadas não consigam voltar para a natureza e precisem de cuidados especiais de toda a equipe de biólogos e veterinários do zoológico, para terem uma recuperação.  Alguns dos flamingos que hoje habitam o Zoo Pomerode, por exemplo, foram resgatados após uma tentativa de contrabando de aves e venda ilegal dos animais. Essas aves apresentavam sinais de maus tratos e muitas estavam com as asas amputadas, o que dificulta a ação de voo.

No recinto dos pinguins, um, em especial, recebe um cuidado específico, já que, sofreu um coágulo no cérebro, após ser atropelado por uma embarcação. Ele não consegue se movimentar em terra e necessita da ajuda de um tratador para se alimentar. Mas, ainda consegue nadar com tranquilidade, e passa algumas horas dentro do tanque do recinto, para se exercitar e se movimentar da maneira que ainda consegue.

Os elefantes também vieram ao Zoo Pomerode após apreensão feita pelo Ibama e Ministério Público por situação de maus tratos. Viveram 40 anos em circo acorrentados pelos pés, com severas restrições de movimento e comportamentos. Após décadas nesta situação, no zoológico, experimentam a possibilidade de interagir um com o outro, oportunidades de escolhas, dieta balanceada e cuidados de saúde.

 

As nossas ações prioritárias são da conservação, pesquisa e educação, então, nós trabalhamos com espécies ameaçadas de extinção para que elas continuem existindo na natureza

De acordo com Santos, as espécies resgatadas possuem uma nova chance para terem uma vida mais saudável e longe do perigo. “Aqui passa a ser a casa deles. Cuidamos desses animais, pois muitos deles não podem voltar mais à natureza. As nossas ações prioritárias são da conservação, pesquisa e educação, então, nós trabalhamos com espécies ameaçadas de extinção para que elas continuem existindo na natureza. E focamos em pesquisas para aumentar o nosso conhecimento científico dessas espécies, passar para as escolas, empresas e, também, visitantes em geral, a importância de manter um equilíbrio ambiental”, finaliza.

 

Quer receber as notícias de Pomerode e região pelo WhatsApp? Clique aqui.



Veja também: