Domingo, 18 de Agosto de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 28Cº / Min 17°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Um patrimônio histórico renovado

Casa Haut é inaugurada após uma restauração que durou aproximadamente três anos

d9d844fb49740fa9c770b3a476b4e21a.jpg Foto: Raphael Carrasco / Jornal de Pomerode

Pomerode é referência quando se trata de construções no estilo Enxaimel. A técnica utilizada nas edificações é muito presente na cultura alemã e de outros países da Europa. E, na última sexta-feira, dia 05 de julho, uma casa que possui uma história importante no município, recebeu uma reforma e uma completa restauração através da inciativa privada.

A Casa Haut, um antigo popular comércio pomerodense, localizado em Testo Rega, está com uma cara nova, mas sem perder sua essência da construção Enxaimel. Construída em 1901 e adquirida dois anos após por George Haut, a casa abrigou, por muitos anos, parte da família. 

Construída em estilo enxaimel, caracteriza-se pela volumetria avantajada, com telhados de grande inclinação, de onde saem águas-furtadas e mansarda, que tinham a utilidade e iluminar e ventilar o espaço do sótão ocupado pela família. Outro importante elemento construtivo é a proteção da área frontal de atendimento comercial, por telhado sustentado por uma sucessão de mãos francesas.

 

A Casa também serve como marco inicial da Rota do Enxaimel, sendo referência para quem inicia um passeio pelo local.

Após alguns anos, a propriedade passou para as mãos de Erich e Victor Haut, que seguiram o trabalho no Comercial Haut, muito popular no bairro. Com o passar do tempo, a grande família começou a seguir outros caminhos e saíram, aos poucos, da residência.

 

(Família Haut reunida em frente à residência. /  Foto: Raphael Carrasco)

 

A propriedade passou a ficar obsoleta e necessitava de uma restauração. Foi aí, que Alexandre Caiado, da empresa de investimentos imobiliários Gold Sea, resolveu levar para frente a ideia de reformar a residência e adquiriu a propriedade da família Haut. Após três anos de obras, a casa foi inaugurada, cerimônia que contou com a presença da família, que se emocionou ao entrar nas dependências do local.

“Passou um filme na minha cabeça. Lembro da minha infância aqui, as ajudas que tínhamos que dar para nosso pai (Erich Haut) no comercial e parte da minha vida que foi passada nesta casa. Ao entrar pela porta, foi como se eu tivesse voltado no tempo e revivido aquela época tão boa”, se emociona a filha de Erich, Margareth Haut Hennig.

A esposa de Erich, dona Lori Modro Haut, também nos contou do sentimento que sentiu durante a reabertura da residência.

“Eu queria que meu marido estivesse aqui para poder ver tudo isso. Tínhamos uma produção caseira de queijos por aqui e lembro da ajuda coletiva de nossa família e do nosso trabalho com o comercial, o contato com os vizinhos, amigos e clientes que vinham aqui e o que eu sinto é indescritível. Só tenho agradecer ao Alexandre que pôde manter esse nosso sonho vivo”, relata.

O empresário enaltece a renovação e resgate da residência pelo valor histórico que representa para a cidade de Pomerode.

“Nossa empresa tem um slogan que combina muito com essa obra: investimento com propósito. Todos os nossos negócios têm um sentido ou significado maior do que simplesmente a busca pelo lucro. A gente tem muito orgulho de estar aqui, hoje, e talvez estar garantindo os próximos 100 anos dessa casa que representa muito para a cidade”, afirma.

 

(Foto: Raphael Carrasco)

 

Quem teve a responsabilidade de ser a arquiteta responsável pela restauração foi Rosane Dahlke. O convite foi aceito por ela, em 2018.

“É uma honra muito grande ter recebido o convite. Aceitei prontamente, pois estou muito ligada neste quesito de preservação do Patrimônio Histórico e poder participar de um empreendimento dessa magnitude é extremamente interessante e gratificante”, explica.

 

Parceria com o Iphan 

A cidade de Pomerode integra o projeto Roteiros Nacionais de Imigração, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que abrange 17 municípios de Santa Catarina. O Projeto tem por objetivo o reconhecimento da importância do patrimônio cultural dos imigrantes no conjunto do Patrimônio Cultural Brasileiro. Desde março de 2019, o Iphan resolveu inaugurar um novo escritório técnico da imigração, na Casa do Salto, em Pomerode Fundos. A Casa Haut, tombada pelo patrimônio histórico, também recebeu uma ajuda do Iphan para que a restauração pudesse sair do papel. 

Segundo Marco Antonio Minozzo Gabriel, representante do Iphan de Pomerode, a residência possui a sua importância na cidade e ressalta o trabalho da entidade no município.

“Pomerode, por si só, é a cidade que possui o maior acervo de residências providas da imigração alemã. O município vem se fortalecendo com a temática do patrimônio, gerando bem-estar social, renda e desenvolvimento turístico do município. E, a Casa Haut, que fica na entrada da Rota Enxaimel, vem para abrilhantar a região”, finaliza.



Veja também: