Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 33Cº / Min 24°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Um coração Alvinegro Praiano

Série ‘Fanáticos’ irá mostrar torcedores que são apaixonados pelo clube de coração

12a192c00458afb2a4ce3f80e384aa0d.jpg Foto: Arquivo Pessoal

Nesta edição, inicia-se uma nova série especial no caderno de Esportes do Jornal de Pomerode. Quando a gente fala em futebol, muitos levam bastante a sério o esporte e o amor pelo clube de coração é algo  muito difícil de descrever. Uns dizem que é “apenas um jogo”, mas esse esporte sempre reserva alegrias e muita emoção. O nosso primeiro Fanático a dar as caras neste especial é um apaixonado pelo Peixe, Alvinegro Praiano, o Santos Futebol Clube.

Arlindo Utpadel nasceu em 1958, época em que o Santos brilhava os olhos de todos os amantes do futebol, com aquele time que desfilava talento em campo, com o maior de todos os tempos Pelé, além dos craques Pepe, Coutinho, Mengalvio e companhia. Pelo time ganhar praticamente tudo, destaque para o Bi-campeonato mundial em 62 e 63, a paixão pelo “Peixão” foi crescendo a cada dia que passava.  Hoje, aos 61 anos, não perde um jogo do Santos, seja pela TV, rádio, ou in-loco, na Vila Belmiro, ou outros palcos do futebol brasileiro.

O amor incondicional pelo clube já fez com que Utpadel fosse de ônibus, em um bate e volta, para Santos, para acompanhar a final do Paulista de 2014, no Pacaembu, contra o Ituano. Naquela ocasião, o time do interior paulista acabou levando a melhor, nos pênaltis, contra a equipe da Baixada Santista. Porém, nos outros anos, o pomerodense foi pé quente.

“Infelizmente, em 2014, o título não veio, mas nada que me fizesse desistir do meu time. Em 2015 e 2016, fui acompanhar duas finais seguidas e pude ver o Santos ser campeão contra o Palmeiras e o Audax, respectivamente. Por ano, vou a cerca de quatro a cinco partidas para ver o Santos jogar, geralmente quando são disputadas em um sábado. Mas, final é final, vale qualquer data”, comenta.

Dois títulos que leva na lembrança e considera os mais emocionantes foram o Campeonato Brasileiro de 2004, pela segunda vez em que era disputado em pontos corridos, e a Copa Libertadores da América em 2011, em final disputada contra o Peñarol (Uruguai), no Pacaembu, com gols de Neymar e Alex Sandro, jogadores que hoje estão no PSG e Juventus. 

Neste ano, a equipe faz uma boa campanha no Campeonato Brasileiro e é líder, até o momento, com o Palmeiras na vice-liderança. O Santos está focado nesta competição, já que a equipe comandada pelo argentino Jorge Sampaoli, foi eliminada da Copa do Brasil e não havia se classificado para a Libertadores deste ano. E, Utpadel está confiante com o título, neste ano. “Temos que partir pra cima! Apesar de não termos um elenco milionário, estou muito confiante no título esse ano”, comenta.

Na família, o seu filho Peter e o neto Georg e a neta Helena também torcem para o time da Baixada. Inclusive, o pequeno de cinco anos foi presenteado, pelo avô, com uma camisa usada pelo atacante Rodrygo, uma das promessas santista que foi contratada pelo Real Madrid, da Espanha. 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/906dd0914713bf0c60baa626ec8a4857.jpg

 

 



Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Arquivo Pessoal
Veja também: