Terca-Feira, 25 de Fevereiro de 2020

facebook_icon

Hoje: Máx 29Cº / Min 23°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Santa Catarina registra aumento de mortes por afogamentos

Neste ano, mais de 35 pessoas morreram, desde outubro, por todo o Estado. Em mais de 90% dos casos, as vítimas se banhavam onde não havia monitoramento de guarda-vidas. Mortes em água doce também foram 55% mais frequentes do que as ocorrências no mar

4ba419063b74a2178faad2ac42f3cad3.jpg Foto: Jornal de Pomerode

Um balanço divulgado pelo Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, revela um aumento no número de mortes por afogamentos, no estado, em comparação à temporada anterior. Os números, fazem parte da Operação Veraneio, realizada, anualmente, no verão.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/906dd0914713bf0c60baa626ec8a4857.jpg

 

Desde outubro do ano passado, até janeiro deste ano, 38 óbitos foram registrados em virtude de afogamentos. Na temporada passada, de outubro a abril, 36 pessoas perderam suas vidas neste tipo de acidente. Em mais de 90% dos casos, as vítimas se banhavam onde não havia monitoramento de guarda-vidas. Mortes em água doce também foram 55% mais frequentes do que as ocorrências no mar. 

Segundo o Corpo de Bombeiros Militar de SC, o afogamento em água doce é muito mais comum. A falta de prática em natação aliada, com a profundidade e correnteza dos rios, o uso de embarcações, às vezes precárias, com tripulação sem os coletes salva-vidas e ingestão de bebidas alcoólicas, são fatores que colaboram com o crescimento dos afogamentos no Estado.



Veja também: