Sábado, 07 de Dezembro de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 31Cº / Min 20°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Rei do Município: tradição mantida

Festa ocorreu no fim de semana e teve o charme do desfile pela rua em frente ao Clube 2º de Maio, comandado por Edegar Rahn

22b07b8fc8877f8e7cd42f28f2710ba2.jpg Foto: Tatiane Hansen / Jornal de Pomerode

Uma tradição que vem desde os tempos da colonização, para exaltar os clubes de caça e tiro da cidade. A Festa de Rei do Município é realizada há várias décadas em Pomerode e reúne os representantes de cada clube de caça e tiro de Pomerode, para eleger a realeza municipal das competições típicas.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/906dd0914713bf0c60baa626ec8a4857.jpg

 

No fim de semana, uma das tradições mais antigas voltou a ser realizada nesta festa: o desfile pelas ruas próximas ao clube onde o evento é realizado. No sábado, dia 06 de julho, a Associação dos Clubes de Caça e Tiro de Pomerode, juntamente com o Clube de Caça e Tiro Pomerode - 2° de Maio, em Pomerode Fundos, promoveram a tradicional festa e o desfile pela Rodovia SC-110, com a autorização da Polícia Militar Rodoviária Estadual.

Um grande público prestigiou e participou das competições, que iniciaram às 14h e definiram os Reis e Cavalheiros de 2019. Às 17h, um dos pontos altos das festividades foi a marcha em busca do reinado, comandada por Edegar Rahn, que saiu da sociedade, em direção à SC-110, até a Cancha do Tribess, voltando ao local de origem, em seguida.

O comandante, Edegar Rahn, atua na função desde 2014 e é o responsável por organizar os participantes do desfile e por ser o porta-voz do que está sendo realizado naquele período. Mas seu envolvimento com a tradição dos clubes de caça e tiro começou bem antes de assumir esta função.

 

 “No ano de 1998, eu era cavalheiro do Clube Esportivo e Recreativo Cultural Vasco da Gama, e em um dos desfiles, o então comandante da nossa sociedade ficou doente, durante a Festa Pomerana, no mês de janeiro, e acabou faltando no desfile. Meu pai, Edevino Rahn, que era o presidente e fundador do Clube, pediu que eu fizesse esta função, pois conhecia o funcionamento. E a partir desta experiência, fizeram a proposta para que ele fosse o comandante dali em diante”, conta Rahn.

O atual comandante da Associação dos Clubes de Caça e Tiro relembra que, em 2013, o antigo comandante, Eloi Rauh, deixou o posto e, durante cerca de um ano, houve um rodízio dos comandantes dos clubes na posição, até 2014, quando fizeram o convite a Edegar Rahn e ele aceitou.

De acordo com Rahn, o amor pela cultura da cidade, preservada nos clubes, começou por causa do pai, que fundou a sociedade Vasco da Gama, conforme dito anteriormente. “Desde a fundação, eu acompanhava meu pai nas diversas atividades do clube. E por estar sempre presente, eu gostava muito e fui me envolvendo naturalmente. Hoje, minha família também participa das atividades dos dois clubes dos quais somos sócios, o Vasco da Gama e o Testo Central Alto, do qual, minha filha é Rainha”, destaca o comandante.

 

(Edegar Rahn é comandante da Associação desde 2014. / Foto: Tatiane Hansen)

 

Ele ressalta, também, que deve-se trabalhar para manter as tradições da cidade vivas, pois elas representam a essência de Pomerode e que isso só será possível com a participação das novas gerações. “Deveria haver novas maneiras de engajar os jovens, talvez com atividades diferentes, para que eles continuem a frequentar os clubes de caça e tiro e mantenham as nossas tradições. Nós já temos a participação de alguns, mas poderia ter muito mais”, pondera o comandante.

Rahn agradece, também, a oportunidade dada pela Associação dos Clubes de Caça e Tiro e acrescenta que é o mais novo a ocupar a posição, que é um trabalho voluntário. “Nós precisamos olhar mais para os clubes de caça e tiro, que, hoje, passam por muitas necessidades e são cada vez mais difíceis de administrar. O desfile de sábado foi um exemplo do quanto nossas tradições são lindas, com as pessoas que passam por lá perguntando o que era esse desfile e ficando encantadas com nossa tradição. Todos os nossos participantes cooperaram muito e foi muito legal. É isso que precisamos, viver os clubes de caça e tiro”, encerra.

 

Novo reinado é eleito

O reinado homenageado, que havia sido eleito no ano passado, foi composto pelo Rei, Edegar Franz (CCT Pomerode - 2º de Maio); pelo 1º Cavalheiro, Claus Luemke (CCT XV de Novembro); e pelo 2º Cavalheiro, Kilian Lohse (CDR Progresso).

 

(Reinado de 2018 foi homenageado na Festa. / Foto: Tatiane Hansen)

 

Às 19h, foi servido um jantar para os presentes e, logo após, a nova realeza foi proclamada, com base nos resultados obtidos durante as disputas da tarde. 
O posto de Rei ficou com Edson Morsch (CCRE Testo Central). Já o 1º Cavalheiro foi Vilfrido Luedtke (CDC Testo Central Alto) e o 2º Cavalheiro, Alcides Glau (CCT Vale do Selke), que serão homenageados nas festividades de 2020.

A programação foi finalizada com um baile público, animado pela Banda Diversom.



Veja também: