Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 26Cº / Min 16°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Pomerode participa de competição em Itapema

O fim de semana passado, apesar de chuvoso, foi de muito Ciclismo em Itapema. Isso porque, na ocasião, a cidade sediou o Itapema MTB Fest 2019, que reuniu cerca de 400 atletas e um grande público no Recanto Calipeiro, bairro Sertão do Trombudo.

d6f3b4360f2dd7c686eea9da87210bcd.jpeg Foto: -Parte da delegação presente no litoral de SCDivulgação

O fim de semana passado, apesar de chuvoso, foi de muito Ciclismo em Itapema. Isso porque, na ocasião, a cidade sediou o Itapema MTB Fest 2019, que reuniu cerca de 400 atletas e um grande público no Recanto Calipeiro, bairro Sertão do Trombudo. O evento, organizado pela Associação Pedala Itapema de Ciclismo, com supervisão da Federação Catarinense de Ciclismo e Confederação Brasileira de Ciclismo, foi dividido em duas provas e comemorou os 57 anos da cidade litorânea.

O Itapema Cross Country XCO aconteceu no sábado, dia 06 de abril, válido pelo Ranking Brasileiro e marcou a abertura do Ranking Catarinense. E a cidade de Pomerode foi representada pelo Pomerode Bike Team, que obteve os seguintes resultados: Maurício Borges, sexto lugar na Pró Master B1; Rafael Jandre, sétima colocação na Sport Master A2; Rodrigo Barhart, oitavo lugar na Pró Sub 30; e Rodrigo Thomas, nono colocado na Pró Master A2.

Já no domingo, dia 07, foi dada a largada para o Marathon Itapema 57 anos, válido pela terceira etapa do Ranking Catarinense de XCM e que, também, valeu pontos para o Ranking Brasileiro. A nossa cidade foi novamente representada pela equipe, no entanto, os resultados foram ainda mais modestos, pela dificuldade da prova.

Rodrigo Barhart terminou na sétima colocação, na Pró Sub 30; Rodrigo Thomas foi 10º lugar na Pró Master A2; e Gabriel Doege foi 13º na Sport Sub 30. Já os pilotos Rafael Jandre, Felipe Krahn, Arthur Peter Schneider e Fabrício Wagenknecht tiveram problemas com suas bikes e não completaram o percurso.

As dificuldades foram muitas, devido às chuvas que caíram durante o fim de semana. Por isso, os ciclistas tiveram que superar os desafios em uma prova com clima típico de outono, onde estiveram presentes a chuva, o vento e até um pouco de sol. “A pista de XCO, no sábado, foi espetacular, uma das melhores que participei. No domingo, o que pesou foi a chuva, que danificou muito o terreno, tanto que muitos atletas acabaram desistindo. Como nossa equipe não tem muitos patrocínios fortes, nós mesmos temos que fazer a manutenção das bikes. Eu, por exemplo, corri no sábado, vim para casa e voltei no domingo, sem poder fazer os reparos necessários. Talvez isso tenha sido o diferencial para que não conseguíssemos melhores resultados”, analisa Jandre.

No entanto, isso não é empecilho para que o Pomerode Bike Team continue participando das provas. “Nossa equipe está ressurgindo, portanto, não temos o compromisso de medalhar, mas sim, voltar para casa sãos e salvos. E não é um resultado ruim que vai nos tirar do calendário”, finaliza.



Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Divulgação
Tags:
Veja também: