Terca-Feira, 12 de Novembro de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 23Cº / Min 14°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Outubro Rosa: a prevenção em primeiro lugar

Em Pomerode, o Hospital e Maternidade Rio do Testo, de janeiro até o fim de setembro, realizou 3.458 mil exames de mamografia

468f28dd95573c17a18af659da80060a.jpg Foto: Tatiane Hansen / Jornal de Pomerode

Chegamos no mês de outubro. E, como de costume, no dia 1º, começou mais uma Campanha Outubro Rosa, em todo país e no mundo. Criado na década de 1990, o movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama e de colo de útero é realizado anualmente, tendo o apoio de órgãos públicos e da Rede Feminina de Combate ao Câncer.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/29f51f06e48d9e702fd26857397d83d9.jpg

 

Em 2018, o Instituto Nacional do Câncer, o Inca, previa 59.700 novos casos da doença, no Brasil. O número oficial deste ano ainda não foi divulgado. Em Pomerode, o Hospital e Maternidade Rio do Testo, de janeiro até o fim de setembro, realizou 3.458 exames de mamografia, tanto pelo Sistema Único de Saúde (SUS), quanto por convênios médicos particulares.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Pomerode, a faixa etária preconizada pelo Ministério da Saúde, para a realização de exames através da rede pública, é de 50 a 69 anos, e representa 6.273 mulheres que possuem o direito da mamografia pelo SUS, em Pomerode.

“Com a informação do HMRT sobre a realização de 3.458 mamografias, podemos deduzir que algumas realizam exame particular e algumas deixam de fazer, lembrando que quando há resultados normais, a periodicidade para realização do mesmo é bienal. Importante lembrar que a porta de entrada do SUS para a solicitação da mamografia são as Unidades de Saúde da Família”, diz a Secretaria.

A enfermeira da Rede Feminina de Combate ao Câncer, Mayke Heidrich, reforça a importância do exame e, também, que a mulher conheça o seu próprio corpo. “Tudo começa pelo toque da própria mulher, para conhecer seu corpo. Se perceber alguma mudança, algo diferente, levando tudo em conta, é fundamental buscar auxílio na área, com exames complementares”, afirma.

Mayke também destaca que não existe idade mínima para começar a fazer o autoexame. “A mamografia, no entanto, é gratuita a partir dos 50 anos e serve como rastreamento. Há casos que o exame sugere complemento com o ultrassom. Nós, da RFCC, realizamos juntamente com exame preventivo, o exame das mamas, e eu, como enfermeira da rede, estou à disposição para avaliar e ajudar. Esperamos sua visita”, frisa.

 

Sobre os exames

 A mamografia permite identificar melhor as lesões mamárias em mulheres após a menopausa. Antes desse período, as mamas são mais densas e a sensibilidade da mamografia é reduzida, gerando maior número de negativo para câncer em pacientes com e, também, resultado positivo para câncer em pacientes sem câncer.

O Ministério da Saúde recomenda contra o rastreamento com mamografia em mulheres com menos de 50 anos. Por isso, também as principais diretrizes e programas de rastreamento do mundo não recomendam o rastreamento de mulheres abaixo desta idade.

 

Quer ser o primeiro a receber as notícias de Pomerode e região pelo WhatsApp? Clique aqui.



Veja também: