Sábado, 07 de Dezembro de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 31Cº / Min 20°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

O que esperar do inverno?

Estação “mais fria” do ano, não irá fazer jus à fama e inverno terá temperaturas acima da média, segundo previsão da Epagri Ciram

5e05907c3c0ea81b6cefab0e0dff55b7.jpg Foto: Arte JP

Neste dia 21 de junho, inicia-se mais uma estação do ano. Uns esperam ansiosamente por essa época, outros já nem tanto. O inverno, que começou nesta última quinta, é conhecido como a estação mais fria do ano, porém, em 2019, não irá fazer jus à fama. Entre julho e agosto, as temperaturas estarão acima da média climatológica, em Santa Catarina. As neblinas serão constantes durante as manhãs e a noite, no Vale do Itajaí, fenômeno que já estava sendo registrado no mês junho.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/906dd0914713bf0c60baa626ec8a4857.jpg

 

 Pelo menos duas massas de ar frio chegarão com mais intensidade ao Sul do Brasil provocando frio, porém com duração pouco prolongada, devido ao fenômeno El Niño. De acordo com os meteorologista da Epagri/Ciram, o inverno será ameno em SC, as ondas de frio serão escassas e pouco duradouras, intercalando com períodos mais aquecidos. As massas de ar de origem polar, típicas da estação, trarão temperatura próximo a zero grau, e também negativas, nas áreas altas do Estado, resultando na formação de geada ampla. Episódios de neve podem ocorrer especialmente em julho e agosto, com maior probabilidade para as áreas altas da Serra catarinense.

Em relação às chuvas, a previsão da Epagri é que as mesmas sejam acima da média, entre julho e agosto. O fenômeno El Niño mantém a nebulosidade e a chuva frequentes no Estado.

Durante o outono os ciclones extratropicais atuam com mais frequência no litoral do Uruguai, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, provocando vento intenso, mar agitado com ressaca e perigo para a navegação no litoral catarinense.

Há seis anos...


Morro Azul foi um dos pontos que registrou neve, em Pomerode. (Foto: Arquivo)

Há seis anos, o dia 23 de julho de 2013 se tornava histórico para Pomerode. Isso porque, naquela madrugada, a neve chegava à cidade, fazendo com que o Morro Azul amanhecesse pintado de branco, bem como em outros pontos mais altos da cidade. Naquela época, a Epagri/Ciram já alertava há dias que uma intensa massa de ar polar passaria pela região.

Foi a partir da 01h do dia 23 que a temperatura em Pomerode chegou aos 0°C, uma das condições para que ocorra a neve. O fenômeno foi esperado em pontos mais baixos da cidade, como o Centro, mas foi apenas em locais mais elevados da cidade, como o Morro do Schmidt, Morro da Turquia e Morro Azul foram decorados pelos tão esperados flocos brancos.

Naquela manhã, mesmo com o frio intenso, muitos de aventuraram a subir até estes pontos mais altos para contemplar a beleza do fenômeno e quem teve essa oportunidade, certamente, jamais a esquecerá.

 



Veja também: