Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 26Cº / Min 16°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Morre Brueder Wachholz, aos 90 anos

Ele lutava contra um câncer de próstata, desde 2015, quando foi diagnosticado com a doença

bde4b190e94100bb75a0ac84fb1ed2d7.jpg Foto: Arquivo Pessoal

Faleceu na madrugada desta sexta-feira, 26 de julho, Brueder Wachholz, aos 90 anos de idade. Ele lutava contra um câncer de próstata, desde 2015, quando foi diagnosticado com a doença. Wachholz ficou conhecido na cidade por ter servido, na juventude, à Polícia do Exército, além de ser um atleta conhecido do tiro, em Pomerode, modalidade na qual conquistou diversas medalhas e títulos de rei.

Nascido em 1929, filho de Erich e Maria Wachholz, foi casado com Wanda e teve quatro filhos: Asta, Cora, Aldo e Rose Mari. O militar teve, ainda, sete netos e dois bisnetos. Wachholz era um dos remanescentes dos que fizeram parte da Fundação da Polícia do Exército, em 1948, o que tinha como orgulho, pois como dizia, “quem não serve ao Exército, não é brasileiro”.

Também acompanhou a fundação de diversos Clubes de Caça e Tiro de Pomerode, que se deu a partir da década de 50. Era sócio de dois: 1º de Maio e Clube Pomerode. Em ambos, participou como atleta de tiro, conquistando muitas medalhas nas competições em que participou, além de ter ensinado muita gente a atirar. No Exército, aprendeu melhor a prática e era um dos melhores atiradores dos CCT’s.

O velório está acontecendo na Igreja Luterana do Centro e o enterro será às 16h30min, no Cemitério Municipal.



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: Arquivo / Jornal de Pomerode Arquivo / Jornal de Pomerode
Veja também: