Domingo, 18 de Agosto de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 27Cº / Min 18°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Moradores reivindicam pontos de ônibus

Pedido da região do Ribeirão Herdt é que exista um local adequado para que as crianças esperem pelo transporte

94313631ba699ba9d11215b26daa92f9.jpg Foto: -Estudantes ficam expostos a perigos, ao sol e à chuvaRaphael Carrasco / Jornal de Pomerode

O transporte público em Pomerode é uma necessidade para muitos dos moradores e, também, para seus filhos, para o deslocamento até escolas ou locais de trabalho. Mas antes que esse transporte seja utilizado, é necessário aguardar pela chegada dos ônibus nos pontos ou paradas, o que nem sempre é uma experiência segura e confortável, isso, quando eles existem.

É exatamente isso que reivindicam os moradores da Rua Ribeirão Herdt, na altura do número 1322. Eles pedem a construção de um ponto de, onde as crianças possam aguardar a chegada do ônibus para irem à escola.

Isso porque, em toda a extensão da Rua Ribeirão Herdt, há apenas dois pontos de ônibus. O primeiro, em frente ao Centro de Educação Infantil Municipal Amalia Gertrudes da Silva Anders, a cerca de 1km de distância do início da rua. O ponto de ônibus seguinte, fica a uma distância de cerca 2,6km do ponto onde a rua começa. Depois disso, não há mais nenhum local de parada de ônibus.

Por este motivo, os moradores pedem que seja construído um abrigo para espera do ônibus em um ponto “meio termo” entre os dois existentes. Na localidade que visitamos, próximo ao número 1.300, cerca de 15 crianças precisam pegar o ônibus para irem à escola. Os pais ainda ficam preocupados, pois a maioria do trecho é sem calçadas adequadas.

 

Crianças aguardam pelo ônibus na lateral da via. (Foto: Raphael Carrasco / Jornal de Pomerode)

Para que não corram riscos andando à beira da estrada, muitas destas crianças aguardam o transporte em um terreno em que há uma casa abandonada. Nos dias de chuva, estes estudantes se abrigam na varanda da estrutura, o que também preocupa os pais, pela precariedade do estado do local.

Quando a E.B.M. Rodrigues Alves, que ficava no local onde hoje é o C.E.I.M., foi fechada, as crianças foram transferidas para a E.B.M. Hermann Guenther. Na época, foi assegurado aos pais que haveria estrutura e apoio para que as crianças tivessem o transporte seguro até a escola. Mas o ponto nunca se tornou realidade.
Em contato com o Prefeito Ércio Kriek, fomos informados que a Secretaria de Obras e a Ouvidoria da Prefeitura não receberam nenhum pedido formal de colocação de um novo ponto de ônibus no local, apenas uma solicitação de relocação de um abrigo de pessoas.

“Para que houvesse a possibilidade de construir um novo ponto de ônibus, precisaríamos fazer um estudo mais aprofundado da quantidade de pessoas que utilizariam aquele local, da quantidade de vezes que o ônibus passa ali, para, então, possivelmente, colocarmos no programa relacionado aos pontos”, afirma Kriek.
Neste programação, existe a intenção de serem instalados novos pontos de ônibus nas regiões de Testo Rega e Testo Central, por exemplo.

 

Revitalização será realidade?

Outro ponto cobrado pela população, como um todo, conforme relatos recebidos pela redação, é a situação de muitos dos abrigos, que não protegem em casos de chuva mais forte e, nem mesmo, oferecem conforto. Por isso, uma das solicitações da comunidade é em relação à revitalização dos locais.

No Plano de Governo da atual gestão, uma das diretrizes do assunto Mobilidade Urbana, era: “Revitalizar os pontos de ônibus e abrigos, que são entraves para a mobilidade urbana, melhorando a segurança e conforto dos usuários”. Porém, ainda não há pontos de ônibus revitalizados em Pomerode.

Um dos projetos que trazia uma possível solução foi apresentado em 2017 e previa a revitalização de pontos de ônibus, através de parcerias público-privadas. A proposta foi embasada na Lei 2.936/2017, de autoria do vereador Deoclides Correa, que instituiu o programa “Adote uma área pública”. O programa concedia autorização ao Poder Executivo a ceder, por adoção, administração de locais indicados, com os pontos de parada de ônibus se enquadrando nesta definição.

O projeto prevê que os pontos de ônibus tenham características do estilo de construção enxaimel, com a logo da “Nossa Pequena Alemanha” nas extremidades do telhado. Os pontos de ônibus teriam a parte de trás e as laterais fechadas com vidros, tornando-as melhores para os dias de chuva. De acordo com o projeto, para ser executado em sua totalidade, teria um custo de cerca de R$ 15 mil.

A respeito da revitalização, o prefeito informou que existe um projeto para revitalizar alguns pontos de ônibus localizados na região mais central de Pomerode. Porém, continuando com as manutenções mais regulares nos bairros.

Sobre o projeto “Adote uma Área Pública”, o prefeito informou que está em fase de regulamentação, mas que não houve avanços na questão dos abrigos de pessoas, apenas mais relacionados a praças e parques.

 

Quer receber as notícias de Pomerode e região pelo WhatsApp? Clique aqui.



Veja também: