Domingo, 25 de Agosto de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 22Cº / Min 12°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Moisés e Daniela completam 30 dias de governo

Governador e vice completam primeiro mês de mandato, com planos de maior transparência e relacionamento com os 295 municípios de Santa Cararina

ec3b66e942fac8674f9fc8a2fd1861ca.jpg Foto: Divulgação

O governador Carlos Moisés e a vice Daniela Reinehr completam 30 dias no comando do Estado de Santa Catarina. Durante o período, o foco foi direcionado no enxugamento da máquina pública, na racionalização de gastos, na otimização dos recursos e no combate à corrupção, para garantir maior eficiência nos investimentos em áreas prioritárias, como a infraestrutura. Além disso, a escolha dos integrantes do primeiro escalão obedeceu a critérios técnicos, para que, em todas as áreas, o melhor serviço público possa ser prestado ao cidadão catarinense. A nova gestão também começou preocupada com a acessibilidade, com a tradução simultânea de alguns eventos pela Língua Brasileiro de Sinais (Libras).

Nova estrutura 

Já nos primeiros dias, foi anunciada desativação das 20 Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs) e o corte de 922 cargos comissionados e funções gratificadas, num processo que está em andamento e será concluído no fim do mês de abril. O governador anunciou, ainda, a redução de 15 para 10 as secretarias do Poder Executivo Estadual. A nova estrutura foi criada com base nos princípios norteadores da atual gestão, que são a governança, a transparência e a integridade.

Relacionamento com os municípios 

Com a extinção das ADR’s, o Governo do Estado, atento às demandas e ao relacionamento com as cidades, anunciou a criação de uma Central de Atendimento aos Municípios. A estrutura já está sendo montada e ficará dentro da Secretaria de Estado da Casa Civil, servindo como interlocução com as prefeituras das 295 cidades catarinenses. O governador salienta que um Estado só é forte se seus municípios tiverem pujança e este é um dos objetivos da atual gestão.

A prioridade desta administração é a infraestrutura. Para o governador e a vice, a economia precisa crescer e a área é uma mola propulsora do desenvolvimento, o que permitirá atender, com melhor qualidade, as demandas de outros setores. A revitalização de rodovias, por exemplo, será intensificada, e as obras em andamento terão continuidade assegurada.

Algumas das demandas foram apresentadas ao ministro da infraestrutura, Tarcisio Gomes de Freitas, em Brasília, na primeira viagem oficial do governador, com destaque para a duplicação das BRs 470 e 280. O ministro se comprometeu a atender os pleitos do Estado. Também assegurou que o orçamento federal deverá contemplar as melhorias na malha viária da região Oeste e a conclusão da terceira faixa da via expressa, em Florianópolis, além do contorno de Jaraguá do Sul.

Outro ponto de atenção é a revitalização da ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, cujas obras foram autorizadas e deverão estar concluídas até dezembro deste ano.

Transparência na gestão 

“Transparência é uma das marcas do nosso governo”, destacou o governador, ao sancionar a lei que cria novos mecanismos de combate à corrupção no serviço público, a partir do Programa de Integridade e Compliance (termo de origem inglesa que remete a agir de acordo com regras e procedimentos estabelecidos). A medida fixa um conjunto de normas éticas para prevenir possíveis desvios, prioriza a transparência pública, fomenta a cultura de controle interno da administração e cria um código de conduta do servidor.



Veja também: