Domingo, 18 de Agosto de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 28Cº / Min 17°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

“Me preparei muito para que pudesse fazer um bom trabalho”

Casado, pai de um casal de filhos, Gilson Marques foi eleito Deputado Federal por Santa Catarina, nas Eleições de 2018

9a8acd681d0f098d31d3a76be50884d0.jpg Foto: Tatiane Hansen / Jornal de Pomerode

Casado, pai de um casal de filhos, Gilson Marques foi eleito Deputado Federal por Santa Catarina, nas Eleições de 2018. Formado em Direito pela Furb, Marques também é pós-graduado em Direito Civil e Processo Civil, pela Fundação Getulio Vargas (FGV), atuando, também, como advogado e empresário.

O que mudou, da sua visão de candidato para eleito?
Foi um choque de realidade nas primeiras semanas. Muitas coisas que achamos que deveria ser na teoria, normalmente, não são feitas na prática. Mas me preparei muito para que pudesse fazer um bom trabalho e não tive muita dificuldade. A maior é porque vivemos um paradoxo liberal. Ou seja, quando cheguei, queria fazer e aprovar o maior número de projetos. Mas, hoje, vejo que há muitos projetos que mais prejudicam do que ajudam a população, então, é mais vantajoso trabalhar para que não aconteçam, pela desburocratização.

 

Você acredita que o problema da política é o interesse político e não do povo?
Acredito que, no Brasil, temos três principais problemas. O primeiro deles é que somos governados por uma maioria de má índole, o que é grave, pois somos regidos por pessoas que deveriam estar presas ou, então, são desqualificadas. Tirar a ideia do político profissional e adotar o profissional na política.

O segundo maior problema é a estrutura do estado. Hoje, ele consome muito, gasta muito, é muito grande, um sistema que se autoprotege e se burocratiza para continuar mantendo a sua influência e tornando-a cada vez maior. 

O terceiro maior problema é a falta de conhecimento e participação política das pessoas. Muitos vão apenas no achismo, sem fundamentação, sem leitura. Embora cheios de boas intenções, nem sempre são a melhor solução.

 

Ídolos
Roberto Campos e Winston Churchill.

 

Filme
Star Wars.

 

Sonho
Fazer com que as pessoas entendam que são capazes.

 

Defeito
Não ter “papas na língua”.

 

Paixão
Meus filhos.

 

Qualidade
Ser competitivo.

 

Hobby
Natação.

 

Viagem
Bariloche.

 

Time
Vasco e Figueirense.

 

Dia especial
A minha formatura.

 

Livro
A Lei, de Claude Frédéric Bastiat.



Veja também: