Segunda-Feira, 11 de Novembro de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 20Cº / Min 13°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Governo do Estado e TCE serão parceiros em nova gestão para Santa Catarina

Durante o encontro, os conselheiros salientaram que Santa Catarina é um estado privilegiado quando comparado aos demais da federação, mas que ainda tem problemas que precisam ser ajustados

12699ab24cb168b45265c38b9f38bdb5.jpg Foto: Jeferson Baldo/Secom

O governador eleito, Carlos Moisés da Silva, e a vice-governadora, Daniela Reinehr, estiveram reunidos, na segunda-feira, dia 12, com representantes de órgãos de controle. O primeiro encontro foi com o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Luiz Eduardo Cherem, e conselheiros do órgão. Na reunião, Moisés afirmou que o TCE será um parceiro de seu governo para aconselhar e melhor gerir os recursos públicos, sobretudo, na área preventiva.

“O Tribunal é parceiro e possui um corpo técnico que poderá nos auxiliar, principalmente, atuando na área preventiva, fazendo a lição de casa, que é enxugar a máquina, gastar menos e aplicar melhor os recursos públicos. Vamos encontrar soluções junto ao TCE, que já tem estudos e levantamentos para otimizar os gastos”, comentou o governador eleito.

Para o presidente do TCE, as duas instituições precisam caminhar juntas para o bem dos catarinenses. “O Tribunal fiscaliza com rigor as contas públicas, mas a prevenção é fundamental. Se trabalharmos em conjunto, teremos um avanço significativo. Não tenho dúvidas de que, no que couber no papel do TCE, ele o fará em função de melhor atender todo o povo catarinense. Colocamo-nos à disposição do governo eleito, para que, se necessário, usar do Tribunal para terem suas necessidades contábeis financeiras melhor aprovadas”, assegurou Cherem.

Estudos do TCE auxiliam próximo governo 

Durante o encontro, os conselheiros salientaram que Santa Catarina é um estado privilegiado quando comparado aos demais da federação, mas que ainda tem problemas que precisam ser ajustados. O presidente da Casa colocou à disposição, também, estudos, balanços orçamentários e auditorias operacionais para colaborar com o próximo governador.

“Temos um bom material, orientativo e pedagógico, para que o próximo governo possa trabalhar, e Santa Catarina, possa alcançar novos objetivos”, salientou o conselheiro César Filomeno Fontes.



Veja também: