Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 19Cº / Min 8°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Bombeiros Voluntários de Pomerode completam 24 anos de história

Corporação comemora neste dia 10 de julho mais um ano de fundação e servindo à sociedade pomerodense

a4131717ea44a9dcbba04baa5fffeb39.jpg Foto: Arquivo JP

Ser bombeiro voluntário necessita de tempo e muito amor pelo próximo. No ano de 1995, mais precisamente em 10 de julho, era fundada a corporação do Corpo de Bombeiros Voluntários de Pomerode.

Naquele ano, a demanda de ocorrências de incêndio exigia uma atenção maior de Blumenau, que atendia a cidade. Isso porque na maioria dos chamados, até o socorro vir de Blumenau para Pomerode, quando chegava, pouco podia ser feito para evitar os estragos causados pelo fogo. 

Com o apoio da comunidade, entidades de classe, do poder público municipal e principalmente das empresas locais, foi criada a corporação, que não demorou muito para expandir suas áreas de atendimentos e assim proporcionando mais segurança para Pomerode e sua gente. No início eram apenas 20 voluntários, hoje já passam de 80 e contam ainda com investimentos no futuro, por meio dos projetos Bombeiros Mirins e Aspirantes. 

O primeiro veículo foi um Caminhão Ford. Hoje, a corporação possui duas unidades de combate a incêndios, três ambulâncias, um veículo de resgate técnico, um veículo administrativo e um Jipe 4x4. De acordo com o comandante Carlos Hein, nos últimos anos a corporação apresentou um crescimento.


Nova viatura foi entregue no fim de maio de 2019.

“Nesses últimos anos conseguimos conquistar melhorias para a nossa corporação, com as novas viaturas e ferramentas para o resgate. Agora, estamos nos planejando, para que a nossa sede própria possa sair do papel e virar realidade, afinal, é um desejo antigo. Esse crescimento só pode ser visto por causa da comunidade que confia em nosso trabalho”, relata.

Hein está na corporação há 10 anos e se sente gratificado por passar mais um ano à frente da corporação.

“É uma honra muito grande poder estar servindo à sociedade. Ajudar o próximo e poder salvar vidas é algo imensurável. Estou desde 2016 como comandante e o retorno do povo pomerodense e a confiança que é depositada em todos nós é algo que não tem valor”, comenta.



Veja também: