Terca-Feira, 12 de Novembro de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 23Cº / Min 14°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Alunos pomerodenses participam de feira brasileira de ciência

Foram cinco trabalhos representando nossa cidade

69d5ab697003e4b321466626f7d6fdb5.jpg Foto: Divulgação

A IV Feira Brasileira de Iniciação Científica (Febic) foi realizada de 09 a 13 de setembro, na Arena Jaraguá, em Jaraguá do Sul. E Pomerode teve representantes, com projetos de quatro instituições de ensino da cidade, que apresentaram cinco trabalhos.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
https://jornaldepomerode.com.br/novo/midia/banners/banner_808x164/29f51f06e48d9e702fd26857397d83d9.jpg

 

Estes projetos foram desenvolvidos nas seguintes instituições: E.E.B.M. Duque de Caxias (Bionatural Composteira e Broto de Papel Ecopapelaria); E.E.B.M. Prof. Curt Brandes (Métodos Construtivos Sustentáveis); C.E.I.M. Rosa Borck (Educação Positiva Estimulando Aprendizagem Significativa nos Bebês); e Centro Educacional Nossa Senhora de Fátima (Ciência Forense).

A Febic é um espaço para estudantes apresentarem ideias criativas e inovadoras na forma de projetos científicos, onde possam experimentar o fazer ciências. Além de ser um ambiente de integração e troca de experiências entre estudantes e professores, a feira também se dispõe a ser uma ferramenta de promoção da cultura científica, da experimentação, da disseminação e da popularização do conhecimento, instigando a criatividade, a inovação e o uso de novas tecnologias.

A presença da comunidade incentiva as habilidades do aluno, do professor e da escola, no campo da pesquisa e abre oportunidade para instigar o desenvolvimento da curiosidade científica, em suas dimensões histórica, social e cultural, considerando os questionamentos que nascem das experiências, expectativas e estudos teóricos dos estudantes envolvidos.

Dessa forma, a Febic se disponibiliza a ser uma forma de socializar e integrar os diversos conhecimentos e habilidades, tanto buscadas nos objetivos pedagógicos e na transversalidade didática.

O secretário de Educação e Formação Empreendedora, Jorge Luiz Buerger, afirmou que a iniciação científica é de suma importância para o desenvolvimento acadêmico. “O município de Pomerode, através da SEFE, incentiva a participação dos seus alunos na iniciação científica, fomentando o espírito de pesquisa e estimulando o processo criativo, contribuindo, assim, para a formação acadêmica e pessoal de seus alunos”, frisa.

 

Quer receber as notícias de Pomerode e região pelo WhatsApp? Clique aqui.



Veja também: