Domingo, 18 de Agosto de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 27Cº / Min 18°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Agora em verde e amarelo

Pomerodense é convocada à Seleção Brasileira Sub 18 de Punhobol, para período de treinamentos

78df85de73328e4164379770d0a0c187.jpg Foto: Bob Gonçalves / Jornal de Pomerode

Uma convocação para representar a Seleção de seu país é sempre um momento muito marcante, para qualquer atleta. E não importa a modalidade. Por isso, a pomerodense Fernanda Eduarda Wienen, de 17 anos, tem todos os motivos para comemorar, pois ela foi selecionada para integrar um período de treinamentos junto à Seleção Brasileira Sub 18 de Punhobol.

A Confederação Brasileira de Desportos Terrestres (CBDT) convocou a atleta por meio de um documento enviado ao coordenador da modalidade em nossa cidade, Jean Kauling, o popular Boca. As atletas devem se apresentar à comissão técnica no dia 10 de agosto, na Sociedade Ginástica de Porto Alegre (Sogipa), Rio Grande do Sul. “Esta foi primeira convocação da Fernanda, o que nos deixa muito satisfeitos, pois ela está colhendo os frutos do trabalho desenvolvido com a equipe”, destaca Kauling.

A convocação visa o Mundial Sub18 Feminino 2020, a ser realizado na cidade de Grieskirchen, Áustria. A princípio, das 15 atletas chamadas, serão selecionadas 10 para dar continuidade aos treinamentos.

“Eu estava dormindo e acordei para ir à escola normalmente, até que olhei meu celular e vi algumas pessoas me parabenizando. Primeiro eu nem tinha entendido o que estava acontecendo, só depois vi que meu nome estava na lista”, comenta Fernanda, acrescentando que a expectativa é a melhor possível. “Eu vou seguir firme, para conseguir a convocação final e continuar dando meu melhor nos treinamentos”, ressalta a atleta, que atua na defesa, com a função de receber a segunda bola e colocar ela em condições para que a batedora faça o ponto.

 

História dentro da modalidade

A jovem pomerodense, que já praticou outras modalidades, como Vôlei e Futsal, conta que o Punhobol “ganhou o seu coração”. “Não tem um motivo específico por ter escolhido ele, é o esporte no qual mais me identifico e mais me sinto bem jogando. Tudo começou há cinco anos, quando Pomerode sediou o Campeonato Mundial Sub 18. Algumas das meninas que jogavam Vôlei comigo, conheciam a modalidade e, por acaso, me chamaram para assistir alguns jogos. De cara, já gostei do esporte, então, resolvi começar a treinar”, enfatiza a atleta, que participa dos treinamentos das modalidades às quintas-feiras, na parte noturna, bem como, aos sábados, pela manhã.

A convocação para o período com a Seleção Brasileira veio pela sua experiência dentro de quadra, bem como, pelas suas conquistas. “Além de Pomerode, já joguei pelo Guarani, de Blumenau, e pelo Mercês, de Curitiba, times pelos quais conquistei alguns títulos, como a Copa Guarani - a minha primeira da carreira -, além de alguns vice-campeonatos brasileiros, títulos estaduais e em copas. E essas conquistas devo aos meus maiores incentivadores, pois todos sempre me apoiaram e me incentivaram a não desistir desse sonho”. 

Fernanda também comenta sobre o crescimento do Punhobol na cidade de Pomerode. “Tanto que, depois de muito tempo, conseguimos realizar a nossa Copa Pomerode. O time masculino também vem se destacando bastante, assim como o feminino, que está evoluindo. Por isso, não posso deixar de agradecer as meninas do meu time que sempre me incentivaram e nunca me deixaram desistir. Ao time masculino, que também sempre está ao nosso lado, ao nosso treinador que assumiu há pouco tempo, mas já está fazendo um ótimo trabalho. E, também, a minha família, que sempre apoia e está junto comigo”, conclui.



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: Bob Gonçalves / Jornal de Pomerode Bob Gonçalves / Jornal de Pomerode
Veja também: