Jornal de Pomerode


Voleibol no “Primeiro Mundo”

Dentre as atletas pomerodenses que vêm se destacando na modalidade de Voleibol, uma delas já está alçando voos internacionais. Trata-se da central Jéssica Suelen Dallmann, de 25 anos. Atualmente, a atleta está na Espanha, disputando a Superliga daquele país.

4f836e0ef2361371d0d2147458ddb795.jpg Foto: Divulgação-Jéssica já tem diversas conquistas na carreira

Dentre as atletas pomerodenses que vêm se destacando na modalidade de Voleibol, uma delas já está alçando voos internacionais. Trata-se da central Jéssica Suelen Dallmann, de 25 anos e 1,89m. Atualmente, a atleta está na Espanha, disputando a Superliga daquele país pelo Cajasol Juvasa, de Dos Hermanas (Sevilha). Apesar da pouca idade, a jogadora já possui um currículo invejável, o que, certamente, a credenciou para atuar em terras europeias.

“Comecei jogando na escolinha que havia no Olavo Bilac, aí me interessei e fui treinar no projeto que reunia todas as escolinhas. Desde lá não parei mais, apesar de ter ficado fora por um ano. Continuei treinando com o professor Maneca, até 2008, quando fui para Nova Trento no ano seguinte. Atuei, ainda, em Blumenau e Chapecó, quando me transferi para o Barueri, jogar a Superliga 2013 / 2014”, conta, ressaltando que ainda disputou a competição nacional em outras três oportunidades: São José dos Campos (2014 / 2015) e Rio do Sul (2015 / 2016 / 2017). “Após o encerramento das atividades do time de Santa Catarina para esta temporada, fiquei três meses em Valinhos (SP), quando me transferi para a Espanha, no mês de setembro”.

Como ela tinha interesse, já há alguns anos, de sair do Brasil e ter uma nova experiência dentro e fora de quadra, novos costumes, uma língua nova, resolveu encarar mais esse desafio. “Meu empresário é brasileiro e mora aqui na Espanha. Quando ele disse que o time aqui tinha uma estrutura muito boa, resolvi aceitar a proposta. A rotina é um pouco diferente daquela que eu estava acostumada, mas estou me adaptando. No Brasil, treinamos a parte física quase todos os dias, mas aqui são somente duas vezes por semana. O foco principal é o treino com bola, além de termos mais folgas. Apesar de os jogos serem bem competitivos, o nível é inferior”, relata Jéssica.

E, claro, que em alguns momentos a saudade toma conta, mas a pomerodense diz que a tecnologia ajuda muito. Sempre que possível, ela está em contato com a família, por meio de chamadas de vídeo e WhatsApp. “Tenho uma afilhada de um ano e pouco e quando ela vai lá em casa, a única forma de matar a saudade é fazendo chamada de vídeo”, destaca.

Na sua carreira, os principais títulos foram o Campeonato Estadual Infanto Juvenil, em 2008/2009; Joguinhos Abertos de Santa Catarina, em 2010; Campeonato da Liga Universitária 2010/2012; Jogos Abertos 2015; e o 6º lugar na Superliga, por Rio do Sul. Com um passado recheado de conquistas, as perspectivas para o futuro são ainda melhores. “Minha vontade é continuar fora do Brasil. Vou estar mentindo se falar que não sinto falta da minha família, do voleibol brasileiro, da Superliga, mas estou em um momento que pretendo construir uma carreira e adquirir experiência internacionalmente”, enfatiza a pomerodense.

Mesmo estando do outro lado do Oceano Atlântico, a jogadora se mantém ligada à modalidade na cidade mais alemã do Brasil. “Acompanho pelo Facebook, pelas mídias sociais, e sei que estão com uma base muito boa, participando de vários campeonatos. Fico feliz e torço para que continuem assim, crescendo. Acho que o vôlei já teve seu altos e baixos, mas nunca acabou, isso é o que importa. Tomara que só melhore, que tenham mais investidores querendo ajudar, e que, algum dia, possam voltar a ter um time adulto representando a cidade”.

E falando para as que estão “começando”, Jéssica tem um recado muito importante. “No começo é difícil, sei por mim, pois já passei por ‘poucas e boas’. Mas sempre fui forte e nunca desisti. Por isso, baseio minha vida em três palavras: persistir, sonhar e acreditar”, finaliza.



Tags:
Veja também:
Galeria de fotos: 2 fotos









Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg