Jornal de Pomerode


Uma escola crescendo pelo exemplo

Com poucos anos de vida, a Duque de Caxias, já mostra toda sua força através da união da comunidade com a escola

A Escola de Educa&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica Municipal Duque de Caxias est&aacute; h&aacute; 47 anos crescendo com o apoio da comunidade. E a APP est&aacute; somando esfor&ccedil;os no objetivo de ver a escola se desenvolver e crescer ainda mais. Hoje, com aproximadamente 220 alunos, atende crian&ccedil;as da educa&ccedil;&atilde;o infantil ao 9&ordm; ano, al&eacute;m da creche, atendendo crian&ccedil;as a partir dos quatro meses de vida.</p> <p><br />A APP est&aacute; na escola para manuten&ccedil;&atilde;o e consertos pontuais, mas uma das grandes dificuldades para realizarem outros projetos maiores na escola &eacute; a quest&atilde;o financeira, na qual n&atilde;o est&atilde;o recebendo nenhuma contribui&ccedil;&atilde;o federal. Mas um ponto positivo &eacute; que a escola pode contar com o apoio dos pais e da comunidade, que sempre ajudam com mutir&otilde;es e doa&ccedil;&otilde;es.</p> <p>&nbsp;</p> <p>Outro ponto positivo &eacute; a festa escolar, que este ano acontece no dia 11 de junho no Pavilh&atilde;o de Eventos de Pomerode. Com o dinheiro arrecadado na festa, a inten&ccedil;&atilde;o, principal &eacute; trazer mais seguran&ccedil;a para a escola, com a coloca&ccedil;&atilde;o de um port&atilde;o eletr&ocirc;nico.</p> <p><br />Na escola, tamb&eacute;m ir&atilde;o fazer a instala&ccedil;&atilde;o de um port&atilde;o nos fundos, para carga e descarga, j&aacute; que hoje a institui&ccedil;&atilde;o s&oacute; possui um acesso. Ter&atilde;o tamb&eacute;m toda uma reorganiza&ccedil;&atilde;o da parte ambiental e do principal projeto que &eacute; a Horta Escolar. Segundo a Diretora Cleusa Hoge, "a horta tem objetivos tanto na parte de produ&ccedil;&atilde;o, quanto na educa&ccedil;&atilde;o da crian&ccedil;a, para conscientizar como faz, porque precisa plantar, porque comer verduras. Ent&atilde;o, tamb&eacute;m tem a parte pedag&oacute;gica e, do quanto a terra &eacute; importante para n&oacute;s".</p> <p><br />A Duque de Caxias tamb&eacute;m trabalha com o per&iacute;odo integral e os alunos no contraturno trabalham com macro campos de estudo. "A educa&ccedil;&atilde;o integral trabalha com macro campos, eles trabalham como se fossem disciplinas, e um campo de estudo &eacute; o meio ambiente e a horta, por isso da reorganiza&ccedil;&atilde;o dela, eles precisam desse espa&ccedil;o para poder trabalhar. Outro macro campo &eacute; sobre a cultura alem&atilde;, ser&atilde;o cultivados e pesquisados legumes e verduras utilizados por nossos av&ocirc;s e, ir&atilde;o cultivar esses legumes e verduras na horta", ressalta Cleusa. Esses projetos contam com o apoio da APP e o que for produzido ainda ser&aacute; utilizado na merenda escolar. O Presidente da APP, Ademir Baehr ainda complementa que "a ideia principal &eacute; trazer o que nossos pais e av&ocirc;s cultivavam e de que forma faziam. N&oacute;s n&atilde;o vamos voltar no tempo, mas o objetivo maior &eacute; resgatar essa cultura, porque a regi&atilde;o aqui antigamente tinha uma produ&ccedil;&atilde;o agr&iacute;cola muito forte, a produ&ccedil;&atilde;o de leite tamb&eacute;m era bem forte e, outras subsist&ecirc;ncias agr&iacute;colas, para consumo pr&oacute;prio, como aves e porcos. Claro que, n&atilde;o vamos ter isso aqui na escola, mas uma parte da agricultura vamos ter em forma de horta".</p> <p><br />A escola possui a quadra polivalente, em que a APP tamb&eacute;m j&aacute; tem projetos para fechar a lateral dela, j&aacute; que em dias de chuva caba molhando e os alunos n&atilde;o podem utilizar. A quadra tamb&eacute;m pode ser alugada e utilizada pela comunidade. "A comunidade vindo para dentro da escola, vai auxiliar a cuidar. A nossa comunidade &eacute; bem participativa, n&atilde;o conseguimos 100%, mas a maioria veste a camisa da escola, da mesma forma a equipe pedag&oacute;gica, n&oacute;s temos professores que trabalham em cinco escolas, n&atilde;o tem distin&ccedil;&atilde;o de escola, eles trabalham igual, a gente tem uma equipe de trabalho muito boa e isso engrandece a escola. O f&iacute;sico a APP faz, o te&oacute;rico n&oacute;s como professores temos que fazer. E, somando os dois, fam&iacute;lia e escola, &eacute; isso que funciona, &eacute; isso que d&aacute; certo". Comenta Cleusa.</p> <p><br />Cleusa j&aacute; atua h&aacute; 26 anos na escola e na comunidade: "um dos motivos por estarmos sempre juntos &eacute; por acreditar, porque n&atilde;o &eacute; para mim, nem para ele, &eacute; para a comunidade e isso nos motiva. N&oacute;s rimos, brigamos, choramos, mas estamos l&aacute; num objetivo comum que &eacute; melhorar a escola. E, &eacute; bom quando voc&ecirc; v&ecirc; ex-alunos passando por voc&ecirc;, indo para a faculdade, a&iacute; voc&ecirc; sabe que valeu a pena".</p> <p><br />Para o presidente da APP, o mais importante &eacute; ajudar e dar o exemplo. "O mais importante &eacute; ajudar, tem pessoas que tem disponibilidade e tem pessoas que n&atilde;o tem e, eu tenho a minha disponibilidade, os que est&atilde;o na APP com toda a certeza ajudam, assim como outros pais tamb&eacute;m e, &eacute; uma satisfa&ccedil;&atilde;o mostrar aos filhos que voc&ecirc; faz alguma coisa, onde voc&ecirc; est&aacute; ele est&aacute; junto, isso em qualquer situa&ccedil;&atilde;o, n&atilde;o s&oacute; na escola. Se ele faz alguma atividade extra escolar, &eacute; importante que os pais estejam juntos apoiando. E, n&oacute;s aqui da APP, podemos deixar um legado e nossos filhos podem dizer &lsquo;o meu pai ajudou''. E a gente sabe que tudo vem atrav&eacute;s do exemplo, se n&oacute;s fizermos a nossa parte os nossos filhos far&atilde;o a deles."</p> <p>&nbsp;</p>


Veja também:
Galeria de fotos: 2 fotos









Mais vistos

Publicidade

  • b24e1f3813003e2cb3b72b7c37281d09.jpg