Jornal de Pomerode - Um-metodo-inovador-para-o-tratamento-da-disfuncao-eretil-63788 
Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Um método inovador para o tratamento da disfunção erétil

Áries ED é um aparelho que utiliza ondas eletromagnéticas para melhorar a circulação sanguínea e resolver o problema de disfunção erétil.

4a87a10fad53dbb36074c0adf7e4a90d.JPG Foto: Isadora Brehmer/JP

A disfunção erétil é um problema de saúde do homem que se aplica aos diversos graus de ereção deficiente que o indivíduo pode apresentar. Varia desde uma leve diminuição da ereção em relação à habitual, até uma ereção insuficiente para realizar a penetração.

Há casos, ainda, em que o homem não consegue nenhuma resposta erétil, ou seja, tem impotência sexual completa.

A causa mais comum para a doença é de origem psicogênica e acomete indivíduos de todas as faixas etárias. Estes casos costumam melhorar com tratamento via medicamentos. O estresse da vida moderna e as mudanças no comportamento humano contribuem, ainda hoje, para aumentar o número de homens que têm esse problema.

Alguns casos podem ser de disfunção erétil orgânica, ou seja, os casos em que a causa da disfunção está relacionada a algum defeito físico envolvendo as estruturas responsáveis pela função sexual. Estes defeitos podem consistir em alterações nos corpos cavernosos do pênis (estruturas que são preenchidas por sangue durante a ereção) ou um distúrbio dos vasos sanguíneos que prejudicam a chegada de sangue ao pênis.

Doenças circulatórias como pressão alta, diabetes, colesterol alto, obesidade podem ajudar a causar a disfunção. Hábitos não saudáveis como tabagismo, alcoolismo, sedentarismo e alimentação inadequada também podem comprometer a ereção

Porém, recentemente surgiu uma novidade no tratamento da disfunção sexual. Trata-se do Áries ED, um método desenvolvido por uma empresa alemã, a Dornier Medtech e representada pela empresa Russer, no Brasil. E, para quem procura por um novo tratamento, Pomerode terá mais esta opção, de forma pioneira. 

O Áries ED é um aparelho que emite ondas eletromagnéticas que são aplicadas no pênis. Elas promovem o surgimento de novos vasos sanguíneos saudáveis e melhoram as condições dos corpos cavernosos do pênis. O tratamento com o aparelho seria feito em seis sessões, que teriam duração de 15 a 20 minutos. Elas podem ser feitas uma ou duas vezes por semana. O método é indolor e não invasivo. As ondas eletromagnéticas agem internamente e não causam cicatriz externa e nem dor. Os resultados do tratamento podem ser sentidos algumas semanas após seus início.

Pomerode será pioneira na utilização deste método de tratamento, sendo a primeira cidade d e Santa Catarina a adotá-lo. A iniciativa inovadora partiu do Dr. Norbert Neumayr, urologista que atua no Hospital e Maternidade Rio do Testo

Em setembro de 2017, enquanto o médico visitava a sede da Russer, em São Paulo, para dar sequência a um projeto que desenvolve em conjunto com a empresa, o diretor-presidente da Russer lhe apresentou o Áries ED e, através de um vídeo, explicou como ele funcionava. 

“Fiquei impressionado pelo entusiasmo e positivismo que o Dr. Juan demonstrava. A partir de então, comecei a pesquisar, a fim de me certificar de que o método era realmente eficaz e estava sendo aceito no meio médico”, relata o Dr. Norbert Neumayr, urologista.

O resultado o levou a realizar um curso com um mestre, com experiência no uso do Áries ED em um número grande de pacientes E hoje, seu consultório é pioneiro na utilização do aparelho

“Porém, cada caso precisa ser avaliado para saber se será correta a utilização do Áries ED, por isso, uma consulta prévia é realizada”, ressalta o Dr. Neumayr. 

Serviço: 

Rua Hermann Weege, 2727, 
Centro, Sala 3
Contato: 3387-2110

(Imagem: Divulgação) 

 

 

 



Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Isadora Brehmer/JP
Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg