Jornal de Pomerode

Edição Impressa



TRE/SC apresenta balanço do 1º turno

No primeiro turno da eleição, realizado no dia 07 de outubro, o TRE recebeu 744 registros de ocorrências relatando problemas nas urnas, sendo muitas reclamações dos próprios eleitores. São José teve a seção com o maior número de reclamações, sete, seguida por Florianópolis, com quatro

1cc59ed52b1e9b065fddba34e477fb0e.png Foto: Divulgação Assessoria de Comunicação TRE-SC

Passados 11 dias do primeiro turno, o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE/SC) apresentou, no dia 18 de outubro, um balanço desta primeira etapa das eleições 2018. Durante a entrevista coletiva, o presidente, Ricardo Roesler, afirmou a seguridade das urnas e disse que fontes produtoras de notícias falsas sobre o sistema eleitoral serão investigadas.

No primeiro turno da eleição, realizado no dia 07 de outubro, o TRE recebeu 744 registros de ocorrências relatando problemas nas urnas, sendo muitas reclamações dos próprios eleitores. São José teve a seção com o maior número de reclamações, sete, seguida por Florianópolis, com quatro. A maior parte das reclamações, em todo o estado, foi sobre a finalização do voto para presidente.

De acordo com o TRE, as urnas que tiveram registro de ocorrência serão avaliadas por peritos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Combate às fake news 

Até o momento, a Polícia Federal já identificou 10 nomes envolvidos em reprodução de fake news em Santa Catarina. “No mundo virtual, é muito importante que se diga, também há responsabilização pelos atos e fatos como no mundo real. Não há como se esconder atrás de um teclado de computador ou de um smartphone, tudo deixa rastros e o autor poderá ser muito bem localizado”, afirmou o presidente do TRE, Ricardo Roesler, em entrevista à Agência AL, da Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Disseminadas principalmente pelas redes sociais, as notícias falsas colocam em dúvida a seguridade do sistema eleitoral. O presidente afirma que antes a preocupação da justiça era com o impacto das fake news sobre os candidatos e os partidos, mas agora é com o processo eletrônico de votação.



Veja também:









Publicidade

  • 
    40eea598239df4ba8fefa63810b76c18.jpg