Jornal de Pomerode


Terminam no dia 12 as inscrições de concurso público para profissionais da educação

Profissionais da educação que quiserem ingressar no magistério público estadual têm até o dia 12 de setembro para fazer suas inscrições no concurso público. Neste primeiro momento são 1 mil vagas para início dos trabalhos em 2018.

cef6456e4fc99169ceca8b1170da42be.jpg Foto: Pablo Gomes/ADR Lages

Profissionais da educação que quiserem ingressar no magistério público estadual têm até o dia 12 de setembro para fazer suas inscrições no concurso público. Neste primeiro momento são 1 mil vagas para início dos trabalhos em 2018 e a inscrição deve ser feita pelo site www.acafe.org.br/concurso/magisterio.

Estão abertas 600 vagas para professores do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) e do Ensino Médio, estas para as disciplinas de: Artes, Biologia, Educação Física, Espanhol, Filosofia, Física, Geografia, História, Inglês, Língua Portuguesa e Literatura, Matemática, Química e Sociologia. As outras 400 vagas são para a área administrativa das escolas da Rede Pública Estadual de Ensino de Santa Catarina, sendo para: Assistente de Educação, Supervisor Escolar, Administrador Escolar e Orientador Educacional.

“O novo concurso é uma grande conquista, resultado de muito esforço e de muita responsabilidade com o equilíbrio das contas da Secretaria e de todo o governo”, afirma o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps. O concurso terá validade para dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois. Deschamps lembra que o último concurso para efetivos da educação foi realizado em 2012 com a chamada inicial de 2 mil professores e, posteriormente, mais 3 mil.

A jornada de trabalho para o cargo de professor de Ensino Médio corresponde à carga horária de 10 horas semanais, para o Professor do Ensino Fundamental corresponde à carga horária de 20 horas semanais e para os cargos de Assistente de Educação, Supervisor Escolar, Administrador Escolar e Orientador Educacional corresponde à carga horária de 40 horas semanais.

O concurso prevê duas provas. A primeira fase com Prova Objetiva, que será no dia 8 de outubro sendo eliminatória/classificatória, e a segunda fase com a Prova de Títulos, sendo classificatória. A primeira chamada dos aprovados está marcada para os dias 12, 13 e 14 de dezembro de 2017.

Certificação

Professor: Diploma e histórico escolar de conclusão de Curso Superior de Licenciatura Plena na disciplina que se candidatar.

Administrador Escolar: Diploma e histórico escolar de conclusão de curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com habilitação na área de Administração Escolar; ou diploma e histórico escolar de conclusão de curso superior de Pedagogia e certificado e histórico escolar de conclusão de Pós-Graduação Latu Sensu - especialização em Administração Escolar

Assistente de Educação: Formação em nível Superior em Pedagogia

Orientador Educacional: Diploma e histórico escolar de conclusão de curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com habilitação na área de Orientação Educacional; ou diploma e histórico escolar de conclusão de curso superior de Pedagogia e certificado e histórico escolar de conclusão de Pós-Graduação Latu Sensu - especialização em Orientação Educacional

Supervisor Escolar: Diploma e histórico escolar de conclusão de curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com habilitação na área de Supervisão Escolar; ou diploma e histórico escolar de conclusão de curso superior de Pedagogia e certificado e histórico escolar de conclusão de Pós-Graduação Latu Sensu - especialização em Supervisão Escolar

Escolas Indígenas

Dentro destas 1 mil vagas também estão previstas vagas para atendimento nas escolas indígenas da Rede Pública Estadual de Ensino de Santa Catarina. O concurso prevê contratação de professores do Ensino Fundamental (1º ao 9º ano) e do Ensino Médio e cargos administrativos como: Assistente de Educação e Assistente Técnico-Pedagógico.

Para os Povos Guarani e Xokleng/Laklãnõ estão abertas vagas para professor de 1º ao 5º ano e para professores atuarem nas disciplinas de: Ciências Humanas e Sociais aplicadas (História, Geografia, Sociologia e Filosofia), Ciências da Natureza e suas tecnologias (Ciências, Biologia, Química e Física). Linguagens e suas tecnologias (Artes, Arte Indígena, Língua Portuguesa, Língua Materna, Educação Física, Língua Portuguesa/Literatura) e Matemática e suas tecnologias (Matemática).

Para o Povo Kaingang para professor de 1º ao 5º ano e para professores atuarem nas disciplinas de: Artes, Arte Kaingang, Biologia, Ciências, Cultura Indígena Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Kaingang, Língua Portuguesa, Língua Portuguesa e Literatura, Matemática, Química e Sociologia.

As Regionais que oferecem vagas para escolas indígenas são: Chapecó, Xanxerê, Ibirama, Brusque, Grande Florianópolis, Laguna, Joinville, Canoinhas e Seara.

O valor da inscrição é de R$ 100,00.

Dúvidas e mais informações: www.acafe.org.br/concurso/magisterio.

Retrospectiva últimos concursos:

- Professor regular: 2012 com cerca de 5 mil profissionais efetivados;

- Professor indígena: 2003;

- Assistente educacional (AE): 2005;

- Administradores e supervisores escolares e orientador educacional: 1998.

 

Fonte: Secretaria de Estado da Educação - SED 



Tags:
Veja também:
Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Pablo Gomes/ADR Lages









Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg