Jornal de Pomerode


Tecnologia no pódio

Alunos do Colégio Doutor Blumenau ganham destaque em desafio estadual de Robótica, realizado no ginásio do Galegão, em Blumenau, no último sábado, dia 11 de novembro. A competição era baseada em cinco desafios dados pela comissão organizadora das provas.

7580c57e0364c4ae89a5ed2fdbe7ba1e.jpg Foto: Raphael Carrasco/JP

Pomerode foi destaque no Desafio Estadual de Robótica da Robomind, realizado no ginásio do Galegão, em Blumenau, no último sábado, dia 11 de novembro.  Os alunos do oitavo ano do Colégio Sinodal Doutor Blumenau subiram ao pódio na segunda colocação, entre mais de 60 competidores de toda Santa Catarina. 

A competição era baseada em cinco desafios dados pela comissão organizadora das provas. As equipes que recebiam o desafio, precisavam montar e programar um robô “do zero”, na tentativa de conseguirem o menor tempo para alcançar as primeiras posições. As três equipes com os menores tempos recebiam premiações como troféus e medalhas. 

Dentro do ginásio, mais um evento era realizado, a Mostra de Robôs. Diferente dos desafios, apenas as bases dos robôs vinham prontas com os alunos. Os avaliadores colocavam pequenas tarefas aos participantes e eles ficaram expostos para serem avaliados por professores de universidades do Estado. Três equipes de estudantes do quarto e sexto ano do Colégio Doutor, marcaram presença no evento, ganhando apenas medalhas de participação. 

Mas para chegar preparados no evento, é preciso prestar bastante atenção nas aulas de robótica, que fazem parte da grade curricular da escola. As atividades são realizadas de 15 em 15 dias, em duas aulas. 

A Professora de Robótica e Física, Ana Paula Matei, ressalta a importância das atividades para promover a união, através do trabalho em equipe.
“A aula de robótica proporciona aos alunos o trabalho em equipe e o raciocínio lógico. Mas o trabalho em equipe a ajuda na resolução de problemas na sociedade, principalmente voltadas às tecnologias. Cada um possui uma função, um programa, outro monta o robô, e isso colabora na ajuda mútua”, explica.

Paulo Henrique Pansica Santos estava na equipe que levou o segundo lugar e diz que o primeiro desafio foi realizado com tranquilidade pelo grupo. Mas os últimos, segundo ele, foram de maiores dificuldades. 

“Nós conseguimos fazer tudo no tempo e teve desafios que foram mais difíceis do que outros, principalmente na etapa final, que exigiu muito o nosso raciocínio e o tempo”, completa.

Na aula, os alunos recebem um guia de montagem fornecido pela Robomind para construir seu robô. A programação é feita por computadores que ficam na sala do laboratório de robótica, dentro do colégio. Através de um cabo USB que liga ao computador, a programação é feita para dar movimentos ao robô. 

A aula de Robótica está desde 2008 presente no Colégio Sinodal Doutor Blumenau. A escola já tem planos futuros e pretende alcançar novas conquistas no ano que vem.

 



Tags:
Veja também:
Galeria de fotos: 4 fotos
Créditos: Raphael Carrasco/JP Divulgação Divulgação Divulgação









Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg