Jornal de Pomerode


Sonhar é possível

Jogar fora do Brasil é o sonho de 10 entre 10 meninos e adolescentes, que veem no futebol o seu futuro de uma vida melhor, tanto para eles, quanto para suas famílias. No entanto, as oportunidades são raras e a concorrência é muito grande, principalmente nos grandes centros.

742ce2937fd6617f901bcb1126426923.jpg Foto: Divulgação

Jogar fora do Brasil é o sonho de 10 entre 10 meninos e adolescentes, que veem no futebol o seu futuro de uma vida melhor, tanto para eles, quanto para suas famílias. No entanto, as oportunidades são raras e a concorrência é muito grande, principalmente nos grandes centros. Pensando nisso, a Ginga Soccer School, em parceria com a Citadelle e a Escola de Futebol Craques do Futuro vão promover, nos próximos dias 19 e 20 de julho, uma avaliação com meninos entre 15 e 22 anos, visando o mercado americano e europeu.

Segundo Amarildo Pedro Rita, treinador licenciado com o grau máximo pela Federação Norte-Americana de Futebol (USSF “A”), os atletas serão avaliados no primeiro dia e os que estiverem dentro dos aspectos de escolha, terão o segundo dia de avaliação. “O objetivo é selecionar atletas que tenham interesse de jogar fora do Brasil, paralelo aos estudos em outros países, principalmente, nos Estados Unidos”.

A “peneira”, como é chamada, será realizada na cidade de Balneário Piçarras, no Estádio Quinca Ludo (BR-101, km 102). Os interessados em tentar uma carreira internacional, serão avaliados por diversos profissionais gabaritados para isso, entre eles, o próprio treinador Rita, além de Dario Vilafana (Agente Fifa / Citadelle), Guy Petters (Educador da Uefa) e Marcos Paulo dos Santos (Treinador da Escola de Futebol Craques do Futuro). “Só fiz isto para dar oportunidades para estes jovens atletas, coisa que não tive no passado. Vir para os EUA, em 1999, me abriu muitas portas, tanto que, hoje, tenho jogadores na Grécia e um atleta jogando no U23 National Team, além de muitos outros em universidades”, ressalta Rita.

Santos, que está intermediando a ação da Ginga Soccer School no Brasil, reforça a ideia de que esta é uma oportunidade para que muitos talentos possam ser descobertos. “É uma empresa que avalia atletas e os encaminha para algum clube ou universidade, dependendo do seu nível e, também, do objetivo de estudar fora do país. Ou seja, vai muito além do âmbito esportivo, pois, dependendo da idade, grau escolar e nível do atleta, as universidades podem oferecer bolsas de estudo a eles”, comenta.

O investimento é de R$ 100,00, que servirá apenas para cobrir as despesas das instalações que serão utilizadas na cidade litorânea. “Não estamos fazendo isto com fins lucrativos, mas sim, para darmos oportunidades para os atletas com talentos na nossa região”, finaliza Rita.

As inscrições deverão ser feitas até o dia 10 de julho e mais informações podem ser obtidas pelo e-mail marcosqueijo@hotmail.com.



Tags:
Veja também:
Galeria de fotos: 2 fotos









Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg