Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Soluções que podem ser implementadas

Prefeito se reúne com diretoria do Deinfra, em Florianópolis, para discutir melhorias em relação à mobilidade urbana nas rodovias estaduais que cortam o município. Um dos projetos, propõem uma rotatória em Testo Central, na entrad da Rua Ribeirão Luebke

b80bbe26e87b259e684efc2f9393d88e.jpg Foto: Tatiane Hansen/JP

Na edição 1203, que saiu no último sábado, dia 02 de março, falamos sobre o pedido da comunidade para melhorar a situação na entrada da Rua Ribeirão Luebke, em Testo Central, que continua sendo cenário de vários acidentes de trânsito, em função do grande movimento da rodovia SC-421 e, também, da própria via, que possui várias empresas instaladas naquela região e serve como saída de algumas ruas do Ribeirão Souto. O assunto surgiu após dois acidentes que aconteceram no mesmo local e da mesma maneira, envolvendo carro e moto, serem registrados na mesma semana. 

Para aproveitar essa pauta, o prefeito de Pomerode, Ércio Kriek, se reuniu com a diretoria do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), na sede do órgão, em Florianópolis. O encontro foi realizado com o objetivo de discutir soluções para este e outros problemas relatados pela comunidade. Desde 2017, a prefeitura já tinha, em mãos, o projeto da rotatória no Ribeirão Luebke e, nesta reunião, Kriek cobrou a instituição estadual, que por meio de sua presidência, prometeu agilizar a implementação da mesma.

“Nós não podemos realizar nenhum tipo de obra ou dar início à implementação dessa rotatória, pois há a necessidade da autorização do Deinfra para que possamos, de fato, começar o serviço. Agora, eles irão analisar o projeto e fazer algumas adequações, se necessárias, em relação à sinalização ou o próprio espaço que essa nova rotatória vai precisar. O objetivo é fazer com que os motoristas diminuam a velocidade, pois é comum ver, naquele trecho, já que é uma reta, condutores acelerarem mais, aumentando a probabilidade de acontecer um acidente. Por isso, o projeto visa um controle de velocidade melhor”, explica o prefeito municipal.

Além disso, a pavimentação da Rua Ribeirão Luebke também está bem perto de acontecer. A licitação já está pronta e a empresa que vai realizar o serviço também já foi contratada. Porém, Kriek ressalta que pretende começar a obra, juntamente com a implementação da rotatória.

“A pavimentação já está certa para acontecer. Mas, preferimos por começar a obra em conjunto com a colocação da rotatória, pois assim, podemos entregar tudo de uma vez para a comunidade de Testo Central, que cobra bastante uma medida para que esses acidentes sejam evitados”, comenta.

Municipalização de trechos 

Como dito no começo desta matéria, a reunião não era focada apenas no projeto da nova rotatória. Outro ponto que também foi discutido, no encontro, foi a municipalização dos trechos da rodovia SC-110, que liga Pomerode a Jaraguá do Sul, mais precisamente na região de Testo Rega. O trecho que passa pelo bairro pomerodense, apresenta diversas adversidades no asfalto, buracos, rachaduras, falta de acostamento e formação de poças d’água. Por meio da associação de moradores, Kriek já se reuniu para escutar os pedidos da comunidade em relação a melhorias neste trecho.

“A comunidade de Testo Rega pede, há anos, melhorias naquele trecho. Infelizmente, precisamos de autorização do Deinfra para fazer qualquer tipo de obra. Apesar de terem sido feitos alguns reparos pontuais na rodovia, há a necessidade de uma revitalização total, pois o asfalto está em um estado lamentável. Segundo a presidência do Deinfra, será mandada uma equipe para analisar a situação do trecho, para que só aquela parte seja municipalizada, facilitando a manutenção do local, já que ficará sob responsabilidade do município”, ressalta.

Outro ponto em que o prefeito também pediu a municipalização, é na Curva do Tiedt, na SC-421, próximo à empresa Kyly. De acordo com o prefeito, o trecho também merece uma atenção especial e propõe um alargamento da pista, para que a curva seja feita com mais segurança, no local.

“Pedimos a municipalização deste local, pois também é ponto de muitos acidentes, principalmente, em dias de chuva com baixa visibilidade. No nosso ponto de vista, é importante que seja feito um alargamento da pista para que o motorista se sinta mais seguro na hora de realizar a curva. Tudo isso, é claro, acompanhado de sinalizações visíveis ao condutor”, afirma.



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: Raphael Carrasco/JP Tatiane Hansen/JP
Tags:
Veja também:









Publicidade

  • 
    eb224b55631b8f403d168a912e1f6fb6.jpg4b580c53dad677f2141dea5ad908465d.jpg