Jornal de Pomerode


Sessão Solene comemorativa aos 500 Anos da Reforma Luterana

Na terça-feira, 17 de outubro, foi realizada Sessão Solene comemorativa aos 500 Anos da Reforma Luterana, de acordo com a programação instituída pela Câmara Municipal de Pomerode.

80ed4be777416a4ad1ba6f09b67fddfc.jpg Foto: Divulgação

Na terça-feira, 17 de outubro, foi realizada Sessão Solene comemorativa aos 500 Anos da Reforma Luterana, de acordo com a programação instituída pela Câmara Municipal de Pomerode, em parceria com a Igreja Evangélica Luterana do Brasil e a Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil.

Estiveram presentes os membros do Legislativo, o prefeito Municipal, Ércio Kriek; a vice-prefeita, Gladys Sievert; a secretária de Educação, Neuzi Schotten; representando a Igreja Evangélica Luterana do Brasil, o pastor Hilmar Stern; os pastores Ademar Kroenke, Hilbert Wendler Júnior, o presidente da União Paroquial, Mário Dickmann; representando os Correios de Pomerode, Rosania Casagranda; e o presidente da Congregação São João, Rudi Voigt.

Na ocasião, também houve a apresentação do Coral da Congregação Cristo Bom Pastor da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil e do Coral da Congregação São João da Igreja Evangélica Luterana do Brasil, que entoaram as músicas “Meu Senhor, tu me deste” e “Castelo Forte”.

Mensagem do presidente da Câmara em nome da Casa Legislativa

Quando afixou suas 95 teses na porta da igreja do castelo de Wittenberg, em 31 de outubro 1517, o monge agostiniano Martinho Lutero não poderia imaginar que aquele gesto simbolizaria o início de um dos movimentos religiosos mais duradouros da história ocidental. A Reforma está inserida num contexto de amplas mudanças sociais, econômicas, políticas e culturais, que marcavam a ascensão de um novo tempo na Europa. O período compreendido entre os anos de 1450 e 1550 concentraram os eventos delineadores da nova época que chamamos de modernidade: o surgimento da impressão gráfica; o fim da Guerra dos Cem Anos e subsequente formação dos Estados Nacionais soberanos da França e Inglaterra; a tomada de Constantinopla pelos turcos otomanos, a Revolução Comercial que libertaria o continente europeu de variadas limitações da sociedade agrária; as Grandes Navegações; a chegada dos europeus à América, que nos séculos seguintes levaria a uma unificação da Terra com a exportação dos valores e do modelo de organização das sociedades europeias; e, também, marcou o apogeu do Renascimento Cultural, que trazia em seu bojo os ideais do humanismo, da cultura clássica e do individualismo. Havia, também, um sentimento geral de desorientação: as guerras e epidemias dos séculos XIV e XV trouxeram sobre as consciências uma sensação de culpabilidade que as faziam pensar que o pecado era o responsável pelas desgraças que assistiam. Esse período conheceu uma crença generalizada na feitiçaria, o temor na iminência do juízo final e o pavor do inferno – sentimentos que faziam da morte uma presença vívida no imaginário social, na arte  e projetavam sobre muitas pessoas o desejo de uma autoridade infalível que a Igreja, que estivera envolvida em um grande Cisma e em forte depreciação do sacerdócio, não mais preenchia. Dentro desse contexto, a Reforma iniciada por Lutero refletia muito os anseios de uma sociedade à espera de mudanças e que há séculos via alguns de seus reformadores serem queimados pela Inquisição. Mas os tempos mudaram, a Bíblia já havia sido traduzida para o inglês, mais pessoas aprendiam a ler e queriam interpretá-la. As ideias de Lutero se espalharam muito rapidamente pela Europa e a designação “protestantes” para os seguidores de sua doutrina foi usada pela primeira vez em 1529, quando seis príncipes e catorze cidades protestaram contra um decreto que restabelecia seu exílio do Sacro Império Romano. Lutero imprimiu, em sua doutrina, muito de suas inquietações pessoais, especialmente seu medo do diabo e a crença na insuficiência humana para obter qualquer favor divino. Contudo, suas diatribes contra a venda de indulgências, o papado e a tradução da Bíblia para o alemão ecoaram fortemente naquele mundo em transformação. Sua ênfase na doutrina da justificação pela fé também se coadunava com o crescente individualismo que incentivava a busca de uma espiritualidade menos dependente do clero e das restrições da Igreja. Contudo, um dos aspectos fulcrais da Reforma é que seu legado excede a tradição religiosa e se liga intimamente a valores que cultivamos no mundo atual: a liberdade de expressão, de crença, associação e até a separação entre religião e governo. Mesmo que os primeiros reformadores não tenham tocado nessas questões e até tenham se distanciado delas, elas se tornaram em longo prazo bandeiras defendidas por intelectuais protestantes que sofriam perseguições religiosas em seus países ou no estrangeiro. Nestes 500 anos da Reforma ainda há muito campo fértil para a reflexão histórica relacionada ao assunto.

Mensagem alusiva à contribuição da Reforma para a Teologia 

Na sequência, o pastor Ademar Kroenke proferiu sua mensagem alusiva à contribuição da Reforma Protestante para a Teologia. “A pergunta principal que norteava Martin Lutero era: O que o ser humano precisa fazer para se tornar justo ou bom diante de Deus para merecer o perdão, a graça e a salvação? Lendo a Sagrada Escritura, descobriu as cartas sagradas do Apostolo Paulo que o ‘justo viverá pela fé’. E a partir desta descoberta que ele estruturou a ideologia da Igreja Evangélica Luterana, como a temos hoje sobre quatro pilares principais. O primeiro trata de somente a Sagrada Escritura. Martin Lutero defende que, quando a Bíblia é o padrão único a ser seguido, a humanidade melhora em todos os quesitos (...). O Segundo pilar diz que não há salvação fora de Cristo. Ele é nome dado pelo qual devemos ser salvos (...). O terceiro diz que é somente a Graça. Graça é favor e merecido. Misericórdia que se prologa de eternidade capaz de salvar o indivíduo, não por méritos, não por indulgências, compra de terrenos ou espaços celestiais, ou confissões ao Sacerdote. Nada disso. Graça é Graça. Para salvar, independente das obras aquele que atende ao convencimento do Espírito Santo (...). E o quarto pilar somente a Fé. A Fé é a razão de Deus. É suficientemente particular em muitas ocasiões. A Fé é o nosso escudo. É a nossa espada. Nos possibilita caminhar por esperança, amor, sem ver. Sem vistas, mas por ela (...)”.  

Contribuição da Reforma Luterana para a política e área social 

O pastor Hilbert Wendler Júnior explanou sobre a contribuição da Reforma Luterana para a política e área social. “Algo enfatizado para os reformadores, para a situação em que viviam, foi a distinção dos dois reinos, identificados como o Reino Terreno e o Reino Espiritual. A partir da Reforma, começou a se fazer esta distinção, onde ambos são instituídos por Deus. Atuam no mesmo ambiente, com o objetivo do bem estar dos seres humanos, mas de forma diferenciada. O Reino Terreno é regido pelo governo, mantendo a ordem, a harmonia e a justiça aos cidadãos. O Reino Espiritual é regido pelos Evangelhos, pela revelação de Deus através de sua palavra. Através da Igreja (...). Vemos também a preocupação dos reformadores com a economia. Com a parte social do povo. Como aprendemos no Sétimo Mandamento não devemos furtar. Tomar para nós o que é direito do próximo. Assim, as Confissões Luteranas ensinam sobre a justiça social, que dá direito à propriedade. Mas, que ao mesmo tempo, eu como cidadão, partilhe com o próximo necessitado. Lutero também escreve sobre a usura, que é a cobrança abusiva de juros. Pessoas que enriqueciam abusando do próximo. Por isso, que Lutero busca a justiça através do trabalho, que engrandece o ser humano. Faz parte da criação e através do amor compartilha e vive em comunidade. Destaco a contribuição da Reforma em relação à vocação. A Reforma procura educar as pessoas para que sejam servos no mundo. Para que, em fé e vida, transformem o mundo ao seu redor. Através do amor, da compaixão e do serviço ao próximo (...)”. 

    

Contribuição da Reforma para a Educação 

A secretária de Educação Neuzi Schotten abordou a contribuição da Reforma para a Educação. “Na Idade Média, a Igreja era a única responsável pela manutenção e organização da educação escolar. Lutero se pronunciou em relação à necessidade das autoridades civis investirem na educação. As taxas de analfabetismo naquela época já eram muito altas, por isso, Lutero lutou para que as pessoas tivessem acesso à educação. Lutero era professor universitário em um período que a interpretação da Bíblia era monopólio da Igreja. Lutero disse que a autoridade não está na hierarquia de poder da igreja. Mas, nos ensinamentos da Bíblia que ele trouxe ao povo com a sua tradução. Para ler e interpretar a Bíblia, as pessoas precisavam estudar. O movimento da Reforma é percursor. De profundas mudanças na concepção do ensino (...). Martin Lutero também estimula a criação de escolas. Até então, eram somente os filhos das classes mais abastadas que tinham acesso à educação. Houve forte demanda para suprir as necessidades da chegada da sociedade moderna, com dimensões geográficas, políticas, intelectuais, econômicas e religiosas de transformação. A contribuição da Reforma no contexto educacional é tamanha que, de acordo com alguns estudiosos, a educação pública teve origem na sua época. O movimento estimulou a educação pública, universal e gratuita, para quem não poderia custeá-la. A educação pública começa com o surgimento da reforma religiosa (...). Martin Lutero propôs uma escola cristã, que visasse não só uma abstração intelectual, mas voltada para o dia a dia da vida. Rompeu com o ensino repreensivo introduzindo o lúdico na aprendizagem. Amarrou o estudo das disciplinas a um estudo prático. Também lutou por boas bibliotecas, dentro da sua ótica. Martin Lutero escreveu: ‘Pelas graças de Deus tudo está preparado para que as crianças possam estudar línguas, outras disciplinas, história, com prazer e brincando. As escolas já não são mais o inferno e o purgatório de nosso tempo, quando éramos torturados com declinações e conjugações. Não aprendemos simplesmente nada por causa de tantas palmadas, medo, pavor e sofrimento’. A aprendizagem construiria cidadãos capacitados, honestos e responsáveis. Era exatamente esta a necessidade do novo modelo de sociedade que surgia naquela época. A rápida divulgação de ideias e concepções por meio da imprensa descoberta por Gutemberg também contribui para que as iniciativas de estimulo educacional crescessem. O pensamento e o movimento protestante logo se expandiram. Há informações que modelos de ensino da Reforma chegam ao Brasil com a chegada dos missionários metodistas norte-americanos, no final do século XIX. E foram portadores de um arrojado projeto de expansão religiosa que incluía, de um lado, o trabalho de caquetese e implantação da nova denominação, e a ênfase na educação. A iniciativa logrou imediato apoio dos governantes, das elites políticas de tendência republicana e de todos que viam no novo modelo de inspiração liberal e iluminista uma alternativa capaz de contribuir para o avanço do projeto educacional brasileiro (...). Trazendo para o contexto de Pomerode, há mais de 20 anos, criamos em nosso município a Comissão Municipal de Ensino Religioso (...)”. 


Lançamento do selo dos 500 anos da Reforma Luterana 

A gerente Rosania Casagranda, representando os Correios de Pomerode, falou sobre o lançamento do selo dos 500 anos da Reforma Luterana. “(...) No dia 1° de agosto de 1843, o Brasil foi o segundo país do mundo a emitir um selo, batizado Olho de Boi, e impresso numa série de três valores: 30 réis, 60 réis e 90 réis. Ao passar dos anos, os Correios emitiram vários outros selos com diferentes estampas que ilustram marcos de nossa história como pessoas ou acontecimentos, nossa fauna e flora, relações diplomáticas, jubileus, entre muitos outros. O portfólio de selos hoje no Brasil é um dos maiores que existe no mundo, necessitando que filatelistas colecionassem por temas dentro de todo universo de selos existentes. O selo postal tornou-se muito mais versátil nos tempos de hoje. Com a criação do Selo Personalizado, é possível pessoas físicas ou jurídicas estampem uma fotografia ou logomarca. O Selo Personalizado serve, além de representar o pagamento de postagens de correspondências, para registrar, divulgar e enaltecer um momento importante como aniversários, datas comemorativas ou outra homenagem que se queira eternizar. Emitido pelo Casa da Moeda do Brasil em folhas com 12 selos, o selo personalizado é uma obra singular e original. Aqui no Brasil, um dos acontecimentos marcantes do Jubileu da Reforma é o lançamento do Selo Personalizado alusivo aos seus 500 anos por parte dos Correios, que é motivo de gratidão e alegria para quem compreende a importância da Reforma e seu legado. Cabe-nos agradecer pelo legado da Reforma, a boa nova redescoberta e proclamada. Ao mesmo tempo, cabe comemorar a data como uma nova oportunidade de se perguntar quanto às implicações da Reforma para os dias de hoje e para o futuro. As igrejas oriundas da Reforma, sempre em diálogo com a ecumene, precisam perguntar pelos desdobramentos da mensagem da Reforma Luterana ao longo dos séculos nos mais diferentes contextos, em todo o mundo. O Selo Personalizado dos 500 Anos da Reforma Luterana está disponível aos interessados na Agência dos Correios de Pomerode”.

Mensagem do prefeito Municipal Ércio Kriek

Para finalizar, o prefeito Municipal, Ércio Kriek, realizou o seu pronunciamento: “Parabéns pela iniciativa desta Sessão Solene. Eu e a vice-prefeita, desde o início do ano, já falávamos em fazer algo nesse sentido em virtude da importância de se comemorar os 500 anos da Reforma Luterana. Mesmo sendo católico, sei da importância de Lutero na vida cristã. Tive a felicidade de ver um dos filmes que retratam a vida de Lutero. O quanto ele lutou e o quanto foi perseguido. Cabe uma grande lição que é a persistência e lutarmos por aquilo que é correto (...). Uma grande virtude que nós devemos ter: a humildade de poder escutar, de podermos reavaliar algumas situações. Outro fato maravilhoso e que merece destaque é que se nós só temos um Cristo, por que não conseguimos conviver de uma maneira harmoniosa? Pomerode é uma cidade abençoada, pois acredito que tenha tido uma das primeiras igrejas ecumênicas do país. Isso demonstra que caminhamos para este mesmo Cristo. E que maravilha hoje podermos viver de uma maneira harmoniosa. Para finalizar, deixo uma reflexão: O quanto teríamos que rever nossas atitudes? (...). Não devemos dar as costas para Aquele que nos fortalece. Nós, cristãos, temos que arregaçar mais as mangas e mostrar para aquelas pessoas que não tiveram a felicidade de conhecer Cristo. E de dizer o quão bom é ser cristão. Temos dificuldades, mas são vencidas, pois Ele está conosco. Nesta data tão importante, talvez seja necessário fazermos nova reflexão: será que não é necessário fazermos uma nova reforma? Para que possamos, cada vez mais, caminhar juntos em busca deste mundo que Cristo veio trazer para nós. Parabenizo novamente pela data e que todos possam participar das atividades em comemoração aos 500 Anos da Reforma Luterana (...)”.   

    
Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Pomerode – 17 de outubro de 2017

A Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Pomerode foi aberta pelo presidente do Legislativo, Rafael Pfuetzenreiter, que cumprimentou os presentes, em especial, os visitantes, imprensa e ouvintes via online. 

Instalação de esgotamento nasruas Gisela Krueger e Gustav Rauh 

O vereador Amarildo da Silva apresentou a Indicação nº 108/2017, que solicita ao Executivo a instalação de esgotamento nas ruas Gisela Krueger e Gustav Rauh. “Os moradores da Rua Gisela Krueger, no bairro de Testo Rega, cobram a rede de esgoto e a manutenção da via. Existe um trecho em que a tubulação encontra-se entupida. Do outro lado da rua, ao lado da residência nº 81, há uma cratera que, a qualquer momento, pode ocasionar um acidente grave. Já nas proximidades da residência nº 277, o esgoto corre a céu aberto. A mesma situação ocorre na Rua Gustav Rauh, ao lado da Rua Gisela Krueger. Nesse sentido, os moradores dessas ruas pedem ao Executivo as devidas providências”, justificou.

Instalação de esgotamento na rua Ribeirão Areia 

O vereador Amarildo da Silva apresentou a Indicação nº 109/2017, que solicita a instalação de esgotamento na Rua Ribeirão Areia. “Os moradores da Rua Ribeirão Areia, nas proximidades do nº 2167, estão indignados com o problema de uma rede de esgoto que corre a céu aberto há muitos anos. Tal situação vem causando um transtorno imenso aos moradores, pois além do mau cheiro no local que é insuportável, existe o problema da proliferação de insetos. Essa situação afeta a saúde pública”, disse.

Terrenos com cerca elétrica 

O vereador Amarildo da Silva apresentou a Indicação nº 110/2017, que solicita ao Executivo, providências sobre terrenos com cerca elétrica. “Os pais dos alunos que moram próximos às ruas Hermann Schroeder e Júlio Wollick, bairro Ribeirão Clara, cobram da Prefeitura para que tome providências e notifique os proprietários que cercam seus terrenos na lateral da via pública somente com fio elétrico. Os pais estão muito preocupados e pedem, com urgência, a fiscalização no local, pois pode ocorrer um acidente com as crianças. Ao longo destas vias, os proprietários cercam suas propriedades somente com fios elétricos para poderem soltar seus animais, sendo assim solicito a devida atenção para que se realize a fiscalização, através do órgão competente”, justificou.

Patrolamento, macadamização e corte de vegetação 

O vereador Amarildo da Silva apresentou a Indicação nº 111/2017, que solicita o Executivo o patrolamento, macadamização e corte de vegetação da rua Pedro Knopf. “Os moradores da rua Pedro Knopf pedem a manutenção da rua, com patrolamento e macadamização, e solicitam também ao Executivo para que realize o corte da vegetação marginal, pois algumas laterais da via são muito fechadas, o que tira a visão dos motoristas e motociclistas”, falou.

Operação tapa buraco na rua Júlio Wollick 

O vereador Amarildo da Silva apresentou a Indicação nº 112/2017, que solicita ao Executivo a operação tapa buraco na rua Júlio Wollick. “Os moradores da rua Júlio Wollick solicitam a manutenção na via através de uma operação tapa buraco, pois se encontra precária em diversos pontos”, disse.

Colocação de “tartarugas” junto à ciclovia 

O vereador Amarildo da Silva apresentou a Indicação nº 113/2017, que solicita ao Executivo a colocação de “tartarugas” junto à ciclovia e melhorias na via do posto de saúde. “Os moradores do bairro Testo Rega cobram da Getran que faça a colocação, novamente, das ‘tartarugas’ que dividiam a faixa dos ciclistas da pista de veículos. Ocorre que, com a retirada das ‘tartarugas’, os veículos fecham a curva, utilizando a faixa dos ciclistas, e que a qualquer momento pode gerar um acidente grave no local. Solicito ainda à Getran que faça um estudo de melhorias nas proximidades do posto de saúde de Testo Rega, pois se fazem necessárias melhorias no local para garantir a devida segurança da comunidade”, falou.

Fiscalização de calçadas 

O vereador Amarildo da Silva apresentou a Indicação nº 114/2017, que solicita ao Executivo a fiscalização das calçadas. “Os pomerodenses e turistas estão preocupados com a situação da precariedade das calçadas no centro da cidade. Os moradores cobram, há muitos anos dos prefeitos anteriores, que notifiquem os proprietários de imóveis no centro da cidade, para que façam as manutenções das calçadas, em frente aos seus imóveis. Tal medida se faz necessária para, assim, garantir a segurança de todos, uma vez que há muitas calçadas obstruindo a passagem de pedestres e cadeirantes”, falou.

Construção de ponto de ônibus 

O vereador Amarildo da Silva apresentou a Indicação nº 115/2017, que solicita ao Executivo a construção de ponto de ônibus. “Os pais dos alunos que moram próximos às ruas Hermann Schroeder e Júlio Wollick, bairro Ribeirão Clara, estão cobrando urgentemente da Prefeitura Municipal para que faça um abrigo de passageiros nesse local,para as crianças aguardarem o ônibus, pois essas ficam expostas ao sol e às chuvas. Tal medida se faz necessária para garantir maior comodidade e segurança aos passageiros”, justificou.

Melhorias na Rua Ribeirão Gustmann 

O vereador Amarildo da Silva apresentou a Indicação nº 116/2017, que solicita ao Executivo, melhorias na rua Ribeirão Gustmann. “Os moradores da Rua Ribeirão Gustmann, no bairro de Testo Alto, cobram melhorias à rua, tais como a desobstrução da rede de esgoto entupida, alinhamento da rede elétrica em seu curso normal, pois a mesma está totalmente fora do padrão da Celesc. Solicitam também a sua pavimentação, pois no local tem posto de saúde, comércio e residências”, falou.

Realocação de postes 

O vereador Amarildo da Silva apresentou a Indicação nº 117/2017, que solicita ao Executivo a integração com a Celesc para realocação de postes. “Os moradores da rua Hermann Weege, no centro da cidade, cobram do Executivo para que solicite junto à Celesc, a retirada dos postes que estão no meio das calçadas no centro da cidade defronte o nº 243, garantindo, assim, a segurança, principalmente dos pedestres e cadeirantes. Os postes devem ser realocados em local apropriado e seguro”, terminou.

Aniversário do Clube Cultural de Caça e Tiro XV de Novembro

A pedido do senhor Adir Siewert, o vereador Marcos Dallmann fez um convite para a comunidade. “O Clube Cultural de Caça e Tiro XV de Novembro, com sua sede em Testo Alto, realizará a Festa de Aniversário de 51 anos do Clube, no dia 22 de outubro deste ano, às 10h. Às 10h30, haverá desfile dos grupos convidados; às 11h45; almoço no valor de R$ 25,00 (antecipado); às 13h30, Tarde Dançante animada pela Banda Horizonte Azul; e às 15h, haverá Café Colonial. Reservas de almoço antecipadas com a diretoria e pelo telefone 3395-0639. Desde já, a diretoria agradece e estão todos convidados para o evento”, falou.

Convite para Convenção

Aproveitando, o vereador Marcos Dallmann informou que no dia 21, às 14h, no Clube de Caça e Tiro Testo Central Alto, haverá a Convenção do PMDB. “Como presidente do partido, eu convido a todos os vereadores, presidentes de partidos, simpatizantes, filiados e comunidade”, disse. 

500 Anos da Reforma Luterana

Na sequência, o vereador Marcos Dallmann, em seu nome e dos vereadores Aldino Oldenburg, Cleide Kamchen e Deoclides Correa, parabenizou o professor Altair que lembrou os 500 Anos da Reforma Luterana. “Agradeço a este professor que sempre se empenha com as questões culturais de nossa cidade, que nos procurou para propor a Sessão Solene realizada anteriormente. Parabenizo ao presidente da Câmara e demais vereadores por acatar este nosso pedido. Agradeço a todos os pastores e ao coral que se fez presente, prefeito e secretária de Educação. Foi uma solenidade muito importante em memória a Martin Lutero e da Reforma Luterana, que ocorreu em 1517. Parabéns, também, à gerente de Correios, que fez um belíssimo trabalho e apresentou o selo alusivo à data, celebrada no dia 31 de outubro”, concluiu.  

Projeto de Lei

Cleide Kamchen esclareceu um equívoco cometido pela mesma na sessão do dia 26/09. Que deveria ter proferido voto desfavorável ao Projeto de Lei Complementar nº 342/2017, de autoria do Executivo. Este projeto tratava da alteração da carga horária do cargo Médico Clínico Geral. “A ampliação da carga horária tem previsão legal. Está no artigo 32 do Estatuto dos Servidores Públicos Municipais. Porém, analisando a Lei que trata do Plano de Carreira dos Servidores, constatei a existência do seguinte cargo: Médico do Trabalho. E verificando as atribuições dos cargos e a mensagem do Projeto de Lei nº 343, essa Casa Legislativa, salvo melhor juízo, cometeria o mesmo erro do Executivo. Por sorte, o projeto foi rejeitado por dois votos desfavoráveis e pela ausência de alguns vereadores. E ressalto, que todos nós vereadores, devemos ser criteriosos na análise das proposições apresentadas, debatermos com argumentos, com maior propriedade, pois, além de estarmos colaborando com o próprio Executivo, estaremos nos prevenindo de problemas futuros. E já aproveitando, nesta situação, sugiro ao Executivo a concessão da gratificação de função ao servidor ocupante do cargo Médico Clínico Geral, pois exerce funções além das atribuições do cargo; ou ainda melhor, visando à impessoalidade, a realização de concurso público para o cargo Médico do Trabalho. E aqui, parabenizo os vereadores Marcos e Aldino, por terem se manifestado desfavoráveis ao projeto. Porém, saliento ao vereador Marcos que, diferente do exposto por ele, a ampliação da carga horária é legal, mas quanto a sua outra colocação, sobre a concessão de gratificação de função, é uma das alternativas legais à situação apontada. E ao Executivo, em especial, a quem elabora os projetos de lei, mais atenção, pois equívocos básicos estão sendo frequentes, embora saibamos que ninguém seja perfeito. Contudo, uma reanálise seria interessante, pois uma simples vírgula altera todo o contexto do que se quer dizer”, disse. 

Pavimentações

A parlamentar Cleide Kamchen mencionou que a pavimentação é um dos maiores anseios da comunidade pomerodense. E espera, que já no início do ano que vem, os trabalhos iniciem. Porém, destacou que é ilusão pensar que todas as vias públicas serão pavimentadas.  

Equipe Secretaria de Obras

Cleide parabenizou e agradeceu a equipe da Secretaria de Obras. “Essa equipe, mesmo com frota limitada e um quadro de servidores reduzido, continua a mil. E é importante destacar ainda que, mesmo não ocorrendo despesas consideráveis com a terceirização, como na gestão anterior, ou até ocorrendo, mas nada comparado com os valores despendidos pela outra gestão, a equipe está conseguindo atender a comunidade. Parabéns, equipe Secretaria de Obras e que continue assim”, pontuou.  

500 anos da Reforma Luterana II

Cleide Kamchen agradeceu a alguns membros da IECLB e da IELB que solicitaram a homenagem aos 500 anos da Reforma Luterana e ao Presidente da Câmara por ter atendido ao pedido. Salientou que as duas igrejas citadas são as herdeiras desse movimento e que a Reforma Luterana foi um marco importante da história, além de contribuir com mudanças econômicas, sociais, educacionais, políticas que influenciaram a sociedade.

Dia do Professor

Cleide parabenizou os professores pela passagem do Dia do Professor. “Se queremos uma sociedade justa, igualitária, solidária e fraterna, é necessário investir seriamente na Educação, é necessário valorizar o profissional que forma todas as outras profissões, afinal, um país não se faz sem Educação e não se faz Educação sem a figura especial do professor. Figura esta que está em extinção. Pois sejamos sinceros: todos desejamos, que os nossos filhos, os nossos netos, os nossos sobrinhos tenham os melhores professores. Mas poucos de nós desejamos que os nossos filhos, os nossos sobrinhos e os nossos netos sejam professores. Esta é uma realidade. E lembrando que ser professor não é apenas uma profissão, não é apenas quem transmite um patrimônio intelectual, mas, como diz minha mãe e professora, ser professor é a razão principal que visa o crescimento, a formação do semelhante como cidadão e ser humano. Portanto, parabéns a todos os professores, em especial, aos meus pais, pela passagem do seu dia e muito obrigada por serem o caminho e o pilar para o desenvolvimento de uma nação”, parabenizou.

Bastidores da politicagem

Para finalizar, a parlamentar Cleide Kamchen ressaltou seu mandato como suplente e criticou a politicagem existente. “Comunidade, como a maioria sabe, estou como vereadora suplente nesta Casa. Infelizmente, alcancei uma quantidade expressiva de votos, 614, fui a sétima candidata mais votada em Pomerode, porém, pelo sistema proporcional vigente, pela legenda, não fui eleita. Mas, era a regra do jogo. Enfim, deixo claro que a qualquer momento posso não estar mais como vereadora. E tenho ciência que algumas posturas adotadas pela minha pessoa não estão agradando alguns membros de determinado partido político. Talvez porque não sou da politicagem, talvez porque não compactuo com interesses partidários e nem com interesses de caciques políticos, e porque não me preocupo em agradar, em bajular, em puxar o saco. Ou seja, não sou ‘pau mandado’. Respeito valores e princípios repassados, convicções e a ideologia partidária. Então, continuarei exercendo o mandato que é precário (pois pedem a minha cabeça a todo o instante), com liberdade, com ética, com discernimento. Essa atitude covarde de falar pelas costas, pedir a cabeça em reuniões, não me intimida, pelo contrário, me fortalece. Até porque, faz tempo e muito tempo, que tenho consciência que os piores inimigos e traidores estão ao meu redor, no próprio grupo que hoje faço parte. Mas seguem as palavras do advogado e político, Francisco Sá Carneiro: ‘a política sem risco é uma chatice, mas sem ética é sem vergonha’. Assim, prefiro o risco”.  

ORDEM DO DIA

Aprovado por maioria, com a ausência da vereadora Cleide Kamchen, em única votação, o Ofício de autoria do vereador Amarildo da Silva. Objeto: Solicitação de afastamento das atividades como vereador pelo prazo de 30 dias, a partir do dia 18 de outubro de 2017, nos termos do parágrafo 1º, artigo 24 do Regimento Interno e Art. 32 da Lei Orgânica Municipal.

Aprovado por unanimidade, em única discussão e votação, o Projeto de Resolução nº 62/2017, de autoria da Mesa Diretora. Objeto: Concede a Comenda do Mérito Legislativo “Diaconiza Anita Guenther” para Hanna-Lora Dahlke.

Próxima sessão

A próxima Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Vereadores será realizada na terça-feira, dia 24 de outubro de 2017, às 18 horas. 

TV Câmara Pomerode

As Sessões Ordinárias da Câmara de Vereadores de Pomerode e outros vídeos estão disponíveis pelo canal do Youtube. Para encontrar, basta digitar “TV Câmara Pomerode” e acompanhar.

Acesse

Acesse as informações e notícias da Câmara Municipal de Vereadores, na íntegra, através do site http://www.cmpomerode.sc.gov.br
 



Veja também:









Publicidade

  • f782967c3aaf9debcc3e55baaade247c.jpg