Jornal de Pomerode


Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Pomerode – 26 de setembro de 2017

A Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Pomerode foi aberta pelo presidente do Legislativo, Rafael Pfuetzenreiter, que cumprimentou os presentes, em especial, os visitantes, imprensa e ouvintes via online.

85c02008ef0782162f93ab71df97750a.jpg Foto: Divulgação

Respostas recebidas do Legislativo

A vereadora Cleide Kamchen apresentou à comunidade respostas da Presidência da Casa do Legislativo sobre alguns assuntos. 

Duração das sessões

Cleide Kamchen mencionou que são várias as críticas quanto à duração das sessões. “De fato, estão muito extensas. E todos nós vereadores temos a nossa parcela de culpa, pois o Regimento Interno não está sendo observado. É só analisar o artigo 190. Este artigo diz que o Grande Expediente terá a duração máxima de 90 minutos. Esse tempo, na maioria das vezes, passa estourado. Então, já para a próxima sessão, colegas vereadores, vamos cumprir o Regimento Interno, não onerando ainda mais essa Casa Legislativa, inclusive, evitando desviar do assunto discutido, algo que é muito frequente aqui. Pois uma situação é debater o assunto, outra é fugir totalmente do foco”, pontuou.  

Aneel

A parlamentar Cleide Kamchen destacou que houve encaminhamento de ofício à Aneel, no dia 12/06/2017, denunciando, na época, a ineficiência e o descaso da Celesc com Pomerode. Que, aproximadamente, quatro meses após o envio do ofício, a Aneel respondeu. 

Inquérito Civil

Cleide mencionou sobre o ofício enviado à 1ª Promotoria Pública de Justiça de Pomerode, no dia 08/06/2017, requerendo o ajuizamento de Ação Civil Pública em desfavor da Celesc sobre o descaso com a comunidade. “Ofício este, anterior ao ofício encaminhado à Aneel. Em recente resposta, a Dra. Rejane, Promotora de Justiça, informou a instauração de Inquérito Civil com a finalidade de apurar e adotar as medidas cabíveis para sanar as eventuais irregularidades na prestação de serviços de distribuição de energia elétrica em Pomerode. Então, quando existe omissão, negligência, importante acionar o Ministério Público, lógico, com provas e fundamentos e o mesmo tomará as devidas providências. Agora, a Celesc terá que prestar informações à Promotoria Pública de Justiça”, disse.

Sessão passada

Cleide Kamchen criticou a postura adotada na sessão passada da Casa Legislativa. “Finalizando, não posso me calar diante do ocorrido na última sessão. Inicialmente, registro que participei e participo das reuniões. E é inverídico o citado: nunca pode ou nunca vem. Sempre aviso quando não posso estar presente. Inclusive, sugeri outro dia da semana para as reuniões e outro horário, como depois das 18h, pois tem vereadores que trabalham no horário decidido e não podem comparecer, ou seja, também não se fazem presentes. Mas entendo o ocorrido, afinal, 2018 está chegando. Porém, ataques pessoais, sem propriedade, em nada acrescem. Infelizmente, mais pareceu o Programa do Ratinho do que uma Casa de Leis. Diante disso, penso que a autenticidade incomode. Penso que trabalhar com ética, com discernimento, com liberdade, também incomode. Mas, o que me causa estranheza é que todos nós queremos mudanças na política, porém, atitudes demonstram justamente o contrário. E não adianta clamar por renovação se as mesmas ideias velhas permanecem, se os mesmos vícios continuam. Até diria, pelas atitudes, que o coronelismo continua enraizado, impregnado, pois bater na mesa, tentar intimidar com o objetivo de denegrir, é postura de coronel, é característico de quem não tem argumentos, de quem acha que o poder é eterno. Porém, o poder não é eterno, o poder é efêmero, mas desta forma conhecemos as pessoas. Com o tempo, as máscaras caem. E aí conhecemos o político e o politiqueiro. O politiqueiro faz uso de máscaras, de meios ardilosos, distorce fatos. Já o político é autêntico, age com respeito, com ética. O politiqueiro promove a desordem. Já o político mantém a ordem. O politiqueiro é o super homem. Diz trabalhar 24 horas por dia. Tem super poderes. Já o político é pessoa comum. Acorda, trabalha, come, descansa, tem lazer. O politiqueiro afirma ser pessoa simples, afirma ter fala simples, tem necessidade de vender uma imagem de si mesmo, usa de um discurso provinciano, fala aquilo que a pessoa gosta de ouvir. Já o político se compromete com a verdade, usa da sinceridade, mesmo que não agrade. O politiqueiro prioriza poder, cargo. Já o político respeita princípios e valores. Politiqueiros necessitam da popularidade, são adestrados, dominados por caciques políticos. E caciques políticos têm em mente a centralização e a perpetuação no poder e do poder. Já os políticos aspiram ao desafio, aprendem com líderes políticos. E líderes políticos inspiram, motivam, não têm em mente o poder como algo centralizado, e sim, uma responsabilidade que deve ser dividida entre todos. E para uma melhor reflexão, trago as palavras do americano pastor, escritor, educador, Charles Swindoll: ‘Quando a popularidade é maior que a maturidade, substituímos a integridade pela imagem.’ Como já dito, politiqueiros vendem uma imagem. Enfim, a política se faz com políticos. A politicagem se faz com politiqueiros. Política é responsabilidade, é gestão. Politicagem é apenas pensar na próxima eleição ou em formas de retaliação. Cabe à sociedade analisar se quer mudança efetiva na política, extirpando falsos políticos ou se deseja a continuidade da politicagem. Essa é a minha resposta”, finalizou.

Programa Plenário

O vereador Amarildo da Silva parabenizou a vereadora Cleide Kamchen pelo último Programa Plenário, em que foi entrevistada a promotora Dra. Rejane Gularte Queiroz Beilner. “Foi de grande relevância, importante para a comunidade e para o legislativo. Foram abordados alguns temas como a situação dos táxis no município, a gratificação de funcionários, repasses para a Asseup, transporte público escolar e cessão de servidores públicos. Acredito que devemos ficar atentos e buscarmos para esta Casa as mesmas informações que foram solicitadas pela promotora, e cobrar se estão sendo cumpridas pelo Executivo. Sabemos, por exemplo, que existem muitas irregularidades na cessão dos táxis. São assuntos que precisamos fiscalizar e ver o que a Promotoria de Justiça está solicitando. Se estão sendo atendidos pelo Executivo Municipal. Hoje, o cenário político precisa ser mudado, mas a comunidade também precisa se adequar e fazer a sua parte para as mudanças necessárias. A promotora também questionou para que verifiquem as gratificações dos funcionários, pois alguns estão recebendo sem as devidas justificativas. Sugerido pela promotora que algumas pessoas sejam exoneradas. Vamos acompanhar estas situações e fiscalizar, pois esse é o nosso trabalho”, disse.

Agradecimento à Defesa Civil

O vereador Amarildo da Silva cumprimentou o diretor e responsável pela Defesa Civil, Waldemar Wuerges, e parabenizou-o, assim como as demais pessoas que pleitearam a reforma da ponte na Rua Osvaldo Lohse. “Está praticamente concluída, só faltando a colocação de macadame nas cabeceiras da ponte, e assim, a comunidade poderá utilizá-la. E que possamos ter outros pleitos atendidos com esta mesma qualidade”, falou.

Divulgando os requerimentos da Casa Legislativa

Pergunta: Será feito algo em relação à implementação de novos projetos para o desenvolvimento da economia local, garantindo, assim, a alta qualidade dos produtos e serviços disponibilizados no município? Resposta: Projeto Cidade Empreendedora Sebrae, fortalecimento das Micro e Pequenas Empresas, estímulo ao Empreendedorismo e a geração de emprego e renda, estímulo à formalização de empresas, aumento da arrecadação, sem aumentar a carga tributária, parceria pública privada, com estímulo econômico equilibrado. 

Pergunta: Quais são os incentivos fiscais, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, para atrair e promover o desenvolvimento dos negócios locais por meio de políticas de incentivos aos novos empresários para que, assim, estimulem a geração e instalação de novas empresas, principalmente as de tecnologia, gerando, no município, um estímulo ao crescimento e geração de mais empregos, com melhor remuneração ao trabalhador. Resposta: A Cidade Empreendedora com várias ações, formação de líderes, sala do empreendedor, desburocratização de compras governamentais, Educação Empreendedora e o empreendedorismo nas escolas.
Pergunta: Quais os incentivos que serão oferecidos na área de turismo, visto que hoje representa 15% do PIB, no Município? Resposta: Existem parcerias com várias entidades, incentivos e estrutura técnica. Mais informações podem ser obtidas diretamente na Secretaria.

Pergunta: Será tratada alguma ação com entidades de ensino superior, com incentivo de um polo superior no Município? Resposta: Executivo e Secretaria de Educação estão em tratativas com Instituição de Ensino Superior da região que demonstrou interesse em abrir um polo em Pomerode.

Campeonato de Bocha 

Em seu pronunciamento, o vereador Jean Nicoletto cumprimentou a todos, em especial, o presidente do Grupo Escoteiro Pomerano, Raphael Hoffmann. Adiante, proferiu seu discurso: “A última rodada do Campeonato de Bocha, que aconteceu neste final de semana, na Sociedade Nacional, transcorreu de forma exemplar, sendo um sucesso. A Cancha do Sr. Mário foi a campeã contra o Nacional, que ficou em segundo lugar. Foi uma vitória merecida, sendo que parabenizo a todos os organizadores do Campeonato, promovido pela Funpeel. Eu gostaria de frisar algo muito importante que ocorreu neste evento. Em disputa do troféu, estava sendo homenageado o Sr. Ango Spies, sendo que estava presente a sua esposa, filhos e netos. O homenageado faleceu com 57 anos de idade e jogou bocha em muitas canchas de Pomerode. No final da partida, o time campeão entregou o troféu para a família deste senhor. Olhem que gesto maravilhoso e de grandeza! Para que os familiares tenham uma grande lembrança deste que foi um grande incentivador e praticante deste esporte”, falou. 

Festa Escolar da Creche Rosa Borck

O vereador Jean Nicoletto também destacou a realização da última Festa Escolar da Creche Rosa Borck, que aconteceu no último final de semana, em que a comunidade prestigiou. “Gostaria de parabenizar a nova diretora, Carmem, após o falecimento do estimado Carmo Koepp. Apesar do pouco tempo que teve, fez um excelente evento”, frisou. 

Atenção especial para a Rua Hilda Guilhermina Volkmann

Na sequência, o vereador Jean Nicoletto relatou ofício que estará elaborando juntamente com o vereador Sirio Jandre. “Na Rua Hilda Guilhermina Volkmann, onde se localiza a Escola Dr. Amadeu da Luz, foi feita uma boa pavimentação em paralelepípedo. Desta forma, solicitaremos que dê uma atenção maior em relação à calçada, viradouro e extensão da rua até o seu final. Trata-se de uma via que transita veículos de grande porte e deixa as crianças e ciclistas com falta de segurança. Peço à Secretaria de Obras, juntamente com o prefeito Ércio, que dê uma atenção especial a este local. Este é o nosso trabalho, fiscalizar e buscar melhorias para a nossa comunidade”, disse. 

Correção em relação à Unidade de Saúde Alvin Klotz

Para finalizar, o vereador Jean Nicoletto fez uma correção em relação ao pronunciamento do vereador Marcos Dallmann, realizado na última Sessão Ordinária. “O parlamentar citou, na última Sessão, um ofício recebido pela Secretaria de Saúde, em que recebeu informações sobre a obra na Unidade de Saúde Alvin Klotz. O vereador citou um número exagerado de R$ 1,2 milhão. Porém, no Ofício nº 355/2017 que recebemos, constam R$ 645 mil, R$ 219 mil e R$ 257 mil. Só que o valor de R$ 219 mil consta como supressão, sendo que se diminuirmos este valor, o total vai para R$ 683 mil. Acredito que, ao invés disso, o vereador Marcos tenha somando para que chegasse ao valor de mais de R$ 1 milhão. Desta forma, estou trazendo estes esclarecimentos para a comunidade para que entenda que o valor atual é de R$ 683 mil”, concluiu. 

Estacionamentos no centro da cidade

Em seu discurso, o vereador Ademar Marquardt ressaltou que muitos reclamam da ausência de estacionamento na cidade. “Realmente, é uma cidade de ruas estreitas, sendo que não se pode fazer milagres. Foi criada uma solução para desafogar, que é o estacionamento próximo à Farmácia Farmalan, no Centro. Porém, vejo que nós, vereadores, precisamos cobrar dos comércios de grande porte. Não me refiro para os que possuem salas comerciais pequenas, mas aos grandes estabelecimentos que usam o centro da cidade para fazer os seus negócios, e que não possuem estacionamento. Existe uma lei que exige que estes comércios se adequem. Peço que haja um estudo por esta Casa sobre quais os comércios que teriam que aderir a um espaço, nesse sentido”, explicou.

Circulação do carro pipa na cidade 

Na sequência, o vereador Ademar Marquardt abordou sobre a circulação do carro pipa na cidade. “Em minha opinião, é um trabalho paliativo, mesmo com três carros pipas, não dará conta no verão, de evitar a poeira. Infelizmente, a solução é a pavimentação e a conscientização das pessoas. Temos uma noticia que pode nos deixar até mais tristes. Que com esta estiagem, pode ser que a juíza ou o promotor determine uma lei que proíba a passagem do carro pipa nas ruas da cidade. Eu, hoje, na Prefeitura, escutei um comentário referente a este assunto, pois a estiagem está mais forte do que nunca”, falou. 

Viabilidade para construções georreferenciamento 

Ademar Marquardt discursou em relação à viabilidade das construções na cidade. “O georreferenciamento é uma ferramenta que teremos que buscar rapidamente. Quando se pede a viabilidade de uma construção próxima a um rio, recebe-se a informação de que uns podem e outros não. Quem que define o que é área alagável ou não é? De uma vez por todas, nós temos que, no município de Pomerode, definir e cumprir o que é área inundável e que não se pode construir. Não que seja primeiro dado a viabilidade e depois que se chegue à conclusão que não pode. Então, é importantíssimo que se chegue a uma conclusão, pois facilitará, inclusive, o trabalho de quem faz o planeamento. Ainda, temos também a situação do estreitamento das nossas pontes, então continuarei insistindo junto ao Executivo para que seja feita uma abertura para a vazão de duas pontes em Testo Central”, explicou. 

Moradores de Testo Central se mobilizam para reunião com o Executivo

A seguir, o vereador Ademar Marquardt parabenizou os moradores de Testo Central, próximo ao Salão Luetke, que estão se mobilizando, de uma forma ordenada, para uma reunião com o Executivo, para discutir os principais problemas desta localidade. “Dois dos assuntos são em relação aos desassoreamentos e da pavimentação de trechos da Rua dos Atiradores. Sabemos que é um sonho do atual prefeito e vice-prefeita, mas temos que começar a tornar realidade”, disse.

Segundo melhor estado para se viver 

O vereador Ademar Marquardt informou que foi feito um estudo em Santa Catarina, sendo o segundo melhor estado para se viver, perdendo apenas para São Paulo. “Pelo que se escuta na mídia, o Rio Grande do Sul está falido e, no Rio de Janeiro, a guerra tomou conta. Mas, Santa Catarina apresenta este índice. E não podemos dizer que o mérito é só do governo, mas de todos nós. É do povo que evolui, mesmo com as dificuldades e com a crise que enfrentamos. Ou, será que os outros estados pioraram tanto? Nós evoluímos, pois o nosso estado tem o menor índice de desemprego e cidades turísticas maravilhosas. É mérito também dos governantes que administram Santa Catarina, mas não estaria neste patamar se não tivessem pessoas ordeiras e de bem como as que temos. E Pomerode está nesta situação e merece os parabéns”, ressaltou. 

Maneira de se expressar

O vereador Ademar Marquardt salientou que pode não se expressar tão bem na língua portuguesa, pois fala também em alemão. “Então, eu tenho este sotaque e pretendo utilizá-lo a vida toda, pois eu moro na cidade mais alemã do Brasil. Quero aqui dizer para aqueles que me criticam nas redes sociais por ter dito na última sessão que ‘nós não conseguiremos molhar todas as ruas de Pomerode’. Então, vou repetir para os que não entenderam: ‘Nós não vamos conseguir atender a todas as ruas de Pomerode com o carro pipa. Eu digo ‘nós’, porque em primeiro lugar, sou Líder de Governo, também vereador designado para representar Pomerode e filho desta cidade. Utilizarei a palavra ‘nós’ quantas vezes forem necessárias. Muitos escrevem o que querem nas redes sociais, mas não querem escutar o que precisam ouvir”, terminou. 
 

ORDEM DO DIA

Aprovado por unanimidade, em única discussão e votação, o Projeto de Lei Legislativo nº 418/2017, de autoria do vereador Rafael Pfuetzenreiter. Objeto: Declara de Utilidade Pública Municipal o Grupo Escoteiro Pomerano.

Aprovado por unanimidade, em única discussão e votação, o Projeto de Lei nº 2783/2017, de autoria do Executivo. Objeto: Autoriza o Poder Executivo Municipal conceder estímulo econômico à Empresa Maral Indústria e Comércio de Brinquedos Ltda., com fulcro na lei nº 1225 de 24 de maio de 1995, e dá outras providências.

Aprovado por unanimidade, em única discussão e votação, o Projeto de Lei nº 2770/2017, de autoria do Executivo, que altera a Lei Ordinária Municipal nº 2504/2012 e dá outras providências, com a inclusão da Emenda nº 1, de autoria do vereador Deoclides Correa. Votou contrário à emenda o vereador Jean Nicoletto. 

Aprovado por unanimidade, em única discussão e votação, o Projeto de Lei Complementar nº 342/2017, de autoria do Executivo. Objeto: Altera dispositivos da Lei Complementar Municipal de nº 100/2003, com as alterações posteriores e dá outras providências.
 



Veja também:
Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: Divulgação Divulgação









Publicidade

  • f782967c3aaf9debcc3e55baaade247c.jpg