Jornal de Pomerode


SC tem 29,3 mil pessoas afetadas pelas chuvas

Os 90 municípios catarinenses com danos provocados pelas chuvas somam 29.350 pessoas afetadas, aponta novo relatório da Defesa Civil de Santa Catarina, divulgado às 17h desta quarta-feira, 6. São 21.620 pessoas desalojadas e 2.667 desabrigadas.O número de residências atingidas chegou a 8.883.

c84647a1e3e6e8e40fd58980b60b603b.jpg Foto: James Tavares/Secom

Os 90 municípios catarinenses com danos provocados pelas chuvas somam 29.350 pessoas afetadas, aponta novo relatório da Defesa Civil de Santa Catarina, divulgado às 17h desta quarta-feira, 6. São 21.620 pessoas desalojadas (transferidas para casas de parentes ou amigos) e 2.667 desabrigadas (acolhidas em abrigos públicos). O número de residências atingidas chegou a 8.883.

As cidades com maior número de pessoas acolhidas em abrigos são Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí, com 1.079 pessoas atendidas; e Lages, na Serra Catarinense, com 406 pessoas.

O secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, lembra que já são quase três semanas com chuvas frequentes em Santa Catarina. “Estamos enfrentando um evento longo, já temos regiões muito afetadas e ainda temos previsão de mais chuvas, o que vai trazer reflexos nessas bacias que estão com o nível elevado”, afirma. Para esta quinta-feira, 8, a previsão é de chuva mais intensa do que nos últimos dias e distribuída por todas as regiões do Estado.

A previsão da equipe de meteorologias da Ciram/Epagri indica uma quinta-feira com muitas nuvens em todas as regiões, com chuva de intensidade moderada a forte do Oeste ao Litoral Sul no decorrer do dia e, especialmente para os períodos da tarde e da noite, nas demais regiões. Há, ainda, risco de temporais isolados no Estado.

“A Defesa Civil segue atendendo todas as comunidades que foram afetadas, com ajuda humanitária e com toda a questão de logística, para que a população catarinense consiga viver dentro de um processo crítico com segurança e com o direto de ir e vir garantido”, afirma Moratelli.

O secretário ressalta a importância de que os moradores de áreas afetadas continuem acompanhando os alertas oficiais da Defesa Civil para saber quando efetivamente poderão voltar para as suas residências.

Relatório da Defesa Civil desta quarta-feira, 7/6/2017, atualizado às 17h

Abrigos:
Rio do Sul: 22 abrigos com 1.079 pessoas
Lages: 6 abrigos com 406 pessoas
Lontras: 5 abrigos com 255 pessoas
Rio do Oeste: 3 abrigos com 186 pessoas
Ituporanga: 9 abrigos com 121 pessoas
Agronômica: 1 abrigo com 97 pessoas
Correia Pinto: 6 abrigos com 88 pessoas
Laurentino: 4 abrigos com 87 pessoas
Taió: 2 abrigos com 24 pessoas
Otacílio Costa: 1 abrigo com 21 pessoas
Capinzal: 1 abrigo com 6 pessoas

Ocorrências:
2 registros de vendaval
10 registros de alagamento
11 registros de enxurrada
15 registros de chuva intensa
26 registros de inundação
43 registros de deslizamentos

Itens de Assistência Humanitária
Lages: 610 cestas básicas; 610 kits de limpeza; 2.036 kits de higiene pessoal; 83 colchões de solteiro e 83 acomodações de solteiro.
Rio do Sul: 147 cestas básicas; 526 kits higiene pessoal; 144 galões de água de 5 litros; 147 kits de limpeza; 50 colchões de solteiro e 50 kits acomodações para colchões.
José Boiteux: 500 cestas básicas.
Laurentino: 160 cestas básicas; 348 kits higiene pessoal; 244 galões de água de 5 litros; 160 kits de limpeza; 30 colchões de solteiro e 30 kits acomodações para colchões.
Correia Pinto: 71 cestas básicas; 71 kits de limpeza; 284 kits de higiene pessoal.

 

Fonte: Secretária do Estado de Comunicação - Secom 



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg