Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Resistência & elegância

Confira mais uma coluna Casa & Construção, escrita pela arquiteta e designer de interiores Cristina Fausel, do dia 22 de setembro

6191add27906385ddb162f2751e37e4c.jpg Foto: Divulgação

Se fala muito em materiais sustentáveis na área de construção e decoração, e o tão conhecido bambu entra nesta lista com mérito. 

Por se tratar de uma planta bastante abundante (existem milhares de espécies nativas de bambu, que são cultivadas praticamente em todo mundo, e muito mais em regiões tropicais e subtropicais), e por ser uma planta de crescimento rápido, seu corte e reposição podem ser mais explorados. Seu sistema de raízes protege solos de erosão e terremotos, é um material resistente e ao mesmo tempo flexível, e além de tudo, biodegradável. No Brasil, seu uso ainda é modesto, devido, principalmente, à grande exploração madeireira, mas nosso país possui clima e condições de pesquisa para o desenvolvimento desse material tão versátil.

Devido às suas características de leveza, resistência e flexibilidade, o bambu pode ser utilizado para a confecção de diversos itens, tais como revestimentos, acabamentos, mobiliário,estrutura e decoração. Seus usos mais comuns são em utensílios domésticos e de decoração, como talheres, vasos, potes, e em mobília, seja para exterior ou interior.

Na área da contrução civil, seu uso vem crescendo constantemente, devido à resistência do material, podendo ser utilizado, inclusive, para substituir o aço (!) em algumas condições, devido a sua flexibilidade, podendo se adaptar a estruturas diferenciadas ou curvas, como escadas, coberturas, pergolados, guarda-corpos, e podem, inclusive, ser estruturadas sem pregos. Na área dos acabamentos, o material é utilizado para a confecção de pisos, painéis de revestimentos, forros, pastilhas, elementos vazados, biombos, persianas, molduras, bancadas, entre outras infinitas possibilidades.

Por se tratar de um material natural, o bambu precisa receber tratamento adequado para a prevenção de brocas e fungos, podendo ter sua vida útil aumentada para até 25 anos. O visual natural criado pela aplicação do material, garante ambientes acolhedores e com sensação de frescor, porém, o bambu pode ser associado, esteticamente, com materiais mais frios, como metal e vidro,criando ambientes com aspectos mais modernos e industriais. O segredo é o planejamento da união entre todos os elementos, para criar a atmosfera visual desejada pelo cliente, portanto, a ajuda de um arquiteto ou designer é essencial para que seu ambiente e o bambu, recebam o destaque necessário, afinal, ele merece! Mãos à obra!

 



Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg