Jornal de Pomerode


64% das rodovias catarinenses apresentam problemas

Pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) avalia pavimentação, sinalização e geometria da via das rodovias do país

96e121a6c317b95fd9007287617fbcf2.jpg Foto: CNT/Divulgação

A Confederação Nacional do Transporte, a CNT, divulgou nesta terça-feira, dia 07 de novembro, uma pesquisa sobre o estado das rodovias de Santa Catarina. 63,7% das estradas catarinenses apresentam algum tipo de deficiência. Dos 3.249 da malha rodoviária de Santa Catarina, entre estradas estaduais e federais, os 63,7% foram divididos por estados de preservação da rodovia com um todo. Estão em condições regulares (35,6%), ruins (23,9%) ou péssimas (4,2%). O restante, 36,3%, se apresentam boas (25,4%) ou ótimas (10,9%). Em relação à geometria da via, o Estado tem destaque negativo. O estudo indica 72,3% são regulares, ruins ou péssimas. Desse número, 26,7% são consideradas péssimas.

Destaque negativo para o trecho da BR – 282, entre a capital Florianópolis e Lages, foi considerada a 10ª pior ligação rodoviária. A 21ª edição da Pesquisa CNT de Rodovias avaliou 105.814 km das rodovias brasileiras, um acréscimo de 2.555 km (2,5%) em relação ao ano passado. Foi percorrida toda a extensão pavimentada das rodovias federais e das principais rodovias estaduais do país.



Tags:
Veja também:









Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg