Jornal de Pomerode


Projeto estimula autoconfiança dos alunos

Nas aulas de artes, além de conteúdos relacionados à cultura, trabalho motivacional também foi realizado Na Escola Estadual Básica José Bonifácio, durante o ano de 2017.

7a5275c03c2c72f002465d747e7a1745.jpg Foto: Divulgação-A professora Jerusa e alguns dos alunos de terceiro ano.

Na Escola Estadual Básica José Bonifácio, durante o ano de 2017, foi desenvolvido um projeto que visava ajudar na preparação dos alunos dos terceiros anos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Além de aulões nas disciplinas tradicionais da grade curricular, nas aulas de artes, a professora Jerusa Raduenz também preparou atividades especiais para a preparação. 

Alguns dos conteúdos abordados nas aulas foram patrimônio cultural, bagagem cultural, arte moderna e contemporânea, reflexões sobre o que se produz e o significado do que é arte e suas infinitas possibilidades de expressões e técnicas. Assim, foram explorados conhecimentos que podem ser conciliados com profissões que, no futuro, os alunos pretendem exercer ou atividades que possam realizar para uma satisfação pessoal, talvez como uma futura fonte de renda.

Dentro destas leituras, pesquisas, reflexões, a professora procurou trazer questões de vestibular e de Enem para que os alunos resolvessem e pudessem perceber que é necessário ter uma bagagem de conhecimento e saber interpretar textos.

“Trabalho a sensibilização para que reflitam sobre suas capacidades, habilidades e competências de forma a encorajá-los para se destaquem como pessoas atuantes na sociedade, desenvolvam a iniciativa e atitudes construtivas, usando dinâmicas de grupo, debates, conversas, pesquisas de temas relacionados à arte, mas que, de certa forma, envolvem outras áreas de conhecimento. Desta forma, analisamos questão por questão, justificando as respostas”, explica a professora. 

Ela ressalta que é importante não só passar os conteúdos aos alunos, mas sim, ajudá-los a saber utilizar o que foi aprendido. “O projeto ajudou os alunos a adquirirem mais segurança, absorvendo e relacionando os conhecimentos de forma integrada, realizando relações de conteúdos estudados em outras disciplinas, interpretando questões que permeiam esse mundo”, completa Jerusa.

Cerca de 120 alunos participaram do projeto, das turmas de terceiros anos da escola. Ela afirma que ainda não é possível contabilizar os resultados do projeto, até o momento, mas garante que os frutos já começaram a ser colhidos, pois alguns alunos já conseguiram bons resultados em vestibulares realizados. 

Para que estes resultados aparecessem, Jerusa afirma que a confiança em si mesmos, por parte dos alunos, é fundamental. “Acredito que o primeiro passo é fazer com que acreditem no seu próprio potencial, mostrar que podem. Dar a oportunidade para que possam demonstrar isso, despertar nos alunos o interesse a vida, as coisas boas, uma perspectiva de futuro, que há várias possibilidades de se destacar e conquistar algo de forma honesta e íntegra, com sua competência e habilidade. E que o conhecimento é um dos elementos que possibilitam um crescimento e destaque nesse mundo contemporâneo”, finaliza. 



Tags:
Veja também:









Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg