Jornal de Pomerode


Programa Rede de vizinhos pode reduzir número de furtos em Pomerode

A Rede de Vizinhos já é realidade em diversas comunidades e segmentos da Polícia Militar catarinense. No entanto, em Pomerode, o programa ainda caminha a passos lentos e precisa do auxílio da comunidade para se tornar uma realidade.

2593471479e310386015853d711f0511.jpg Foto: Victor Peiker/JP

A Rede de Vizinhos já é realidade em diversas comunidades e segmentos da Polícia Militar catarinense. No entanto, em Pomerode, o programa ainda caminha a passos lentos e precisa do auxílio da comunidade para se tornar uma realidade.

O Comandante da Polícia Militar de Pomerode, Tenente Fábio Verdasca de Luca, afirma que a iniciativa já deu certo em municípios como Timbó e Blumenau. “O objetivo principal é de que os vizinhos se unam e, através de um grupo no WhatsApp, troquem informações a respeito da manutenção da segurança de sua rua. Consequentemente, com as informações de veículos ou pessoas suspeitas, repassem as informações de forma imediata à Polícia Militar”, explica.

A Rede de Vizinhos só será possível com o engajamento de todos os envolvidos. Sendo assim, a comunidade também precisa fazer a sua parte. “Já efetuamos uma reunião no Ribeirão Souto e é nesta localidade que os trabalhos estão mais avançados. As demais localidades do município podem entrar em contato com a PM, para que possamos efetuar reuniões com o objetivo de explicar o projeto e efetuar ações para a implantação do mesmo”, comenta o Tenente.

A Polícia Militar de Pomerode conta, atualmente, com 20 policiais atuando tanto na parte administrativa, quanto na rua. “O policiamento preventivo é a nossa prioridade, mas o elevado número de acidentes de trânsito tem tomado bastante tempo das guarnições, que precisam atender as ocorrências. Para auxiliar nesta questão, estão com mais viaturas e policiais na rua. Mas, com a rede de vizinhos nos auxiliando, o trabalho pode ser ainda mais eficiente”, completa.

Para finalizar, o comandante ressalta que a intenção do programa Rede de Vizinhos da PMSC é que os vizinhos atuem em cooperação, se associem para fomentar parcerias, fortalecer as relações interpessoais e a cidadania ativa do bairro. “Com isso, pretende melhorar a relação entre a polícia e a comunidade, além de aumentar a vigilância natural, a fim de prevenir e restaurar problemas de ordem pública, garantindo a incolumidade física das pessoas e do patrimônio”, conclui.

Furtos em Pomerode

O Tenente de Luca também ressalta que, apesar do furtos registrados em Pomerode recentemente, os números apresentam queda se comparados ao mesmo período do ano passado. 

A redução chega a 25% nos seis primeiros meses do ano. De janeiro a junho de 2016 foram registrados 44 furtos. Em 2017, no mesmo período, foram 33.

“O que pudemos notar é que os crimes, neste ano, ocorreram, em sua maioria, nos bairros. Aqui na área central, após a instalação das câmeras de videomonitoramento, os furtos reduziram. No bairros, principalmente 



Tags:
Veja também:
Galeria de fotos: 2 fotos









Mais vistos

Publicidade

  • b24e1f3813003e2cb3b72b7c37281d09.jpg