Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Pomerodenses prestigiam posse presidencial, em Brasília

A cerimônia de posse reuniu cerca 115 mil brasileiros no Palácio do Planalto, na capital do país, entre eles, um casal pomerodense, para prestar apoio ao presidente, eleito no mês de outubro do ano passado, nas últimas eleições

9bb3e455d079f399c859dd6b3d55f277.jpg Foto: Divulgação

No primeiro dia do ano, após ser eleito com 57,7 milhões de votos nas últimas eleições, Jair Messias Bolsonaro, filiado ao Partido Social Liberal (PSL), foi empossado presidente da República do Brasil. A cerimônia, que aconteceu na capital do país, em Brasília, reuniu cerca de 115 mil brasileiros, entre eles, um casal pomerodense, que fez questão de prestigiar a posse.

Allan Dirk Weber, acompanhado da companheira, Nereide Figueiredo, se juntou às milhares de pessoas presentes na ocasião, para participar da cerimônia, no Palácio do Planalto. “Durante a posse de Bolsonaro, o clima foi fantástico. Algo impagável! Uma energia muito positiva. Vejo com ótimos olhos essa ruptura que o Brasil, enfim, provocou”, conta Weber, empresário e presidente do PSL de Pomerode.

No mês de dezembro do ano passado, o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope), uma das maiores empresas de pesquisa de mercado da América Latina, fez uma consulta sobre a aprovação do governo Bolsonaro. Ao todo, foram ouvidas mais de duas mil pessoas, em mais de 127 municípios, entre os dias 29 de novembro e 02 de dezembro. Dos entrevistados, 75% consideraram que o presidente eleito está no caminho certo, opinião compartilhada, também, pelo empresário, que vê a posse de seu candidato como uma mudança não vista até o momento em cenário nacional. “Tenho certeza que estamos no caminho certo. O Brasil, agora, se integra a outras nações, que caminham no mesmo sentido, como Hungria, Polônia, Áustria, Romênia, Estados Unidos e outros. São novos tempos e, certamente, serão bons”, confia.

Como de praxe, Bolsonaro e a primeira-dama, Michelle de Paula F. Reinaldo Bolsonaro, desfilaram pelas ruas de Brasília em um carro aberto da cor preta, modelo Rolls Royce, que pertence à República desde o ano de 1952, acenando para o público. Após outros compromissos, chegaram ao Palácio do Planalto recebidos pelo ex-presidente Michel Temer e a ex-primeira-dama, Marcela Temer, além de brasileiros, que até ali o acompanharam. “Por termos saído bem cedo, conseguimos ocupar a terceira fileira em frente à rampa. Foi uma emoção que, mesmo estando nove horas de pé, valeu a pena. A energia do povo, o discurso do presidente, improviso, simplicidade e humildade que ele demonstra para com suas atitudes, é a de um novo Brasil que está nascendo”, relata Weber, ressaltando suas expectativas para os próximos quatro anos, em nível nacional e estadual.

Como presidente da sigla em Pomerode, durante a época eleitoral, Weber prezou pela atuação do partido na cidade, com a realização de eventos e a distribuição de material de campanha política. “Minha ida a Brasília foi uma iniciativa pessoal, para acompanhar o resultado de todo aquele trabalho, suor, energia, que o diretório de Pomerode dispendeu durante todo o processo eletivo. O motivo dessa visita foi, realmente, o de acompanhar o resultado. Fechar com chave de ouro todo o trabalho empenhado”, explica.

Em Pomerode, no 2º turno, Bolsonaro recebeu 14.595 votos, enquanto seu oponente, Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores (PT), 1.475 votos. Em cenário estadual, o Governador de Santa Catarina pelo PSL Comandante Carlos Moisés, também em 2º turno, recebeu 7.319 votos, enquanto Gelson Merisio, filiado ao Partido Social Democrático (PSD), conquistou 3.816 votos.



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: Divulgação Divulgação
Veja também:









Publicidade

  • 
    eb224b55631b8f403d168a912e1f6fb6.jpg4b580c53dad677f2141dea5ad908465d.jpg