Jornal de Pomerode


Pomerode tem mais de 70% de adesão à Campanha de Vacinação contra a gripe

Pomerode é o quarto município com maior índice de vacinação dos grupos prioritários, entre os 14 que integram a Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi), com, aproximadamente, 73% de cobertura dos que devem tomar a vacina, ficando atrás apenas de Apiúna, Ascurra e Benedito Novo

e2a04502f7924b5aa99ed57b08ac288e.jpg Foto: Tatiane Hansen/JP

Neste sábado, 13 de maio, foi o dia D da Vacinação contra o vírus Influenza, causador da gripe, para o público-alvo, que abrange crianças de seis meses a cinco anos, pessoas com mais de 60 anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade, incluindo adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e portadores de doenças crônicas não transmissíveis, incluindo pessoas com deficiências específicas.

Segundo informações do DataSUS, o Brasil alcançou um índice de 51,91% do público alvo vacinado, o que representa cerca de 28 milhões de pessoas já vacinadas. 

Em Santa Catarina, até o momento, a 19ª Campanha de Vacinação, que segue até o dia 26 de maio, já imunizou cerca de 67,49% das pessoas que integram o público alvo, que recebe a vacina primeiro.  

Pomerode é o quarto município com maior índice de vacinação dos grupos prioritários, entre os 14 que integram a Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi), com, aproximadamente, 73% de cobertura dos que devem tomar a vacina, ficando atrás apenas de Apiúna, que chegou perto dos 85% de taxa de vacinação, seguida de Ascurra e Benedito Novo. 

A maior adesão em nossa cidade foi do grupo dos idosos, cujos representantes que se vacinaram representam 90,68% do total, e o menos foi o das crianças, com 47,76%. Nos outros grupos, as gestantes tiveram cerca de 48% de cobertura e os trabalhadores de saúde chegaram aos 48,74%. 

As mulheres que deram à luz há menos de 45 dias em Pomerode, foram se vacinar em maior número do que o previsto pela Secretaria de Saúde. 601 mães foram se vacinar, cerca de 8% a mais do que o esperado, que eram 552 mulheres. 

O Secretário de Saúde, Rafael Ramthun, avalia que o saldo da campanha em Pomerode, até aqui, é positivo, e ressalta a comparação com índices estaduais e nacionais.

“Estamos acima da média nacional e estadual. Os números não representam apenas o comprometimento das equipes, mas também, dos usuários que estão tendo a consciência de buscar o serviço. Isso vai de encontro ao que a secretaria vem adotando como principal bandeira, que é a prevenção. Cada real gasto na prevenção são vários economizados depois em tratamentos, então, buscamos sempre incentivar a comunidade a adotar a prevenção”, reforça.

Neste ano, Santa Catarina registrou oito mortes por gripe A, todas pelo subtipo H3N2, em 2017, segundo boletim da Dive divulgado na quinta-feira, dia 11. Os pacientes são de Águas Mornas, Blumenau, Caçador, Florianópolis, Jaraguá do Sul, Joinville, Lages e São Miguel do Oeste.

Desde o início de 2017, o estado teve 52 casos de gripe. Desses, 46 foram de gripe A H3N2, três de gripe B, um de gripe A H1N1 e dois de gripe A com subtipagem em investigação. Os pacientes são dos municípios de Joinville (nove casos), Blumenau (sete casos), Itajaí (cinco casos), Florianópolis (quatro casos), Mafra e Tubarão (três casos cada), Palhoça e Sangão (dois casos cada), Águas Mornas, Balneário Arroio do Silva, Balneário Camboriú, Braço do Norte, Caçador, Capivari de Baixo, Chapecó, Gaspar, Imbituba, Jaguaruna, Jaraguá do Sul, Lages, Maravilha, São Miguel do Oeste e Tunápolis (um caso cada) e dois casos de moradores do Paraná.



Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg