Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Pomerode participa de simulado de enchentes nesta semana

Evento terá duração de quatro dias e evolverá cidades da região do Vale do Itajaí, Inclusive Pomerode. Polícias Civil e Militar, Bombeiros, Samu, Getran, Defesa Civil e Exército participaram do simulado

54c7a5cfbdf87e60bcca218393f9f5de.jpg Foto: Raphael Carrasco/JP

Nesta semana, Pomerode, através da Defesa Civil, PM, Corpo de Bombeiros, Samu e Getran, junto com o Exército Brasileiro, realizarão o Simulado de Reação a Desastres. A operação ocorre até o dia 17 de maio, quinta-feira, nos municípios de Pomerode, Blumenau, Gaspar e Itajaí. Da mesma forma em Florianópolis, onde o Novo Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd) entrará em funcionamento. Ao fim do Exercício, no dia 18 de maio, o Cigerd será entregue, oficialmente, aos catarinenses.

Segundo o Diretor da Defesa Civil de Pomerode, Lúcio De Bem, esse exercício é extremamente importante, principalmente pela frequência de eventos climáticos nos últimos anos. “O exército escolheu nossa região para realizar os seus treinamentos, pois, aqui no Vale do Itajaí, há riscos de grandes catástrofes devido ao excesso de chuvas. Portanto, para Pomerode, é de suma importância para que todos os serviços de resgate da cidade, polícias civil e Militar, Getran e outros, se sintam preparados para este tipo de situação de emergência”, explica o diretor.

Ainda de acordo com De bem, serão mais de 1.000 pessoas envolvidas no simulado, nas cidades do Vale. Em Pomerode, serão 350 membros do exército, vindos do batalhão de Joinville. O Pavilhão de Eventos da cidade servirá como base para este simulado, além de servir como possível base aérea para os helicópteros da Força Aérea Brasileira e dos Bombeiros.

Serão feitas ações que simulam o resgate de civis em Pomerode, nos dias 15, 16 e 17 durante todo o dia.

As autoridades pedem para que a população não se assuste com sirenes, grandes quantidades de viaturas nas ruas, helicópteros e outros, pois trata-se de um ato preparatório.

Lembrando que, neste ano, faz 10 anos da grande catástrofe ocorrida no Vale do Itajaí, em 2008, afetando em torno de 60 cidades e mais de 1,5 milhão de pessoas no estado de Santa Catarina. 135 pessoas morreram na tragédia, 9.390 habitantes foram forçados a sair de suas casas, para que não houvesse mais vítimas, e 5.617 desabrigados.

 



Tags:
Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg