Jornal de Pomerode


Polícia Militar intensifica treinamento para melhorar o condicionamento físico

Há cerca de um mês, a Polícia Militar de Pomerode tem incluído em sua rotina uma atividade fundamental para melhorar o condicionamento físico de seus policias: o treinamento funcional. A realização de atividades físicas regulares se faz necessária, independentemente da área de atuação.

87444aa52c61557b86c10e684259bc05.jpg Foto: Tatiane Hansen/JP

Há cerca de um mês, a Polícia Militar de Pomerode tem incluído em sua rotina uma atividade fundamental para melhorar o condicionamento físico de seus policias: o treinamento funcional.

A realização de atividades físicas regulares se faz necessária, independentemente da área de atuação. No entanto, no caso da Polícia Militar, visa trabalhar diretamente na melhora de um conjunto de atributos relacionados ao dia a dia, onde estando o policial militar bem preparado, estará com maiores condições de decisão no momento de atender as ocorrências que lhe são solicitadas, principalmente, em ocorrências que podem exigir um grande esforço físico, sendo diretamente observado e exigido pelo cidadão que requer atendimento. 

As atividades são realizadas em quatro dias da semana, sendo duas vezes pela manhã e duas vezes no fim da tarde, programadas e supervisionadas pelo professor de educação física Gustavo Bernal, conhecido como Guto.

“O Gustavo veio com a ideia de fazer um trabalho voltado à atividade policial, que aproveita para fazer os exercícios utilizando o próprio corpo, sem muita aparelhagem, pois não a possuímos. As atividades são realizadas quatro vezes por semana, possibilitando que todos os policias possam participar. É uma atividade rápida, intensa e de suma importância, uma vez que, em nossa atividade cotidiana, é necessário que estejamos com bom condicionamento físico”, ressalta o comandante da Polícia Militar de Pomerode, Tenente Fabio Verdasca de Luca.

O professor explica, ainda, que os exercícios são efetuados baseados no cotidiano dos policiais. “O treinamento é específico, focado nos padrões fundamentais de movimento. A Polícia precisa disso, eu e minha esposa fazíamos esse trabalho em Sorocaba, cidade de onde viemos. Sem muitos equipamentos, aliando os acessórios que trago, trabalhamos em um treinamento que otimize o tempo, mas que seja de alta intensidade, focado nos movimentos do dia a dia deles, como levantar algo do chão, escalar e o fortalecimento, principalmente, das articulações. O trabalho funcional vai além do exercício comum, melhorando o condicional geral para a atividade diária”, revela Bernal.

O profissional também realiza o treinamento funcional, junto com sua mulher, de maneira particular. As atividades são realizadas conforme horário disponível do cliente, baseado em sua necessidade, utilizando o corpo e acessórios. “O treinamento funcional não segue uma rotina e isso o torna mais dinâmico, interessante e tão eficiente quanto a academia”, finaliza.



Tags:
Veja também:
Galeria de fotos: 4 fotos









Mais vistos

Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg