Jornal de Pomerode
Versão impressa


int(63916)

Perspectivas da Câmara de Vereadores em 2018

O novo presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Pomerode, Amarildo da Silva, falou sobre as perspectivas para o ano de 2018.

b7e50c46cbba899a981cee1001adb8ea.png Foto: Equipe JP-Em entrevista ao Jornal de Pomerode, o novo presidente da mesa diretora, Amarildo da Silva, falou das projeções para este ano

"O vereador foi eleito para fiscalizar, e isso é importante para a comunidade entender. Então, isso é muito importante, para que os projetos do executivo fluam, os projetos da Câmara fluam e claro, não esquecer a sua responsabilidade maior que é a fiscalização".

Amarildo da Silva

No dia 12 de dezembro do ano passado, foi realizada a eleição da nova mesa diretora da Câmara Municipal de Vereadores de Pomerode. Duas chapas concorriam aos cargos de presidente, vice-presidente, primeiro e segundo secretário. E a chapa ganhadora tinha como presidente o vereador Amarildo da Silva (PP), vice-presidente Deoclides Correa (PSDB), Marcos Dalmann(PMDB) e Aldino Oldenburg (PMDB) como primeiro e segundo secretário, respectivamente.

E foi na Câmara de Vereadores, local onde Amarildo comandará as sessões ordinárias, que fizemos nossa entrevista. Lembrando que  as sessões voltaram nesta terça-feira, dia 06 de fevereiro, às 18h, com transmissão ao vivo pelo Facebook da Câmara Municipal de Vereadores. Confira, na íntegra, a entrevista com o novo presidente da mesa diretora, Amarildo da Silva. 

JORNAL DE POMERODE - Vereador, quais são as expectativas e perspectivas para o ano de 2018 na Câmara?

AMARILDO DA SILVA  -  As expectativas sempre são as melhores. Já começamos o ano com a nossa Festa Pomerana e aniversário do município. Nas perspectivas, estão poder fazer um trabalho voltado para nossa cidade, à população, fazer um trabalho bom em relação aos projetos da Câmara, para que possamos dar fluidez nos nossos projetos. Claro que vamos auxiliar o executivo para viabilizar recursos para Pomerode, que vem de encontro com melhorias para cidade e para população. Portanto, as expectativas são as mais otimistas.

JP - Você está assumindo o cargo de presidente pela segunda vez. Suas prioridades mudaram ou você tem em mente novas ideias?

AS - Com certeza, você sempre vai buscar algumas mudanças para melhorias. É claro, essa experiência com o mandato anterior, em 2015, já faz com que tenhamos uma liberdade, uma ação mais rápida em relação a algumas situações, que sabemos que será bom pra Câmara, para o Executivo, e claro, para nossa população. Então, as mudanças vão acontecer, com certeza, naturalmente.

JP - Como foi o processo de escolha da Mesa Diretora no final do ano passado?

AS - Na realidade, tivemos duas chapas inscritas. Cada vereador tem o direito de lançar o seu nome para presidente, para isso, o mesmo precisa montar uma chapa onde tenha o presidente, vice-presidente, primeiro e segundo secretário. Nós tivemos a composição de duas chapas para a disputa da eleição, e tivemos também a decisão na qual fui o vereador eleito a presidente. De uma forma especial, quero agradecer a confiança da vereadora Cleide, que teve a sua confiança na nossa chapa, que era composta pelos vereadores Aldino, Marcos e Deoclides, dois do PMDB, um do PSDB e um do PP. E tivemos o voto favorável da vereadora Cleide que pertence ao DEM, mesmo partido do prefeito. E é claro que ela também espera que a mesa diretora faça um bom trabalho, juntamente com todos os vereadores, para que tenhamos este bom relacionamento com os outros vereadores, afinal, fomos eleitos para fiscalizar as ações do Executivo, do Legislativo, fiscalizar as secretarias para averiguar se as mesmas estão realizando os trabalhos de maneira correta, dentro dos pleitos de cada cidadão que cobra do Executivo e Legislativo. E nós vamos buscar essa fluidez dentro das secretarias, dos trabalhos que cada secretaria proporciona, que vai de encontro com aquilo que a comunidade está esperando dos vereadores e do Executivo. E vamos estar fazendo este trabalho de maneira tranquila, para que possamos obter um ótimo resultado para o município de Pomerode.

JP E como está seu relacionamento com o restante dos vereadores e, também, com o Poder Executivo?

AS - Eu não tenho nenhuma dificuldade de relacionamento com nenhum dos vereadores e, também, com o Poder Executivo. Nós estamos sempre abertos para o diálogo, para que possamos realizar um bom trabalho para a cidade. É importante deixar claro para a cidade, que muitas pessoas acabam cobrando o vereador por uma obra não feita. Mas essas ações partem do Executivo, com a secretaria definida para cada situação. O vereador foi eleito para fiscalizar, e isso é importante para a comunidade entender. Então, isso é muito importante, para que os projetos do executivo fluam, os projetos da Câmara fluam e claro, não esquecer a sua responsabilidade maior que é a fiscalização. Esse é nosso trabalho e qualquer demanda que a comunidade pede, precisamos nos unir para atender essa demanda da saúde, educação e segurança, que são os três pilares. São pontos estratégicos para serem trabalhados por qualquer legislação, e nessa linha, posso contar com o apoio de todos os vereadores, pois esse é o compromisso de cada um deles, trabalhar em prol da população e cumprir seu papel de fiscalizador.



Galeria de fotos: 2 fotos
Créditos: Equipe JP Equipe JP
Veja também:









Publicidade

  • f782967c3aaf9debcc3e55baaade247c.jpg