Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Para levar alegria a uma criança

Leonardo Tiegs é uma das crianças que já foi escolhida pelo Papai Noel dos Correios e inspira pela simplicidade e alegria de viver. O menino contava, na carta, que sempre cuidava de sua mãe, que teve um aneurisma cerebral e ficou muito debilitada

2c8c02d7802a917d380722771a58aa1a.jpg Foto: Divulgação

Para quem adere à campanha Papai Noel dos Correios e adota uma carta, muitas vezes não tem noção da alegria que pode levar a uma criança. Mas a gerente dos Correios, Rosania Casagranda, teve a experiência de presenciar essa emoção no ano passado, quando, junto ao grupo onde joga voleibol, adotaram a cartinha escrita por Leonardo Tiegs, de nove anos.

Após comprarem os presentes, Rosania e um colega foram pessoalmente à casa da família entregar o que o menino havia pedido para o Papai Noel. E, segundo a mãe do menino, Lucinda Cardoso de Passos, foi uma alegria imensurável. “A felicidade dele foi muito grande quando chegaram aqui para entregar o que ele pediu. Muitas vezes, ele via os brinquedos nas vitrines e pedia para eu comprar, mas não tinha condição de dar tudo que ele pedia, por isso, fiquei muito feliz em poder ver ele realizado com o que ganhou. Agradeço muito a todos eles”, relata.

O menino contava, na carta, que sempre cuidava de sua mãe, que teve um aneurisma cerebral e ficou muito debilitada. “Ele me ajudava a medir a minha pressão e levava meus remédios. Também foi o Leonardo que me deu vontade de viver, que me mostrou que eu tinha ele, ou seja, um motivo para continuar lutando”, conta Lucinda.

E, orgulhoso, conta tudo o que ganhou e, também o que pediu para o Papai Noel este ano. “Ano passado ganhei uma mochila, carrinhos, dinossauros, uma cesta de Natal cheia de chocolate e material escolar. Esse ano eu pedi, de novo, material escolar e carrinhos, um bitrem de brinquedo, um violão para estudar música e ajuda para a minha família”, conta o menino.

E mais uma vez, em 2018, a campanha Papai Noel dos Correios está sendo realizada em Pomerode, para ajudar crianças como o Leonardo. Nesta edição, foram feitas 216 cartinhas de alunos de oito escolas e três centros de educação infantil municipais e o período de adoção começou no dia 01 de novembro. De acordo com Rosania Casagranda,  nos três primeiros dias da campanha, 60% das cartinhas já foram adotadas, o que mostra o quanto o pomerodense está disposto a ajudar.

Ela também destaca que a participação das instituições de ensino é voluntária, mas que o trabalho fica ainda melhor por ter a participação dos professores. “Acreditamos muito na campanha porque as crianças que participam são indicadas pelos professores, que conhecem de perto a vida de cada uma e, por isso, sabem quem realmente precisa. E nós, dos Correios, fazemos essa ponte, entre as crianças que precisam e quem quer fazer o Natal delas mais feliz”, explica.

Quem quiser contribuir com a campanha e adotar uma cartinha, ainda pode fazê-lo, até o dia 30 de novembro. Para adotar, basta ir até a agência dos Correios, escolher a cartinha e cadastrar o nome e um telefone para contato. A entrega do presente deve ser feita até o dia 07 de dezembro, na agência, para que haja tempo de levar os presentes às crianças antes do Natal.

Os funcionários dos Correios vão levar os presentes até as escolas a partir do dia 10 de dezembro, e serão os professores os responsáveis por fazer a alegria das crianças.

Rosania destaca que a ação a cada ano é gratificante, por poder saber que estão fazendo muitas crianças felizes. “Já tivemos a experiência de entregar pessoalmente os presentes às crianças e é muito bom ver a reação delas. E mesmo quando apenas imaginamos, já é emocionante. Nós queremos um mundo melhor e temos que contribuir de alguma forma, e fazer a alegria das crianças no Natal, que tem um significado especial para elas, é uma maneira de tornar o mundo mais feliz. As histórias que vem nas cartinhas emocionam, tocam o coração”, afirma.

Campanha ao redor do país 

Ao longo dos 29 anos da campanha, milhões de crianças tiveram seu pedido atendido. Somente nos últimos três anos, foram recebidas mais de 2,6 milhões de cartas destinadas ao Papai Noel dos Correios em todo o Brasil. Já em Santa Catarina, em parceria com mais de 160 instituições de ensino público, de 47 municípios do Estado, a campanha este ano tem 15 mil cartinhas para adoção. 



Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Isadora Brehmer/JP
Veja também:









Publicidade

  • 
    eb224b55631b8f403d168a912e1f6fb6.jpg4b580c53dad677f2141dea5ad908465d.jpg