Jornal de Pomerode

Edição Impressa



O mês de conscientização no trânsito

O Maio Amarelo já está promovendo ações por todo o Brasil. E, em Pomerode, a Gerência de Trânsito da cidade (Getran), Polícias Civil e Militar, Bombeiros Voluntários e o Observatório Nacional de Segurança Viária, estão realizando, pelo município, atos para difundir a educação no trânsito

d10958c1f1941c57e867b3560371f0be.jpg Foto: Arquivo Jornal de Pomerode

Um mês que serve para lembrar a importância de se respeitar e ser educado no trânsito. Maio, também é famoso por adotar a cor amarela e promover a conscientização aos motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres, com o objetivo de diminuir o número de acidentes.

O Maio Amarelo já está promovendo ações por todo o Brasil. E, em Pomerode, a Gerência de Trânsito da cidade (Getran), Polícias Civil e Militar, Bombeiros Voluntários e o Observatório Nacional de Segurança Viária, estão realizando, pelo município, atos para difundir a educação no trânsito. Na cidade, no ano passado, segundo o relatório do Corpo de Bombeiros Voluntários de Pomerode, cerca de 200 acidentes, envolvendo carros, motos, bicicletas e caminhões, foram registrados, isso sem contar com as pequenas colisões que não necessitam do atendimento dos serviços de resgate.

E, por meio de blitze educativas, que estão ocorrendo semanalmente, em diversos pontos da cidade, panfletos estão sendo distribuídos, além de uma rápida conversa com os agentes de trânsito, policiais e outros engajados no movimento Maio Amarelo.

Um dos focos principais da campanha, aqui em Pomerode, é o cuidado com o uso do celular enquanto se dirige. De acordo com Tamara Stedile, especialista em educação no trânsito da Getran, as palestras, blitze e conversas com motoristas, servem como um aviso para a prevenção de acidentes.

“O celular é algo que tira muita a atenção do motorista. Quando você recebe alguma notificação e o olha por alguns segundos, a sua atenção já dispersa, o que pode causar um acidente. Por falta de atenção, quando um carro realiza uma frenagem mais brusca, em sua frente, talvez o tempo de reação e o reflexo de direção defensiva para evitar a colisão seja muito menor”, comenta.

 No trânsito, o sentido é a vida

Este ano, a sexta edição do Maio Amarelo traz o tema “no trânsito, o sentido é a vida”, aprovado pelo (Contran) Conselho Nacional de Trânsito e recomendado na resolução nº 771, de 28 de fevereiro de 2019.

Assim como em 2018, o tema escolhido propõe o envolvimento direto da sociedade nas ações e uma reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, a optarem por um trânsito mais seguro.

O mote sugerido pelo observatório também foi validado pela Associação Nacional de Detrans (AND), que o apresentou durante reunião geral.

De acordo com o observatório, os acidentes não acontecem, mas sim, são frutos de escolhas inadequadas e arriscadas. Segundo a entidade, a maioria dos acidentes têm como motivação as falhas humanas como imperícia, imprudência e desatenção.



Veja também:









Publicidade

  • 
    eb224b55631b8f403d168a912e1f6fb6.jpg4b580c53dad677f2141dea5ad908465d.jpg