Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Não tem mais desculpa: agora é mata-mata

Quatro equipes brigam por duas vagas nas semifinais: Floresta, Atlético Pomerodense, Flamengo e Caramuru. Os jogos de ida das quartas-de-final serão realizados neste domingo, 15 de abril, a partir das 15h15min

7fb6eea0500de385ca4dd54891f33188.jpg Foto: -Na fase classificatória, o Floresta venceu o Atlético PomerodenseMatheus Martins/JP

Para muitos, está se iniciando um “novo campeonato”. E nesse contexto, a Copa Pomerode de Futebol Adulto Masculino - Taça Sicoob MaxiCrédito entra na fase mata-mata neste domingo, dia 15 de abril, com as disputas da rodada de ida das quartas-de-final. As partidas terão início às 15h15min.

O Estádio Arthur Kraemer, em Testo Rega, vai sediar o “clássico” entre Atlético Pomerodense e Floresta, que será comandado por Klaus Utpadel. Ele terá como assistentes, Luís Fogaça e Adriano Anacleto. Completam o quinteto Marcos Küster (quarto árbitro) e Gustavo Krause (delegado).

Para o presidente do Atlético, Anderson Abel da Silva, a expectativa é fazer um bom jogo e, principalmente, não perder, uma vez que o confronto é em casa.

“Vamos tentar estar o mais ‘vivo’ possível para o segundo jogo. Acredito que, tanto nós quanto o Floresta, jogamos melhor fora de casa, por isso, precisamos deixar o confronto ‘em aberto’. O time está embalado, vem de duas vitórias e jogando muito bem. Precisamos aproveitar essa nossa boa fase e, também, a fase não muito favorável do Floresta”, destaca.

Já Ivo Brehmer, diretor de futebol do Verdão, aposta na recuperação, uma vez que a equipe vem de três derrotas consecutivas. “Precisamos retomar o nosso padrão de jogo, nossa organização, coisa que a gente perdeu nos últimos jogos. Cabe a nós sair dessa situação em que estamos. Quando se tem três derrotas seguidas, você se coloca numa situação complicada, tanto na questão emocional quanto na disputa propriamente dita. Jogaremos contra um rival ‘embalado’ e precisamos demonstrar que temos condições de chegar à final”.

Já em Testo Alto, outro grande confronto vai acontecer no Estádio Alípio Nunes. Trata-se de Caramuru e Flamengo, que terá no apito, Marcelo Sabel, e nas bandeiras, Émerson Nardelli e Joacir Taschner. Eles serão auxiliados pelo quarto árbitro, Martinho dos Santos, e pelo delegado, Rudinei da Silva.

O time da casa ainda não venceu na competição, situação que tem incomodado o treinador, Eduardo Corsini. “Precisamos começar a dizer o que viemos fazer no campeonato. Estamos devendo isso, tanto para a diretoria, quanto para o torcedor, afinal, não adianta jogar bem e os resultados não aparecerem. A partir de agora, como é uma fase decisiva, a motivação é maior, não pode existir acomodação e estamos tentando motivar o grupo, da melhor maneira possível, para que consigamos, já neste primeiro jogo, buscar uma vantagem. Eu tenho uma expectativa muito grande, pois sei que o grupo é bom e vamos trabalhar isso. Não devemos nos abater com qualquer coisa que venha acontecer, seja extra campo ou dentro dele”, pondera.

Já o comandante rubro-negro, Hugo Eyng, resume, de forma simplificada, o que espera do jogo. “Nós esperamos muitas dificuldades contra o Caramuru. É uma nova fase e eles vêm com nova disposição. O que passou, passou. Além disso, eles devem fazer muita pressão na arbitragem, por isso, acho que será um jogo tenso”, diz.

 



Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Matheus Martins/JP
Tags:
Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg