Terca-Feira, 20 de Agosto de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 15Cº / Min 10°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Ministro do Turismo recebe representante da Avip, em Brasília

A ferramenta de atração de visitantes foi tema, nesta quinta-feira (2), em Brasília (DF), de reunião entre o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e a empresária Camila Marques, representante da Associação Visite Pomerode, que promove o município.

f0aa913bbe9fa5815f2d22fc57ba4c02.jpeg Foto: Roberto Castro/MTur

No próximo fim de semana, 4 e 5 de maio, a “Pequena Alemanha”, como é chamada a cidade de Pomerode (SC), realiza o Desafio dos Rochas. O evento de mountain bike lota o município e alia o prazer de competir à oportunidade de vivenciar a cultura e as tradições alemãs, unindo família e esporte com a gastronomia típica do Vale Europeu. O evento é um entre dezenas de atividades programadas este ano no destino, que resolveu investir em um calendário de eventos para movimentar o turismo e a economia local o ano inteiro.

A ferramenta de atração de visitantes foi tema, nesta quinta-feira (2), em Brasília (DF), de reunião entre o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e a empresária Camila Marques, representante da associação empresarial Visite Pomerode, que promove o município. Ela afirmou que o principal evento municipal em 2019 é a 11ª Festa da Páscoa, a Osterfest, que foi de 21 de março a 21 de abril. Uma das atrações resultou em mais um título no “Guinness World Records” para Pomerode: o maior ovo de Páscoa do mundo.

A estrutura de quase três toneladas, com 15 metros de altura, começou a ser montada em janeiro e foi o ponto alto da festa. A cidade já tinha a maior Osterbaum (árvore de Páscoa) do mundo desde 2017, decorada pela população, com mais de 82 mil cascas de ovos naturais pintadas artesanalmente e penduradas nos galhos. Outra atração para os turistas é o tradicional Ostermarkt (mercado de Páscoa) que transforma os espaços urbanos, enfeitados com uma infinidade de cores, para receber os turistas.

O ministro destacou o diferencial competitivo do destino, que preserva suas tradições e inova em atrativos para dinamizar o turismo. “São tradições trazidas pelos imigrantes, misturadas a atrações diversas e inovadoras que garantem diversão em qualquer época do ano. As cidades precisam saber ‘embalar’ seu potencial para se firmar no mercado de Viagens e fazer dele um vetor econômico”, disse o ministro.

OUTROS EVENTOS - A Festa Pomerana, a mais alemã do Brasil, abriu em janeiro o calendário de eventos da região turística que é formada por 19 municípios de colonização europeia no vale do Itajaí. Em junho será a vez do Encontro Motociclístico de Pomerode, um dos maiores do Sul do Brasil. Além disso, os amantes da cozinha alemã contam, em julho, com um evento exclusivo para celebrar a diversidade de pratos, dos pães e cucas assados em forno a lenha aos vinhos e cervejas artesanais. É o Festival Gastronômico de Pomerode, que celebra a culinária e a música alemães.

Em outubro, a região Sul do país celebra a Oktoberfest – entre elas a de Blumenau, maior festa da modalidade fora da Alemanha –, mesma época da Meia Maratona de Pomerode, onde os atletas se abastecem de chope no percurso. O esporte de aventura é uma amostra de como a cidade catarinense se programou para atrair visitantes, diversificando a oferta turística que hoje vai além dos atrativos locais e regionais.

As celebrações do Natal (Weihnachtsfest) também ficam na memória dos turistas. Pomerode incorporou à celebração elementos trazidos pelos colonizadores alemães, fazendo da festa uma experiência única de cultura e diversão. Um dos momentos mais simbólicos é o desfile de lanternas, além de símbolos como o Schwibbogen (arco natalino) e a Tannenbaum (árvore de Natal) enfeitada com bolas de cristal, bolachas decoradas e velas. O delicioso Stollen, tradicional bolo alemão de Natal, completa o momento natalino na cidade.



Veja também: