Jornal de Pomerode


Mais um símbolo para a “Nossa Pequena Alemanha”

Coração enxaimel de madeira ficará exposto no Teatro Municipal

O trabalho dos jovens alemães, o carpinteiro Valentin e o marceneiro Wenzel, chamou atenção de quem passou pelo pavilhão de competições durante a Festa Pomerana. No espaço reservado ao trabalho dos dois artesãos, estavam as madeiras cambará, serrotes e outras ferramentas usadas para a confecção de um coração gigante, a marca da ‘Nossa Pequena Alemanha''. A obra, que impressionou moradores e visitantes, ficará exposta no Teatro Municipal e faz parte de uma tradição de mais de 800 anos.


O coração foi apresentado para a comunidade na noite de quinta-feira, 24 de fevreiro. O ato contou com a presença do prefeito Rolf Nicolodelli, presidente da Fundação Cultural, Darli Barh Bernardino, presidente da ACIP, Ivan Blumenschein, presidente da AVIP, Deoclides Corrêa, vereadores, comunidade e os jovens alemães, responsáveis pelo trabalho.


Valentin e Wenzel, os "Wandergesellen", que pela tradução livre significa companheiro viajante, vêm de Wolfenbüttel e Rostock, cidades da Alemanha, são raros praticantes de uma tradição antiga. De acordo com a tradição, na Europa Medieval, uma pessoa que aprendia um ofício, como carpinteiro, marceneiro, pedreiro ou tantos outros, após os anos de estudo passava de "aprendiz" a "companheiro" e era obrigado a cumprir uma viagem de pelo menos três anos por diferentes locais a fim de praticar o ofício, ganhar experiência e vivência para depois poder se tornar "mestre".


Hoje em dia, apenas uma minoria dos formandos mantém este hábito. Estima-se que haja no mundo menos de 500 Wandergesellen cumprindo a jornada de aprendizado prático. Valentin e Wenzel estão há três anos viajando pelo mundo e já visitaram países como Filipinas, Laos, Suécia, Noruega e diversos outros países da Europa.


Segundo o prefeito Rolf Nicolodelli, o trabalho feito pelos jovens, além de ficar marcado na história da cidade, também irá incrementar ainda mais o turismo, pois a obra ficará exposta em um dos locais onde são realizadas inúmeras intervenções culturais durante o ano. "O Teatro é um símbolo da nossa cultura e nada mais justo que incrementar ainda mais esse espaço. Além disso, estamos registrando para história o coração enxaimel, criado para preservar e resgatar os traços culturais, além valorizar a identidade do município", comemorou.

 

Conhecimento - Com sólidos conhecimentos na arte de trabalhar com madeira - desde construir um móvel até uma casa em enxaimel - os Wandergesellen viajam sempre trocando hospedagem por trabalho. Fiéis à tradição, Valentin e Wenzel não utilizam celulares nem outros recursos modernos. Procuram reproduzir esta experiência da forma mais próxima possível daquilo que faziam seus antecessores, séculos atrás.


Para o presidente da Associação Empresarial (ACIP), Ivan Blumenschein, essa obra tem um significado especial e marcará a história da cidade. "Acredito que a logomarca desenvolvida tem um papel importante para valorizar os produtos feitos em Pomerode, portanto tem relevância para a economia do município. Além disso, o coração em enxaimel representa o carinho e respeito pela identidade cultural da cidade. Assim, nada mais apropriado do que construir esta logomarca seguindo as técnicas da construção em enxaimel", destaca Blumenschein.

 



Veja também:
Galeria de fotos: 3 fotos









Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg