Jornal de Pomerode


JP visita a escola Amadeu da Luz

A equipe do Jornal de Pomerode esteve, na quinta-feira, dia 21, nos períodos da manhã e da tarde, na Escola Básica Municipal Dr. Amadeu da Luz, em Testo Alto, para uma conversa com os estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental sobre fotojornalismo.

b8eafbc17e7ff86b2b877b440de409c2.jpg Foto: Leonardo Borchardt/JP

A equipe do Jornal de Pomerode esteve, na quinta-feira, dia 21, nos períodos da manhã e da tarde, na Escola Básica Municipal Dr. Amadeu da Luz, em Testo Alto, para uma conversa com os estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental sobre fotojornalismo. A ideia da visita era mostrar aos alunos como a fotografia é usada no cotidiano do jornal. Os estudantes tiveram, aproximadamente, 40 minutos de diálogo com o jornalista Raphael Carrasco e o fotógrafo e cinegrafista Leonardo Borchardt, que mostraram exemplos de como são as técnicas usadas nas imagens usadas no jornalismo e de como não usar indevidamente essas fotografias.

 O convite feito pela professora Márcia Costa Lima teve como propósito trazer profissionais que dominam o segmento de fotos para agregar conhecimentos na disciplina de artes, cujo em seu plano curricular, a fotografia faz parte de algumas aulas. 

Ainda de acordo com Márcia, a conversa também tinha o objetivo de conscientizar os estudantes a não propagar informações falsas por meio de imagens não verídicas. “É importante mostrar para o aluno a ética e os problemas que uma foto registrada indevidamente pode causar e deixar bem claro para que procurem informações em fontes confiáveis”, afirma.

Os estudantes interviram durante a conversa para questionar assuntos, não só ligados ao fotojornalismo, mas no jornalismo como um todo. Foi o caso da aluna Camila Andrade de Ramos, 13 anos. A estudante entendeu como funciona o uso das imagens de acidentes de trânsito, citadas pelos profissionais do JP durante a conversa e se sentiu conscientizada e conclui que vai sempre pensar antes de fotografar algo que possa ser um problema futuro ou gerar incômodos com outras pessoas.

“A conversa me fez pensar mais nos outros, antes de fazer alguma foto, pensar no familiar que pode ter perdido um parente em algum acidente e, também, evitar”, concluiu a aluna.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg