Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Investimentos em criptomoedas

Especialista explica o que são e como funcionam as moedas digitais, um dos mais novos assuntos e febre do mercado financeiro, e lista as vantagens e desvantagens de seu uso.

593af7720a656f2cfe1d024c10cbf789.jpg Foto: -Luiz De Bem se especializou no investimento em criptomoedasDivulgação

Um dos mais novos assuntos e febre do mercado financeiro é a criptomoeda Bitcoin, uma moeda sem lastro, que não é emitida por um banco central e também não possui um mercado regulado. A moeda é produzida por milhares de computadores de forma descentralizada, que, por sua vez, são mantidos por pessoas que “cedem” a capacidade dos computadores para criar os bitcoins e registrar as transações realizadas.

O preço da moeda no mercado vai variar sempre de acordo com a sua demanda e com notícias relacionadas às suas restrições. Também pode variar conforme novas instituições passam a aceitá-la como forma de pagamento. A Bitcoin pode ser definida, também, como uma moeda descentralizada, um mecanismo de transferências de valores financeiros de uma pessoa para outra, sem que esse processo dependa de um intermediário. 

O pós-graduando em Finanças, Investimentos e Banking, pela PUC-RS, CEA-Anbima e consultor de valores imobiliários, Luiz Felipe Eichstaedt DeBem, explica que o primeiro passo para se investir em criptomoedas, especialmente a Bitcoin, é abrir uma conta em uma corretora de criptomoedas, para, logo em seguida, comprar a moeda desajada. “Hoje são mais de 1.400 moedas e negócios diferentes. Os negócios com a Bitcoin ficam registrados na Blockchain, estrutura de dados que representa uma entrada de contabilidade financeira ou um registro de uma transação, uma tecnologia que vem para revolucionar o mundo”, explica.

Para De Bem, algumas das principais vantagens da Bitcoin são a universalidade da mesma, já que é negociada em todo o mundo, a desregulamentação, o anonimato e a Blockchain.

“As pessoas que viajam muito têm essa facilidade para realizar o pagamento, desde que o local aceite criptomoedas. Também por ser uma moeda que não é controlada pelo Banco Central, não há um governo que crie regulações ou distorções através da impressão de novas moedas, o que gera a inflação e que pode distorcer o valor real. Apesar de dar margem para operações ilegais, o anonimato permite que operações sejam feita sem que o governo e bancos saibam. Já o Blockchain permite que seja quase impossível fraudar a Bitcoin e outras criptomoedas, não deixando que ocorra pagamento ou gasto duplo da moeda”, enumera DeBem.

Quanto às desvantagens, o especialista em finanças lista alguns fatores que são desvantajosos no uso de criptomoedas. O primeiro é a grande volatilidade do valor da moeda, em segundo lugar os custos, tornando o uso da Bitcoin não recomendado para transações de baixo valor. Isso acontece porque a demanda pela moeda é grande e faz com que a rede fique sobrecarregada e os custos subam. “É importante frisar que, para grandes operações ainda é bastante viável fazer transações internacionais via Bitcoin, por exemplo”. 

Outras desvantagens são a pouca segurança em algumas corretoras, a impossibilidade de corrigir erros no momento de envio de Bitcoin, os poucos locais que já aceitam a criptomoeda e a desinformação, já que muitas pessoas não conhecem a moeda direito, porém, investem e acabam sofrendo prejuízos, por não saber armazenar e nem pagar os impostos por ela, gerando problemas com a receita federal.

Para sanar muitas destas dúvidas referentes às criptomoedas, DeBem irá ministrar um curso presencial para ensinar as pessoas antes que elas comecem a investir neste novo negócio. A nova turma para o curso começará as aulas no dia 17 de fevereiro.

“Conheço as criptomoedas desde 2016 e decidi apostar em algumas, pois acreditei nos projetos propostos. Eu utilizo em criptomoedas o que aprendi em 10 anos de operações na bolsa de valores, então, faço diversas operações aproveitando a grande volatilidade dos preços, porém não mantenho investimentos de longo prazo. Para quem está começando, é importante frisar que não deve investir mais do que você possa perder. Não se pode acreditar em rendimentos milagrosos e lucros garantidos. É para mostrar estes detalhes que estamos oferecendo o curso”, ressalta.

Mais informações sobre o curso através de contato@sherpawg.com.br ou dos números (47) 3212-6777 e (47) 9 8812-4674, via WhatsApp.

 



Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg