Jornal de Pomerode


Incêndio em prédio de 24 andares deixa mortos e feridos em Londres

Um prédio residencial de 24 andares, localizado na região oeste de Londres, foi atingido por um incêndio de grande proporção na madrugada desta quarta-feira, 14 de junho. Cerca 24 andares do prédio e 120 apartamentos foram afetados pelas chamas, que deixou ao menos seis mortos e 74 feridos.

5ae088be7b5d64f0c525faf00233b4b7.jpg Foto: Natalie Oxford/AFP Photo

Um prédio residencial de 24 andares, localizado na região oeste de Londres, foi atingido por um incêndio de grande proporção na madrugada desta quarta-feira, 14 de junho. Cerca 24 andares do prédio e 120 apartamentos foram afetados pelas chamas, que deixou ao menos seis mortos e 74 feridos. A origem do incêndio ainda não foi identificada.

Segundo a Polícia Metropolitana de Londres o fogo começou por volta da 1h, às 21h de terça-feira, 13 de junho, no horário de Brasília. Vários moradores foram retirados do prédio com ferimentos, a maioria por intoxicação da fumaça. Dos 74 feridos, 20 estão em estado crítico.

Segundo laudos da Brigada de Incêndio, que foi acionada por volta da 01h15min, as chamas teriam começado no segundo andar e expandido para os demais andares do Grenfell Tower, situado no bairro North Kensigton. A parte lateral do prédio não chegou a ser atingida, devido a isso, muitos moradores de andares mais altos conseguiram fugir pela escadaria. Alguns foram vistos pela imprensa britânica se jogando pela janela e gritando socorro. Segundo moradores o alarme de incêndio não foi disparado, dificultado a reação.

As chamas foram controladas por volta das 5h, porém, ainda é possível ver marcas do incêndio nos andares atingidos. Cerca de 200 bombeiros, 14 unidades de resgate e salvamento, a polícia e os serviços de ambulância foram mobilizados. 

Segundo informações do jornal “The Guardian”, alguns moradores foram levados para um centro comunitário, onde receberam água, alimentos, cobertores e suprimentos básicos. Outros foram atendidos em casas de moradores das redondezas.

Ainda segundo o jornal britânico, já haviam preocupações de incêndio desde 2012, quando uma vistoria constatou que o equipamento contra incêndio não havia sido revisado há anos. Em 2016, um grupo de moradores também havia alertada sobre a ausência de mais saídas de emergência, havendo apenas uma saída, o grupo alegava que caso essa única passagem fosse bloqueada, as pessoas não conseguiriam sair do imóvel. O prédio foi construído em 1974 e passou por uma reforma no ano passado, 2016. Responsáveis pelas obras afirmaram que todos os padrões de segurança foram seguidos rigorosamente.

A polícia britânica disponibilizou um número de emergência, que visa fornecer informações a familiares acerca dos moradores do prédio (0800 0961 233).

 



Tags:
Veja também:
Galeria de fotos: 2 fotos









Mais vistos

Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg