Jornal de Pomerode


HPV para meninos tem faixa etária ampliada

A partir de junho, todos os meninos entre 11 e 14 anos devem receber a vacina contra o HPV (papilomavírus). Oferecida desde janeiro deste ano para meninos entre 12 e 13 anos, a vacina teve a faixa etária ampliada por decisão do Ministério da Saúde (MS).

aede81e285da9dd631dc38e58fa373ce.jpg Foto: Tatiane Hansen/JP

A partir de junho, todos os meninos entre 11 e 14 anos devem receber a vacina contra o HPV (papilomavírus). Oferecida desde janeiro deste ano para meninos entre 12 e 13 anos, a vacina teve a faixa etária ampliada por decisão do Ministério da Saúde (MS), para fortalecer as ações de saúde na população masculina e possibilitar a prevenção da ocorrência de cânceres de pênis, ânus, orofaringe e de verrugas genitais, doenças diretamente relacionadas ao HPV.

Cerca de 385 meninos pomerodenses, de 13 a 15 anos, estão cadastrados para receber a vacina contra o vírus, e a aplicação já será realizada nas Unidades de Saúde, para quem a procurar.

A gerente da Vigilância Epidemiológica de Pomerode, Simone Steffens da Silva, explica como será o esquema de vacinação.  “A primeira dose da vacina para os meninos que foram incluídos na nova faixa etária será realizada em setembro, junto aos  que receberam a vacina em março deste ano, para facilitar a logística. Mas estamos atendendo à demanda espontânea”. 

Em todo o estado, 21.276 meninos entre 12 e 13 anos receberam a primeira dose da vacina do HPV. 

A definição da faixa etária visa proteger os adolescentes antes do início da vida sexual e do contato com o vírus.

A faixa etária será ampliada gradativamente até igualar a das meninas, ou seja, nove a 14 anos de idade. Jovens entre nove e 26 anos, vivendo com HIV/Aids, devem também ser vacinados, sendo necessárias três doses para a imunização.

O HPV é transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas, na maioria das vezes, através da relação sexual desprotegida. É altamente contagioso, sendo possível infectar-se com uma única exposição ao vírus. Pessoas infectadas podem não apresentar lesões visíveis e transmitir o HPV sem saber.



Tags:
Veja também:
Galeria de fotos: 1 fotos
Créditos: Tatiane Hansen/JP









Publicidade

  • 50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg