Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Homenagem a motoboy é realizada no local do acidente

Carlos Lohse morreu após colidir contra um caminhão, no cruzamento da Rua dos Imigrantes com a Rua Jerusalém, no dia 15 de fevereiro

46aff414651856689efccbf534e1d59e.png Foto: Tatiane Hansen/JP

O grupo de motoboys de Pomerode, juntamente com amigos e familiares de Carlos Lohse, que perdeu a vida em um acidente de trânsito no dia 15 de fevereiro, realizaram uma homenagem no local do ocorrido, no cruzamento da Rua dos Imigrantes com a Jerusalém, no último domingo, dia 24, por volta das 11h. 

Cerca de 20 pessoas estavam presentes no momento do tributo à Lohse, que trabalhava como motoboy na Dudonne Pizzaria. Uma roda de oração foi feita em memória ao motociclista de 37 anos, demostrando o carinho que os amigos tinham por Lohse.

De acordo com Gilson de Lima, que trabalhou com o motoboy na Dudonne, Lohse sempre foi uma pessoa dedicada ao trabalho.

“Ele gostava de trabalhar. Um cara de família, comprometido com o serviço e que não tinha tempo ruim, pois sempre nos ajudava. Era uma pessoa tranquila que não reclamava da vida, não faltava no trabalho e fazia com amor todas as entregas”, relata.

Um dos proprietários da pizzaria, para a qual Lohse estava trabalhando no momento do acidente, publicou uma mensagem em sua rede social, externando a tristeza pela perda do funcionário e amigo. “Não há palavras que descrevam a angústia, tristeza, impotência sentida nesse momento. Carlão sempre foi uma pessoa que trazia alegria por onde passava. Há perguntas que não tem resposta, como era a hora dele? Não há palavra que confortem nossos corações, mas temos a certeza que você tá em um bom lugar”, disse na postagem.

Fatalidade 

acidente aconteceu na noite de sexta-feira, dia 15 de fevereiro, em seu horário de trabalho. Lohse perdeu a vida ao colidir com um caminhão, após tentar realizar o cruzamento. De acordo com o motorista da carreta, a moto teria invadido sua preferencial no cruzamento.

Lohse chegou a receber os primeiros atendimentos e tentativas de reanimação pela equipe dos Bombeiros Voluntários, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local do acidente.

Trecho perigoso

Moradores do local e motoristas que precisam transitar pelo cruzamento já alertaram para o perigo e afirmaram que acidentes ali são frequentes. No cruzamento, há a sinalização de “Pare” para quem está na Rua Jerusalém, nos dois sentidos. Porém, a placa está muito próxima do cruzamento, o que, segundo outros motociclistas, pode atrapalhar o tempo de reação do condutor da moto. Além disso, quem vem da Rua dos Imigrantes ou da Mato Grosso, não visualiza nenhum tipo de sinalização de aviso de cruzamento próximo e também foi reclamado a falta de visibilidade de quem vem dessas duas ruas. 

Em matéria veiculada na edição 1201, perguntamos, também, aos internautas qual a sua opinião sobre a segurança no cruzamento. Muitos que mandaram opiniões em nosso Instagram, também relataram falta de visibilidade do local, necessitando de melhor atenção. Uma outra seguidora, sugeriu a implantação de uma rotatória que, segundo ela, ajudaria no fluxo e iria induzir a redução de velocidade. Já uma outra seguidora comentou que há falta de respeito dos motoristas e motociclistas que seguem na Rua Jerusalém e que muitos não seguem a sinalização indicada.

Nós conversamos com a Gerência de Trânsito de Pomerode, para saber as recomendações necessárias para que acidentes como este, possam ser evitados. Tamara Andreazza, do setor de educação no trânsito da Getran, dá dicas para este tipo de situação.

“O motorista tem que sempre estar atento, isso é primordial. É necessário que em cruzamentos, o condutor olhe para os lados e diminua a velocidade, para que esse tipo de acidente, que na maioria das vezes, é por falta de atenção ou, até mesmo, excesso de velocidade, aconteçam com menos frequência. Por mais que há uma placa de pare na Rua Jerusalém, é recomendável de quem vem da Imigrantes e Mato Grosso, fique atento aos lados e visualize bem o trecho, para que possa atravessar seguramente a via”, comenta.



Veja também:









Publicidade

  • 
    eb224b55631b8f403d168a912e1f6fb6.jpg4b580c53dad677f2141dea5ad908465d.jpg