Jornal de Pomerode

Edição Impressa



Hemosc registra queda em doações de sangue

A necessidade diária do Hemosc para atender todo o estado de Santa Catarina gira em torno de 500 bolsas de sangue ao dia.

5f603f0468dcac7d03429d02458b7ba3.jpg Foto: Paulo Goethe/SES

As doações de sangue para o Hemosc (Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina) registraram queda nos últimos dias. Os estoques estão mantidos, apesar das dificuldades encontradas por doadores no deslocamento até as nove unidades de captação do Estado. A demanda por bolsas de sangue nas unidades também diminuiu, principalmente devido à medida adotada pela Secretaria da Saúde em remanejar as cirurgias eletivas.

De acordo com a diretora geral do Hemosc, Denise Linhares Gerent, o abastecimento dos estoques precisa continuar. “A necessidade diminuiu, mas pacientes que já estão em tratamento continuam necessitando de sangue. Precisamos, principalmente, de plaquetas e sangue do subtipo O para mantermos elevado o nosso estoque”, disse. “Pedimos que as pessoas continuem doando sangue e ajudando a salvar vidas em nosso Estado”.

A necessidade diária do Hemosc para atender todo o estado de Santa Catarina gira em torno de 500 bolsas de sangue ao dia. Na última quinta-feira, 24, foram captadas apenas 290 e na sexta, outras 400. Nesta segunda-feira, 28, oitavo dia da paralisação e com os serviços de transporte reduzidos, foram coletadas pouco mais de 200 bolsas. 

O abastecimento não está comprometido e atuação do Comitê de Crise criado pelo Governo do Estado vem garantindo a logística para que as doações cheguem ao destino. Os doadores podem comparecer a qualquer uma das unidades de coleta espalhadas pelo estado (Florianópolis, Joinville, Lages, Tubarão, Chapecó, Joaçaba, Blumenau, Criciúma e Jaraguá do Sul).

Fonte: Assessoria de Comunicação - Secretara de Estado da Saúde - SES 



Veja também:









Publicidade

  • 
    50b2324f0aa1127b27ce46c6d6dd7ed4.jpg