Terca-Feira, 20 de Agosto de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 15Cº / Min 10°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Helicóptero fará transporte de órgaos em Santa Catarina

A decisão foi assinada na Casa D’Agronômica, em Florianópolis, com a presença de autoridades, como secretários Douglas Borba, da Casa Civil, e outros membros de secretarias, assim como o major bombeiro George de Vargas Ferreira, coordenador de transporte aéreo da Casa Militar

a1a1f1ea4492bedc4310d4f7fcd3a50d.jpg Foto: Divulgação

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, assinou na quarta-feira, dia 06 de fevereiro, um convênio que permite o uso do helicóptero alugado pelo estado para o transporte exclusivo de órgaõs. Anteriormente, a aeronave era utilizada para a locomoção do chefe do Executivo estadual. 

A decisão foi assinada na Casa D’Agronômica, em Florianópolis, com a presença de autoridades, como secretários Douglas Borba, da Casa Civil, e outros membros de secretarias, assim como o major bombeiro George de Vargas Ferreira, coordenador de transporte aéreo da Casa Militar.

“Nós entendemos que, além de ficar à disposição para o governador, o helicóptero pode atuar também na saúde. De que forma? Sendo colocado à disposição de quem faz o transplante de órgãos, com o transporte de uma unidade hospitalar para outra. Esse gesto vem na linha do que nós temos pregado: as ações do governo precisam ser boas não para quem governa, mas para quem vive e está em Santa Catarina”, disse o governador, em relatório divulgado pela Secretaria do Estado de Comunicação. 

Transplantes 

Em Santa Catarina, o número de doadores está em constante crescimento, desde 2005. Durante o período, segundo dados do governo de SC, houve incremento de 50% nas taxas de doadores efetivos que, se convertido para números exatos, passa de 27,2 por milhão de pessoas, em 2013, para 40,9 no ano passado. O coordenador estadual da SC Transplantes, Joel de Andrade, comemora o resultado positivo. “Nos últimos 14 anos, em 11, fomos os líderes no Brasil, e nos outros três, ficamos em segundo. Se Santa Catarina fosse um país, estaria entre os cinco do mundo com maior taxa de doadores de órgãos, na companhia de nações como Espanha, Croácia e Malta”.

No ano passado, de acordo com dados da SC Transplantes, foram 1.217 procedimentos, e os transplantes mais frequentes foram de córnea, 462 procedimentos, rim, sendo 284, e fígado, 135. Em todos o estado de Santa Catarina, seis hospitais realizam o procedimento: Blumenau, Joinville, Florianópolis, Chapecó, Jaraguá do Sul e Itajaí.



Veja também: