Segunda-Feira, 19 de Agosto de 2019

facebook_icon

Hoje: Máx 15Cº / Min 10°C

Siga a gente -

Jornal de Pomerode

Edição Impressa

icon_user

Grupo Kyly participa da maior feira do vestuário infantil do mundo

Entre os dias 20 e 22 de junho, o Grupo participará da Pitti Bimbo com intuito de consolidar as marcas do Grupo na Europa.

4d4ff85db46c7b8fce401b5144102431.jpeg Foto: Divulgação

De olho no mercado europeu, o Grupo Kyly, detentor de marcas especializadas em moda infantil, participará, pela primeira vez, da feira Pitti Bimbo. O evento, que acontece entre os dias 20 e 22 de junho, em Florença, na Itália, é um dos mais importantes do setor têxtil e tem como objetivo apresentar as tendências da moda infantil. "É um mercado importante para nós e a feira possibilita o fortalecimento do nosso negócio, além da aproximação com clientes da Itália e outros países da Europa", afirma Claudinei Martins, Diretor Executivo Comercial e de Marketing do Grupo Kyly. O evento recebe este ano diversas marcas de renome no mundo da moda.  

O Grupo conta um mix variado de peças, com cinco marcas no mercado – Kyly, Milon, Nanai, Amora e Lemon – que vestem desde recém-nascidos até o tamanho 18. A Kyly tem uma proposta mais colorida e vibrante, enquanto a Milon aposta em detalhes e tecidos exclusivos com inspiração francesa e a Nanai adota um estilo mais contemporâneo. Há ainda as linhas desenvolvidas especialmente para os pré-adolescentes, a Amora (moda feminina) e a Lemon (moda masculina). 

A estratégia do Grupo é focar na apresentação das marcas Milon, Kyly e Nanai durante a feira. De acordo com Claudinei, as marcas Kyly e Nanai têm como principal atrativo para o público europeu o design das peças. "Ambas passam a ideia de um produto mais tropical, colorido, que remete à cultura brasileira. Enxergamos uma demanda crescente por estes aspectos na Europa", afirma o executivo. Já a Milon, em virtude da inspiração francesa, tem proximidade com os estilos consumidos na Europa. Em 2016, a Milon iniciou seu processo de expansão por meio das franquias e, até o final do ano, a expectativa da rede é ter 70 lojas da marca, entre próprias e franquias. 

O grupo já está presente em 23 países, entre eles Itália, Inglaterra, Portugal e Bélgica. Para aumentar sua performance também no exterior, a companhia anunciou, recentemente o investimento de R$ 40 milhões uma área de fiação. Enquanto antes a empresa só trabalhava com a tecelagem, ela passará a ser responsável também pela produção do fio do qual serão feitas as suas peças. 



Veja também: